MULHER

Ministério de Damares terá que se esclarecer sobre relatório de direitos humanos

Publicados

em


source

Nesta sexta-feira (28), o Ministério Público Federal (MPF) pediu esclarecimentos ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos sobre o relatório Disque Direitos Humanos referente ao ano de 2019. Essa ação foi motivada pelo fato de terem sido omitidos dados no documento divulgado. 

Disque Direitos Humanos
undefined

Ministério de Damres omite dados do relatório Disque Direitos Humanos

O relatório diz respeito ao Disque 100, serviço que recebe por telefone denúncias de violações dos direitos humanos no território nacional. Segundo a Folha de S. Paulo, o procurador federal dos Direitos Humanos, Carlos Alberto Vilhena, pede respostas para 30 questionamentos, que devem ser providenciadas no prazo de 20 dias.

Entre os dados omitidos que devem ser divulgados estão o números de denúncias que envolvem violações dos direitos de crianças e adolescentes, pessoas com deficiência, LGBT, violência contra a mulher, violência policial, conflitos agrários e fundiários, racismo, violência na internet, população em situação de rural e população indígena. 

Além disso, o ministério de Damares precisa esclarecer questões que envolvem o encaminhamento que foi dado às denúncias, as repostas obtidas dos órgãos de proteção e outras informações. O MPF também pede que seja divulgado o nome da empresa terceirizada que é a responsável pelo Disque 100. 

“Essas informações irão colaborar com o trabalho conjunto de vários membros do MPF, pois envolvem diversas temáticas relacionadas à defesa dos direitos fundamentais da população, como a segurança e a proteção de crianças, adolescentes, mulheres, deficientes, negros. Nosso objetivo é compreender as inconsistências identificadas e contribuir para um serviço de qualidade”, explica Vilhena. 

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos disse que a omissão de dados foi uma “decisão editorial”. 

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Truques rápidos para tirar manchas de tinta de cabelo da pele e da roupa

Publicados

em


source

Alto Astral

Mulher pintando o cabelo

Depois de pintar ou retocar a cor das madeixas , é comum que peças de roupas, toalhas e partes da pele fiquem respingadas com o tonalizante. Nessas horas, saber como tirar manchas de tinta de cabelo é essencial, já que muitas vezes elas não saem tão facilmente.

Além do produto ser capaz de causar irritação e coceira , também pode estragar tecidos e tingir a cútis, principalmente do pescoço, testa e mãos. Para evitar esses e outros problemas indesejados, selecionamos alguns truques caseiros e simples para

Conheça dicas infalíveis de como tirar manchas de tinta de cabelo

1. Vinagre

Faça uma mistura com a mesma quantidade de água e vinagre e passe com algodão sobre a região da pele com a mancha até que ela saia. Caso seja resistente, concentre mais a mistura e repita o processo.

2. Detergente

Para retirar a mancha da pele, esfregue o detergente com os dedos sobre a região desejada, depois retire com disco de algodão e água morna. Esse truque costuma funcionar apenas com cores claras.

Leia Também:  Mariana Xavier revela que teve crise de ansiedade ao gravar novela da Globo

3. Adoçante

A ideia é a mesma, aplique o adoçante na pele com a ajuda de um algodão e esfregue até que a mancha saia. Lave bem o rosto depois do procedimento.

4. Água Oxigenada

Em tecidos brancos, aplique água oxigenada e esfregue em movimentos retos com a escova de dentes até que a mancha saia. Atenção: não faça esse procedimento em roupas coloridas.

5. Amônia + detergente

Faça uma mistura com água morna, 1/2 colher de chá de detergente neutro e 1 colher de chá de amônia, deixe de molho sobre o tecido por 30 minutos e enxágue.

6. Spray de cabelo

Para retirar as manchas de tinta de cabelo de tecidos borrife spray de cabelo sobre a mancha e pressione com um pano úmido até que ela comece a se desprender.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA