Momento Cidades

Mutirões de consultas e exames do CEM deram celeridade às filas de espera da Regulação, mas absenteísmo ainda é um problema

Publicado

Mais de 8 mil pessoas que aguardavam por consultas e exames nas filas da Central de Regulação foram chamadas para atendimento neste ano, graças aos mutirões mensais, que aconteceram no Centro de Especialidades Médicas – CEM ao longo de 2019. Foram realizados dez mutirões, entre os meses de fevereiro e novembro, para desafogar a fila e dar mais celeridade aos atendimentos.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, pessoas do estado inteiro foram chamados para participar dos mutirões, que ofertaram várias especialidades médicas a cada edição. Foram atendidas pessoas que aguardavam consultas e/ou exames em ortopedia, oftalmologia, ultrassonografia, ginecologia, endocrinologia, otorrinolaringologia, urologia, dermatologia, gastrologia, cardiologia, cirurgia pediátrica, pequenas cirurgias, cirurgia vascular, pneumologia, nefrologia, ultrassom, videolaringoscopia.

“Estes mutirões têm sido mecanismos eficazes para diminuir o tempo dos pacientes na fila de espera da Central de Regulação. Os resultados que estamos alcançando com esses mutirões tem sido muito bons. Conseguimos atender pacientes que estavam aguardando há anos por consultas. Queremos que a população veja que toda a equipe da saúde do Município está comprometida em transformar a saúde pública em um serviço de excelência, e o objetivo é conseguir atender a todos no menor tempo possível e com muita qualidade”, comentou o secretário.

Apesar dos bons resultados, a Secretaria Municipal de Saúde ainda enfrenta um grande obstáculo: o absenteísmo. “Antes da realização de um mutirão de consultas e exames, a equipe da Regulação entra em contato com as pessoas que estão na fila para ver se o paciente realmente quer o atendimento. Apenas as pessoas que sinalizam que querem ser atendidas são marcadas. Este anos marcamos 8.129 atendimentos nos mutirões, mas deste número compareceram um total de 5.487 pacientes. Tivemos 32% de pessoas que faltaram e que acabaram tirando o lugar de outras que poderiam ter ido. Por isso pedimos aos pacientes que, ao  confirmar a presença, não deixe de ir, pois há muitas pessoas que ainda aguardam para serem atendidos”, explicou Pôssas.

Para o secretário, a meta agora é diminuir ainda mais o tempo de espera nas filas da Regulação. “Estamos trabalhando arduamente para redesenhar a rede de atendimento e, com isso, reduzirmos para no máximo 90 dias de espera que é o período digno de promoção e diagnóstico de saúde”, finalizou.

 

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Processo de instalação de vigas de concreto é iniciado no viaduto da Avenida das Torres

Publicado


.

A construção do viaduto José Maria Barbosa — Juca do Guaraná “Pai”, na Avenida Edna Maria Albuquerque Affi (Av. das Torres), começou a receber nesta semana o lançamento das primeiras vigas de concreto. Ao todo, o elevado contará com 64 dessas estruturas instaladas ao longo dos seus 200 metros de extensão. A Prefeitura de Cuiabá investe R$ 16.340.726,63 na obra.

No local, já foram superadas as etapas de meso e infraestrutura, que compreendem a fundação das estacas raízes, concretagem das bases, levantamento dos pilares de sustentação e dos pórticos. Conforme o cronograma da Secretaria de Obras Públicas, após a fixação das vigas, o trabalho seguirá para o estágio de colocação da pré-laje. 

“Estávamos aguardando a remoção da linha de transmissão de energia para dar início ao içamento das vigas. A obra tem evoluído com a qualidade e agilidade que planejamos. Sabemos que é uma estrutura que irá impactar positivamente na vida de milhares de cuiabanos. Por isso não poupamos esforços para fazer esse projeto se materializar”, comenta o secretário de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues. 

A edificação leva o nome do ex-vereador por Cuiabá, José Maria Barbosa — Juca do Guaraná (Pai). Falecido em julho de 2018, Juca fez um mandato marcante na Câmara Municipal, na legislatura de 2008 a 2012. Em sua passagem pela política, prestou grande colaboração para o desenvolvimento do município, principalmente com ações voltadas para a área social. Além da trajetória política, também teve atuação destacada no campo comercial.

VIADUTO MURILO DOMINGOS

A Avenida Manoel José de Arruda (Beira Rio) também constará com uma estrutura semelhante. Neste momento, a obra no local se encontra na fase de perfuração e fundação das estacas raízes. Segundo a Secretaria, das 96 estacas previstas no projeto 92 já foram concluídas. Para este elevado, o investimento é de R$ 13.992.929,79.

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos. Além da atuação política e comercial, exerceu um fundamental papel no campo ambiental. Murilo foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e a promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá, como a soltura de mais de 5 milhões de filhotes de peixes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Lançamento das vigas de concreto é iniciado no viaduto da Avenida das Torres

Publicado


.

A construção do viaduto José Maria Barbosa — Juca do Guaraná “Pai”, na Avenida Edna Maria Albuquerque Affi (Av. das Torres), começou a receber nesta semana o lançamento das primeiras vigas de concreto. Ao todo, o elevado contará com 64 dessas estruturas instaladas ao longo dos seus 200 metros de extensão. A Prefeitura de Cuiabá investe R$ 16.340.726,63 na obra.

No local, já foram superadas as etapas de meso e infraestrutura, que compreendem a fundação das estacas raízes, concretagem das bases, levantamento dos pilares de sustentação e dos pórticos. Conforme o cronograma da Secretaria de Obras Públicas, após a fixação das vigas, o trabalho seguirá para o estágio de colocação da pré-laje. 

“Estávamos aguardando a remoção da linha de transmissão de energia para dar início ao içamento das vigas. A obra tem evoluído com a qualidade e agilidade que planejamos. Sabemos que é uma estrutura que irá impactar positivamente na vida de milhares de cuiabanos. Por isso não poupamos esforços para fazer esse projeto se materializar”, comenta o secretário de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues. 

A edificação leva o nome do ex-vereador por Cuiabá, José Maria Barbosa — Juca do Guaraná (Pai). Falecido em julho de 2018, Juca fez um mandato marcante na Câmara Municipal, na legislatura de 2008 a 2012. Em sua passagem pela política, prestou grande colaboração para o desenvolvimento do município, principalmente com ações voltadas para a área social. Além da trajetória política, também teve atuação destacada no campo comercial.

VIADUTO MURILO DOMINGOS

A Avenida Manoel José de Arruda (Beira Rio) também constará com uma estrutura semelhante. Neste momento, a obra no local se encontra na fase de perfuração e fundação das estacas raízes. Segundo a Secretaria, das 96 estacas previstas no projeto 92 já foram concluídas. Para este elevado, o investimento é de R$ 13.992.929,79.

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos. Além da atuação política e comercial, exerceu um fundamental papel no campo ambiental. Murilo foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e a promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá, como a soltura de mais de 5 milhões de filhotes de peixes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana