NACIONAL

Após votação popular, jacaré é batizado de “CoronaJac” em Florianópolis

Publicados

em


source


Jacaré foi batizado com nome em alusão à vacina CoronaVac e fala de Bolsonaro
Reprodução/redes sociais

Jacaré foi batizado com nome em alusão à vacina CoronaVac e fala de Bolsonaro


Um jacaré-do-papo-amarelo macho foi batizado de “CoronaJac” após votação popular em Florianópolis, capital de Santa Catarina. Desde o ano passado no Parque Córrego Grande, o animal, agora, faz companhia à Harolda, jacaré-fêmea que está no local há alguns anos.

“Vocês votaram e o nome do novo jacaré do Parque do Córrego Grande será CoronaJac”, disse a Prefeitura de Florianópolis em suas redes sociais. 


Você viu?


“O CoronaJac chegou no parque no ano passado e fará companhia para Harolda, jacaré-fêmea já moradora do parque há alguns anos.Os dois são jacarés-do-papo-amarelo, que possuem como ambiente natural o bioma da Mata Atlântica. Quer conhecer o CoronaJac e a Harolda? É só visitar o Parque do Córrego Grande! O local é aberto para visitação todos os dias, das 7h às 18h”, completou a administração municipal.

Reação

Logo após a divulgação do nome escolhido, internautas reagiram com bom humor ao resultado. “Amo a minha cidade”, afirmou um usuário do Twitter. “Viva a Criatividade. Amei”.

Outro usuário chegou a marcar o perfil do Instituto Butantan, lembrando a declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro, que, em uma de suas falas antivacinas, afirmou que “quem quisesse ser vacinado e virar jacaré, problema era da pessoa” .

Leia Também:  Sol predomina nesta sexta-feira em São Paulo
Propaganda

NACIONAL

Ricardo Nunes sanciona projeto que torna igrejas serviços essenciais em SP

Publicados

em


source
Culto religioso em São Paulo
Patrícia Cruz

Culto religioso em São Paulo

O prefeito de São Paulo , Ricardo Nunes (MDB), sancionou ontem (24) o Projeto de Lei que incluem as atividades religiosas na lista dos serviços essenciais durante a pandemia de covid-19. O PL 410/2020 é de autoria do vereador Rinaldi Digilio (PSL), e já havia sido aprovado em uma primeira votação, realizada em dezembro.

“Ficam reconhecidas como serviços essenciais as atividades realizadas pelas igrejas ou templos de qualquer culto, inclusive em situação de emergência, perigo iminente, de calamidade pública ou decorrente de epidemias, ou pandemias”, diz o texto, publicado no Diário Oficial de hoje (25).

A publicação determina que as instituições devem “observar as determinações sanitárias destinadas à prevenção e mitigação da situação de risco, regulamentadas pelos órgãos competentes nos casos de situação de emergência, calamidade pública ou decorrente de epidemias ou pandemias”.

Leia Também:  Dona de cão que morreu após voo diz que fará registro na delegacia contra Latam

As igrejas já são reconhecidas como atividades religiosas em todo o estado. Em março, o governador João Doria (PSDB) também assinou um decreto nos mesmos moldes. O Plano SP, que direciona a flexibilização dos estabelecimentos durante a pandemia, já permite a realização de cultos religiosos seguindo as regras sanitárias de distanciamento cultural e uso de máscaras.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA