MULHER

Terapias orientais poderosas – Parte II

Publicados

em


source

João Bidu

Terapias orientais poderosas - Parte II
Redação João Bidu

Terapias orientais poderosas – Parte II

Existem terapias orientais que promovem o equilíbrio entre corpo e mente, como a acupuntura, Ayurveda, Reiki e Yoga. Mas, na medicina oriental, existem mais três outras terapias alternativas que podem te auxiliar com problemas físicos-emocionais causados pela rotina e o período atípico da pandemia. Veja quais são essas terapias e bom proveito!

Shiatsu

Essa técnica chinesa também é conhecida como massagem oriental. Mas, diferentemente das outras massagens, em que o massoterapeuta cuida apenas das regiões doloridas, no shiatsu, o terapeuta acompanha toda a vivência do paciente: alimentação, rotina e estilo de vida. A prática é feita por meio de pressões aplicadas com os dedos, cotovelos, joelhos e mãos em locais energéticos do corpo. Ela estimula o ponto de energia para ativar a circulação e também equilibrar as forças internas do indivíduo. Dentre os benefícios desse método estão: controle da tensão e do estresse; alívio de dores de cabeça e musculares; melhora da circulação e prevenção de doenças. Apesar de ser uma prática benéfica, existem algumas contraindicações. Por exemplo: as gestantes, após o primeiro trimestre de gravidez, devem evitar o shiatsu; pacientes com câncer, varizes e osteoporose também não devem fazê-lo.

Seitai

Iniciada no Japão há mais de 300 anos, essa técnica era destinada ao momento pós-batalha de guerreiros samurais. Por meio de uma massagem sem óleos vegetais e com o uso de movimentos precisos, o seitai se constitui como uma forma de aliviar as tensões musculares provindas de atividades diárias. A semelhança dessa técnica com a massagem thai é justificada pelo uso de movimentos profundos, realizados com a mão e os cotovelos. Dessa forma, é possível realinhar a estrutura óssea do corpo, como sugere o nome do tratamento – “sei”, que significa alinhamento, e “tai” que indica corpo. Apesar da sua atuação profunda, a técnica não causa dores e respeita a anatomia humana. Mesmo não havendo contra indicações, um profissional deve supervisionar o exercício.

Leia Também:  Alerta de treta: veja com quais signos você pode ter mais problema

Fitoterapia

É o uso de diferentes partes de diversas plantas medicinais, ou seja, que têm efeito farmacológico, no tratamento de doenças. Toda preparação farmacêutica com chás, tinturas, xaropes, pomadas e cápsulas que utiliza como matéria-prima algumas partes de plantas como folhas, caules, raízes, flores e sementes é considerada fitoterápica. Um exemplo bem conhecido são os florais de Bach, método criado em 1930 pelo médico inglês Edward Bach, que utilizava extrato de flores no combate a sintomas físicos e emocionais.

Ao observar que o orvalho presente nas pétalas, em contato com o sol, poderia absorver a substância essencial dos vegetais, o cientista iniciou um estudo sobre as possibilidades curativas dos compostos formados nesse processo. 

Você viu?

Os Florais de Bach fizeram história no tratamento de doenças, tanto pela polêmica sobre sua eficácia, como nos diversos relatos que confirmam a diminuição de determinados indícios e, até mesmo, a cura de alguns quadros. Podem se mostrar eficientes para

o relaxamento por meio da diminuição do estresse, por exemplo.

Leia Também:  Problemas urgentes? Peça ajuda a Santo Expedito

Outras opções

Algumas técnicas como tai chi chuan, artes marciais e lian gong têm mecanismos de ação semelhantes à prática da meditação, pois proporcionam relaxamento,redução da ansiedade e do estresse, aumento da força e do alongamento muscular, melhora do foco e da atenção, além de redução da inflamação crônica e da resistência à insulina.

COMO ALCANÇAR A PAZ

  • Saiba quais são as mudanças
  • necessárias para atrair as boas
  • vibrações para sua vida:
  • Diminuir o estresse e a ansiedade;
  • Buscar o equilíbrio hormonal;
  • Reduzir as toxinas do corpo;
  • Controle emocional;
  • Maior criatividade;
  • Mais serenidade;
  • Melhora do autocontrole;
  • Aumento da imunidade;
  • Redução da depressão.

LEIA TAMBÉM

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Saiba como prevenir estrias e manchas na gravidez

Publicados

em


source
Saiba como prevenir estrias e manchas na gravidez
Reprodução: Alto Astral

Saiba como prevenir estrias e manchas na gravidez

Quando dizem que ao nascer um filho também se nasce uma mãe, não é mentira. A gravidez é um período onde a mulher passa por inúmeras mudanças, principalmente no corpo. A partir daquele momento, e ao longo dos nove meses, diversas modificações vão surgindo e exigindo novos hábitos e cuidados.

As alterações na pele são uma das principais durante a gestação e pedem um novo tratamento: hidratação . Embora hidratar o corpo seja importante independentemente de estar grávida ou não, nessa época, a pele precisa de ainda mais atenção, pois o momento é favorável para o surgimento de estrias, devido ao estiramento, e manchas — que podem surgir por questões hormonais e genéticas.

“Durante a gravidez, a hidratação torna-se muito importante por não garantir somente nutrição, como também manter a barreira da pele íntegra e saudável, protegendo contra manchas e aumentando sua elasticidade, o que poderá ajudar a prevenir estrias”, explica a dermatologista Hadassa Barros, parceira de Bio-Oil.

Leia Também:  Deu tudo errado? Que sorte a sua! Entenda

Leia Também

Além dessa prevenção, a médica destaca ainda que o ato de hidratar ajudará na renovação da pele. Afinal, ela sofrerá uma série de alterações hormonais antes, durante e após o nascimento do bebê. Para isso, vale apostar em bom hidratante corporal. “O produto deve conter ação emoliente, amaciando e suavizando a pele, e umectante, funcionando como um filme evitando a perda de água”, orienta Hadassa.

Dessa forma, a especialista indica que a hidratação aconteça duas vezes ao dia e relembra que o momento será também de autocuidado, beneficiando a futura mamãe nesse momento tão especial. Por isso, lembre-se de sempre consultar seu médico antes de iniciar o uso de alguma fórmula, pois nem todas as substâncias são liberadas para gestantes.

Fonte: Hadassa Barros, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde (INCISA), é membro da Skin of Color Society (SOCS) e parceira da Bio-Oil.

Leia Também:  Numerologia do amor: descubra o seu ponto forte na hora H
Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA