NACIONAL

Alpinista morre após ser atingido por pedra que caiu de paredão durante rapel

Publicados

em


source
alpinista
Reprodução

Além de alpinismo, Lucas de Zorzi gostava de praticar outros esportes radicais

Um acidente durante um rapel no Cânion Espraiado, localizado na Serra de Santa Catarina, no último domingo (11) deixou um alpinista morto e outro ferido após uma pedra deslizar e atingi-los, deixando ambos pendurados a uma altura de 200 metros.

Segundo informações da Polícia Militar, que realizou o resgate da dupla, a operação durou cerca de seis horas por conta de dificuldade de acesso ao local. Um dos socorristas teve que descer do helicóptero por uma corda para conseguir alcançar os alpinistas , que foram encaminhados ao hospital. Porém, Lucas de Zorzi, de 39 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

Zorzi era diretor de uma empresa de equipamentos para a indústria madeireira e um apaixonado por esportes. Entre as modalidades que praticava estava o Wingsuit Artístico, esporte em que foi campeão Brasileiro em mais de uma oportunidade, detinha recordes sul-americanos, além de atuar como instrutor.

Leia Também:  Diretora de hospital incendiado alertou governo: 'consequências catastróficas'

Após a divulgação da morte, o clube de  Wingsuit em que ele trabalhava divulgou nota de pesar e o definiu como “grande irmão, amigo incrível, pai e marido dedicado, que na qualidade de atleta estava entre os melhores do esporte”.

Propaganda

NACIONAL

Grávida, menina de 13 anos “casada” com homem de 40 morre após contrair Covid-19

Publicados

em


source
Hospital
Reprodução/Google Maps

Segundo informações, jovem era abusada há quatro anos por suspeito

Um caso chocante que envolve morte, estupro de vulnerável, agressões e gravidez na adolescência está sendo investigado pela Polícia Civil do Pará. Uma menina de apenas 13 anos, que era “casada” com um homem de 40 e estava grávida de 31 semanas, morreu em um hospital na cidade Medicilândia, no sudoeste do estado, após contrair Covid-19.

Segundo informações da revista Época, denúncias enviadas ao Conselho Tutelar apontam que a vítima vivia junto com o suspeito, era abusada sexualmente há cerca de quatro anos, além de ser constantemente agredida, fisica e psicologicamente, por ele. Nas redes sociais, o casal aparecia em diversas fotos abraçados e com o status de “casados”.

Leia Também:  Dez envolvidos em fraude de Bilhete Único são condenados em SP

Na manhã do último sábado (24), a jovem deu entrada Hospital Municipal de Uruará com sintomas de Covid-19, como febre e dor de cabeça, e estava acompanhada de um homem e uma mulher, que disse ser sua avó, mas não comprovou esta informação.

Ainda de acordo com a publicação, ela precisou ser entubada após a internação e seria transferida para um hospital em Altamira. Porém, durante o trajeto, seu quadro de saúde se agravou e ela foi encaminhada para o Hospital Municipal de Medicilândia , onde acabou morrendo.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA