MULHER

Mulher que inspirou série da Netflix comete suicídio depois de revelar abuso

Publicados

em


source
História de Daisy inspirou série da Netflix
Reprodução

História de Daisy inspirou série da Netflix


O documentário “Audrie & Daisy”, disponível na Netflix, foi inspirado na história de Daisy Coleman que, nesta terça-feira (5), aos 23 anos, se suicidou, segundo informado por sua mãe, Melinda Coleman. A jovem recebeu ataques após denunciar um estupro aos 14 anos, tendo sido xingada de “mentirosa”, “vadia” e “idiota”. E os ataques não ficaram apenas nas redes sociais: a casa de sua família foi incendiada.

“Minha filha, Catherine Daisy Coleman, se suicidou ontem à noite”, escreveu Melinda. “Ela era minha melhor amiga e uma filha incrível. Acho que ela queria mostrar que eu poderia viver sem ela. Queria poder ter curado sua dor. Ela nunca se recuperou daquilo que aqueles garotos fizeram com ela, e não é justo. Minha garotinha se foi”, disse em postagem.

Leia Também:  Cuckold: o fetiche em que o homem tem prazer de ser corno

Em 2012, Daisy relatou ter sido estuprada por Matthew Barnett, um adolescente de uma influente família que vivia na mesma cidade que a jovem — Missouri, Estados Unidos. Ele se declarou culpado, mas alegando que o sexo com Daisy foi consensual.

Audrie %26 Daisy
Reprodução/Netflix

Audrie & Daisy


O caso ganhou repercussão e a família de Daisy acabou sofrendo retaliações nacionais. Desde então, frequentemente sofrendo bullying, ela tentou tirar a vida várias vezes, até se tornar uma ativista e exemplo para outras mulheres que sofreram o mesmo.

Além de Daisy, o documentário da Netflix, lançado em 2016, também conta a história de Audrie Pott, de 15 anos. Audrie, que também foi estuprada por um homem que considerava seu amigo, também sofreu ataques na comunidade onde vivia e teve suas fotos sofrendo a violência espalhadas pela internet.

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Bilhete de criança que riscou carro viraliza: “Como ficar bravo?”

Publicados

em


source

No último domingo (13), em Curitiba, um menino de 7 anos desequelibrou de sua bicicleta e bateu em um carro, deixando um pequeno risco. Esse menino, chamado Benício, decidiu escrever um bilhete de desculpa e deixar o número de contato do seu pai para que o dono do carro pudesse entrar em contato e pagar o conserto.

bilhete
Twitter/Reprodução

Marcel, pai de Benício, se colocou a disposição para pagar o conserto do carro

Marcelo Martins, dono do carro, ao ver o bilhete decidiu compartilhar em seu Twitter com a legenda “Como ficar bravo com essa criança?”, o post acabou recebendo mais de 360 mil curtidas de 35 mil compartilhamentos.

Após o alcance inesperado, Marcelo também postou um print do seu contato com Marcel, pai de Benício pelo Whatsapp. “Sempre vemos seu carro aqui na frente, meu filho ficou bem chateado com o ocorrido”, disse Marcel.

Leia Também:  Cabelo danificado: 5 coisas que você faz no dia a dia e prejudicam seu fio

O dono do veículo fez questão de tranquilizar o pai e a criança, repondendo: “Tadinho! Diga para ele que está tudo bem e que quedas acontecem!”.

Ao G1, pai de Benício afirmou estar orgulhoso da atitude do garoto. “”Eu fiquei muito orgulhoso, porque a gente tenta educar para isso. Que ele seja responsável pelas ações dele no futuro, que aprenda com os erros”, disse.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA