MULHER

Trans leva mais de 30 facadas após cliente tentar roubá-la; agressor está solto

Publicados

em


source
Rebeka Curtts antes e depois dos ataques
Reprodução Twitter

Rebeka Curtts antes e depois dos ataques

Nos últimos dias a foto de Rebeka Curtts , uma mulher trans, totalmente desfigurada ganhou destaque nas redes sociais. Após especulações sobre o que teria acontecido, ela concedeu uma entrevista à RTV , canal local que abrange Criciúma e outros municípios de Santa Catarina.

Em conversa com o repórter Ricardo Strauss , Rebeka, que trabalha como garota de programa , contou que foi esfaqueada por dois homens, um cliente conhecido e um amigo do mesmo, enquanto eles tentavam roubá-la. 

“Eu estava em casa dormindo e tinha esse cliente meu, o Rudinei Xavier, que me devia dinheiro referente a um programa anterior. Ele queria me pagar, mas eu disse que estava tarde, então combinamos dele me buscar sábado, às 16h00”, iniciou ela.

“Quando deu 05h00 eu acordei com ele me ligando, dizendo que era para eu ir até um determinado local, pois ele iria me pagar. Retruquei dizendo que era tarde, que eu pegaria no dia e hora combinado”, seguiu.

Leia Também:  Mulher é multada por dar à luz em cadeira de dentista: "Revoltante!"

Segundo a garota de programa, ele insistiu, disse que além da dívida, pagaria por um encontro adicional com um amigo. Como Rudinei já era cliente de Rebeka há seis meses, ela confiou, pegou seu carro e dirigiu-se até o local.

“[Chegando lá], os dois entraram no meu carro. Fui passar o cartão e não passou. Logo após isso ele [Rudinei] já levantou a camisa e sacou uma faca”. 

Rebeka Curtts
Reprodução Twitter

Rebeka Curtts

Ao se deparar com a situação, Rebeka tentou amenizar os ânimos, dizendo para o rapaz não atacá-la. “Eu falei: ‘não faça isso, antes de sair de casa eu avisei minhas amigas com quem estaria’. Antes de eu terminar a frase o amigo dele me golpeou com uma faca, como aquelas de chef de cozinha profissional”.

“Os dois me golpearam, gritei socorro, tentei me defender, então ele [Rudinei] assumiu o controle do carro”, lembrou ela.

Em meio a situação, ao notar que o cliente não tinha habilidade em dirigir o carro – que era automático -, Rebeka aproveitou para tentar se salvar. “Quando eu vi, o carro estava tranquilo andando, foi a hora que eu meti a mão no volante, virei o carro e vi que estávamos em uma rua de terra. Foi aí que o amigo dele me esfaqueou mais ainda. Em seguida, ele [Rudinei] me deu uma facada no olho, que eu quase fiquei cega”.

Leia Também:  "Não é fácil", diz Simone sobre rotina pós-parto

Questionada sobre o motivação de Rudinei Xavier e o amigo para esfaqueá-la, Rebeka Curtts especula: “Acho que eles queriam roubar meu carro e me matar, o erro deles é que meu carro é automático. Eles ficaram tão nervosos na hora… acho que nunca tinham dirigido um carro automático, tanto que o veículo ficou o tempo todo no D2, e nessa função ele vai só até a segunda marcha. Por isso, eles não conseguiram levar o carro”.

Ao todo, a garota de programa levou mais de 30 facadas, foram necessários mais de 100 pontos e sete médicos para atendê-la. “Ele estragou a minha vida, estou acabada, eu quero Justiça”, comenta ela. 

Mesmo após sobreviver a este episódio, Rebeka ainda tem o que lutar. Segundo ela, a polícia não prendeu seu agressor. “Eu acho um desleixo da polícia, eu dei o nome do rapaz, eu dei onde ele morava, dei foto e dei Facebook. Estou muito incoformada”.

Em recuperação, Rebeka Curtts não pensa em voltar ao trabalho tão cedo. “Eu estou apavorada dentro de casa, não tem condições”. O repórter Ricardo Strauss definiu o estado em que a  garota de programa  ficou como “desfigurada”. “Ela foi retalhada”, disse ele. Assista a entrevista na íntegra.



Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Amor e Limites: Criança também tem depressão

Publicados

em


source
Apesar de não ser tão comum quanto nos adultos, a depressão infantil existe e pode ser diagnosticada a partir dos 5 anos
FreePik/freepic.diller

Apesar de não ser tão comum quanto nos adultos, a depressão infantil existe e pode ser diagnosticada a partir dos 5 anos


A depressão infantil costuma ser diagnosticada a partir dos 5 anos de idade. Apesar de não ser tão comum quanto a depressão em adultos, o problema existe. Por isso é bom que os pais fiquem atentos. 

Para crianças pequenas, geralmente as causas da depressão são problemas familiares. Problemas que não são delas, mas que atingem as crianças de uma forma que elas não compreendem e que podem causar vários transtornos. Dentre esses transtornos está a depressão .


A criança tem dificuldade em lidar com sentimentos. Ela não sabe se expressar sobre o que esta sentindo, por esse motivo a depressão em crianças se manifesta através de sintomas físicos. 

Problemas conjugais, financeiros, excesso de cobrança dos pais sobre a criança, falta de contato próximo entre pais e filhos, morte de um ente querido, até mesmo de um animal de estimação, nascimento de um irmão e maus-tratos são exemplos de situações que acontecem dentro de um lar e que podem causar depressão em uma criança.

Leia Também:  Confira como é a vingança de cada signo quando está com raiva

 Depressão é um transtorno de humor – tristeza. Pais devem estar atentos ao que acontece com seus filhos diariamente:

 – mudança de humor

– alteração do sono

– baixa auto-estima

– falta de concentração para executar tarefas

– dores abdominais

Você viu?

– variação de peso

– isolamento

– cansaço

– falta de prazer na execução de tarefas que antes eram prazeirosas como brincar, jogar, ficar com amigos

– dores de cabeça

– tristeza

– irritabilidade

– manha

Todos os comportamentos ou sintomas acima, juntos ou separados, podem significar que seu filho tenha depressão. Mas não é tão simples; os sintomas devem permanecer por pelo menos um mês e devem ser analisados como um todo na mudança de comportamento da criança. 

A depressão pode ser chamada por diversos profissionais diferentes, por outras nomenclaturas como, transtorno, comportamento anormal, hiperatividade, desordem e outras denominações que significam uma mesma coisa: seu filho tem um problema e você tem que ajuda-lo a resolver.

Leia Também:  Descubra quais são os signos mais fiéis e os menos

Quando uma criança é diagnosticada com depressão, ela terá que ser tratada por um profissional, algumas vezes com medicamentos e também com terapia, mas a ajuda de pais, amigos e professores nesse momento é fundamental para estimular essa criança a inserir-se novamente em seu meio social e sentir prazer nisso.

Com acompanhamento médico, terapêutico e ajuda de quem esta próximo a criança pode se recuperar completamente em um período de tempo que vai depender de cada um, da assimilação que a criança tem do que esta sendo tratado. Como qualquer doença, para a depressão infantil, prevenção é o melhor remédio.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA