NACIONAL

Apenas 4% de escolas em São Paulo retomaram aulas presenciais nesta semana

Publicados

em


source
sala de aula vazia em são paulo
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Retorno de aulas presenciais não é apoiado por professores e pais


De acordo com números da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado de São Paulo (Undime-SP), obtido por pesquisa com 496 dos 645 municípios de São Paulo,  somente 21 prefeituras afirmaram que houve retorno das aulas presenciais em escolas estaduais.


Isso significa que a retomada foi aderida em apenas 4% dos municípios que participaram do levantamento.

Além disto, a pesquisa aponta ainda que apenas quatro município autorizaram o  retorno das aulas presenciais para reforço na rede municipal. O percentual é de 1%. O número é o mesmo para aulas particulares que reabriram da mesma maneira.

Cerca de 67% dos municípios de São Paulo que participaram da pesquisa afirmaram que ainda não têm previsão de retorno em 2020, e 32% já comunicou que o retorno das aulas presenciais só acontecerá em 2021.

Leia Também:  Dia úmido e frio nesta terça em São Paulo

“Os comitês municipais de contingenciamento, que também avaliam a situação dos casos e que estão ouvindo os pais e professores, não consideram o cenário adequado para a retomada, uma vez que muitas cidades têm situações peculiares e não finalizaram ou estruturaram os protocolos de segurança, pedagógicos, socioemocionais, entre outros recursos necessários para a volta segura dos alunos e profissionais”, afirmou a Undime-SP

As escolas no estado têm permissão para operar desde o dia 8 de setembro. No entanto, professores ameaçam greve e pressionam contra a reabertura , considerando que o momento ainda torna impróprio e inseguro para um retorno, de acordo com o setor.

Pais também têm afirmado que não mandaram os filhos de volta à escola até que seja seguro. Mesmo com a reabertura de cerca de 200 escolas na última terça-feira, apenas 10% a 15% de estudantes estiveram presentes. O governo afirma ainda que grande parte das escolas que retomaram as atividades presenciais estão em Sorocaba em São Carlos.

Segundo o prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), uma decisão sobre retorno pode ser anunciada na próxima semana. Mas até o momento, a decisão é de que as escolas se mantenham fechadas até que inquéritos sorológicos confirmem a segurança para a retomada das aulas presenciais.

Leia Também:  Rapaz de mãos dadas com namorado incomoda vizinho, que pede respeito

Propaganda

NACIONAL

“ONGs vagabundas” tramam contra o presidente na ONU, diz Carlos Bolsonaro

Publicados

em


source
carlos
IG – Último Segundo

Carlos Bolsonaro diz não ser ‘covarde’ e assume uso das redes do pai


O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), atacou ONGs (Organizações Não Governamentais) em sua conta no Twitter acusando as entidades de prepararem um plano contra o seu pai durante o discurso de abertura da 75ª Assembleia Geral da ONU , que ocorre hoje às 10h.


“Todas as ONGs vagabundas se organizando nas redes sociais para orquestrar panelaço contra o Presidente amanhã em seu discurso para a ONU. Este tipo de MOVIMENTO ORQUESTRADO jamais será investigado e nem será motivo de inquérito, óbvio! O líder eleito da nação é alvo!”, escreveu Carlos no Twitter.

O Brasil tradicionalmente abre a Assembleia da ONU e neste ano a expectativa é que Bolsonaro comente as ações do Brasil no combate à pandemia do novo coronavírus (sars-cov-2) e aos incêndios que ocorrem no Pantanal e na Amazônia e geram repercussão internacional. Analistas acreditam que Bolsonaro deve defender mais uma vez que o Brasil é perseguido no plano internacionla, como fez no discurso do ano passado em que também atacou o socialismo e lideranças indígenas.

Leia Também:  "Estavam fazendo selfies", diz amigo que viu queda de jovens em cachoeira



Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA