MULHER

Simpatias para se sentir mais bonita

Publicados

em


source

João Bidu

Simpatias para se sentir mais bonita
Redação João Bidu

Simpatias para se sentir mais bonita

O amor próprio é o princípio de uma boa autoestima. Quando esse amor não é bem desenvolvido, seja por fatores internos ou influências externas, a vida se torna mais difícil.

Estar bem consigo mesmo(a) facilita na resolução de problemas pessoais e aumenta a capacidade de aproveitar cada fase da vida, sem se importar com o que os outros pensam.

Portanto, que tal aproveitar este período de quarentena para dar mais atenção ao seu corpo e estabelecer uma rotina de cuidados com a sua beleza? Lembrando que cuidar do corpo não quer dizer, necessariamente, emagrecer, ok?

Como aliadas a esses cuidados, aposte também nas simpatias de autoestima e amor próprio e saiba que tudo que você fizer para si agora, ajudará o seu presente e, consequentemente, o seu futuro. 

+Inscreva-se no Clube de Membros do João Bidu no YouTube e receba conteúdo exclusivo! Acesse neste LINK .

Rituais para autoestima e amor próprio

Para se sentir mais bonita

Em um dia de Lua Cheia, coloque as pétalas de três rosas brancas e três rosas cor-de-rosa dentro de uma tigela branca. Cubra tudo com água morna, segure a tigela e diga: “Deus te salve, Lua Cheia. És tão bonita. Jogue um pouco da tua luz, teu brilho e tua beleza nesta água de rosas”. Cubra a tigela e deixe-a no sereno durante uma noite. Na manhã seguinte, despeje o líquido no seu corpo, do pescoço para baixo. À noite, use uma roupa cor-de-rosa para dormir. Jogue as pétalas no lixo e volte a utilizar a tigela normalmente.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 1 de agosto de 2021

Você viu?

Fios de cabelo mais brilhantes

Bata a polpa de uma folha de babosa – se o seu cabelo for comprido, pode usar duas folhas – no liquidificador, com um pouco de água, até formar uma pasta. Aplique no cabelo, deixe por 20 minutos e enxágue com bastante água fria.

Levantar o astral

Em uma panela com três litros de água fervente, coloque sete pedras de sal grosso, um objeto pessoal banhado a ouro ou prata e deixe por três horas em seu quarto, sem mexer. Depois, retire o objeto e despeje o preparado do pescoço para baixo após o banho de higiene normal, fazendo uma oração a Nossa Senhora Aparecida. Ao sair do banho, acenda uma vela branca sobre um pires e espere queimar até a metade. Embrulhe a outra metade em um papel branco e jogue no lixo. Use o objeto pessoal como amuleto. Lave e utilize a panela de forma habitual.

Para se sentir sempre jovem

Pegue um vasinho e plante nele uma muda de rosas de qualquer cor. Toda vez que for regá-la, peça para o seu santo de devoção que lhe dê uma aparência sempre jovem e saudável, assim como as pétalas das rosas.

Leia Também:  Opinião: Obesidade não deveria ser considerada doença

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Rebeca Andrade: conheça a ginasta brasileira medalhista de ouro

Publicados

em


source
Rebeca Andrade, a ginasta brasileira que fez história nas Olimpíadas 2020
Reprodução Instagram

Rebeca Andrade, a ginasta brasileira que fez história nas Olimpíadas 2020

Rebeca Andrade é a primeira mulher ginasta brasileira campeã olímpica e a primeira ginasta do Brasil a ganhar duas medalhas numa mesma edição das OlímpiadasA modalidade de salto garantiu o ouro para Rebeca este domingo (1). Porém,  a atleta conquistou o mundo e a medalha de prata com sua apresentação solo ao som de “Baile de Favela”, funk do MC João. A letra fala sobre diversos bairros das cidades de São Paulo e Guarulhos – esta última, onde Rebeca nasceu no dia oito de maio de 1999.

História

A filha de Rosa Rodrigues tem sete irmãos e começou a praticar ginástica olímpica aos quatro anos de idade, no Ginásio Bonifácio Cardoso, em um projeto social de iniciação ao esporte da prefeitura de Guarulhos, em São Paulo. Lá sua dedicação e talento fizeram com que ela ganhasse o apelido de “Daianinha de Guarulhos”, uma referência a ginasta Daiane dos Santos, primeira ginasta brasileira, entre homens e mulheres, a conquistar uma medalha de ouro em uma edição do Campeonato Mundial. . 

Rebeca Andrade
Reprodução Instagram

Rebeca Andrade

Familiares e amigos de Rebeca contam que quando a família passou por uma crise financeira, a pequena de seis anos caminhava duas horas em direção ao ginásio localizado na Vila Tijuco. Depois de um tempo, o irmão mais velho (na época 15 anos) conseguiu comprar uma bicicleta e levava à irmã aos treinos. Rebeca treinou no ginásio de Guarulhos por cinco anos, entre 2005 e 2010, até que seu empenho rendeu um convite para treinar em Curitiba, no Paraná, quando tinha nove anos. Em 2012, ela foi convidada a treinar pelo Flamengo, onde está até hoje.

Cirurgias e medalhas

Rebeca Andrade
Reprodução Instagram

Rebeca Andrade

Com lesões persistentes, no mesmo ano (2015) em que conquistou a medalha internacional de bronze entre adultas, nas barras assimétricas, Rebeca teve uma ruptura de ligamento cruzado anterior do joelho direito em um treino. Isso fez com que a atleta ficasse afastada dos treinos por oito meses e não tivesse o desempenho desejado nos Jogos Olímpicos de 2016. 

Em 2017 e 2019, Rebeca passa por outras lesões no joelho ao mesmo tempo em que conquista medalhas de ouro nas etapas de Copa do Mundo. No total, Rebeca tem nove medalhas de ouro – já contando com o ouro olímpico -, oito pratas (a das Olimpíadas também está na soma) e três bronzes.


Fonte: IG Mulher

Leia Também:  Terapias orientais poderosas - Parte II
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA