NACIONAL

Adolescentes morrem tentando se aquecer com fogueira dentro de casa em MG

Publicados

em


source

Dois adolescentes faleceram tentando se aquecer contra o frio na noite de sexta-feira (29), em Ouro Fino (MG). Os jovens, de 15 e 17 anos, acenderam um tambor de madeiras dentro do quarto e acabaram morrendo asfixiados. As informações são do G1.

De acordo com a Polícia Militar, as mortes de Daniel Bernardes da Silva e Luiz Gustavo Teodoro da Silva foram constatadas pelo médico do Samu. Os adolescentes passaram a noite se intoxicando com a fumaça da madeira.

Além de Daniel e Luiz Gustavo, também estavam na casa dois jovens de 19 e 21 anos, irmãos de Luiz Gustavo – Daniel era vizinho e amigo dos três irmãos. Os quatro fizeram uma espécie de fogueira em um tambor e colocaram dentro do quarto para se aquecerem. Em seguida, dormiram com o tambor aceso.

Quem percebeu que algo estava errado foi o pai dos três irmãos, que notou que nenhum deles atendia ao telefone. Ele e a esposa estavam em um sítio, onde trabalham como caseiros. Ao retornarem para casa, viram a fumaça e os quatro meninos desacordados no quarto.

O homem, então, acionou o Samu, que socorreu os dois sobreviventes e constatou a morte dos adolescentes. Os mais velhos foram encaminhados para um hospital em Pouso Alegre. A Polícia Civil foi acionada para fazer perícia e, ao G1, informou que aguarda a conclusão do laudo final de necropsia para confirmar a causa das mortes.

Propaganda

NACIONAL

Ricardo Nunes sanciona projeto que torna igrejas serviços essenciais em SP

Publicados

em


source
Culto religioso em São Paulo
Patrícia Cruz

Culto religioso em São Paulo

O prefeito de São Paulo , Ricardo Nunes (MDB), sancionou ontem (24) o Projeto de Lei que incluem as atividades religiosas na lista dos serviços essenciais durante a pandemia de covid-19. O PL 410/2020 é de autoria do vereador Rinaldi Digilio (PSL), e já havia sido aprovado em uma primeira votação, realizada em dezembro.

“Ficam reconhecidas como serviços essenciais as atividades realizadas pelas igrejas ou templos de qualquer culto, inclusive em situação de emergência, perigo iminente, de calamidade pública ou decorrente de epidemias, ou pandemias”, diz o texto, publicado no Diário Oficial de hoje (25).

A publicação determina que as instituições devem “observar as determinações sanitárias destinadas à prevenção e mitigação da situação de risco, regulamentadas pelos órgãos competentes nos casos de situação de emergência, calamidade pública ou decorrente de epidemias ou pandemias”.

Leia Também:  Policiais são atacados por criminosos em Bangu; ação deixou dois feridos

As igrejas já são reconhecidas como atividades religiosas em todo o estado. Em março, o governador João Doria (PSDB) também assinou um decreto nos mesmos moldes. O Plano SP, que direciona a flexibilização dos estabelecimentos durante a pandemia, já permite a realização de cultos religiosos seguindo as regras sanitárias de distanciamento cultural e uso de máscaras.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA