NACIONAL

Bebê é encontrado morto após ser levado por deslizamento de terra em Maceió

Publicados

em


source
Bebê é encontrado morto após ser levado por deslizamento de terra em Maceió
Reprodução

Bebê é encontrado morto após ser levado por deslizamento de terra em Maceió

O corpo de Benjamin – um bebê de 10 meses de idade – foi encontrado na tarde desta terça-feira (15) após operação de buscas realizadas pelo Corpo de Bombeiros . A casa de sua família, localizado em Chã de Jaqueira, em Maceió , foi atingida por um deslizamento de terra. As informações são do portal G1.

A mãe do bebê , Cristiane Rodrigues da Silva, de 35 anos, ressaltou que o seu filho encontrava-se no seu colo no momento do acidente. Porém, não conseguiu segurá-lo devido a força da enxurrada.

Anderson da Silva, de 35 anos, o pai de Benjamin, também ficou ferido. Ambos foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE) e encontram-se fora de perigo. O estado de saúde dos pais do bebê é considerado estável.


A capital alagoana está sofrendo com fortes chuvas. Barreiras e alagamentos ocorrem em vários pontos da cidade. Em apenas um dia, choveu mais de 100 milímetros em determinados pontos de Maceió . A quantia é relativa a 25% do esperado para o mês.

Propaganda

NACIONAL

Testemunha disse à polícia ter visto Ronnie Lessa matar rival do ex-vereador

Publicados

em


source
Ronnie Lessa
Reprodução

Ronnie Lessa


Uma testemunha ouvida pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) afirmou ter visto o policial reformado Ronnie Lessa atirando no ex-policial André Henrique da Silva Souza, o André Zóio. Segundo essa testemunha, cujo nome está sendo mantido em sigilo pela polícia por razões de segurança, o carro das vítimas chegou a dar marcha-ré, mas um Fiat Doblô branco, usado pelos autores do crime, interrompeu a passagem do veículo de Zóio.

Nesse momento, diz a testemunha, ela viu Lessa “caminhando com uma arma de fogo na mão”, um fuzil, e disparando contra os ocupantes. A testemunha já conhecia o sargento reformado da PM, que seria temido na Gardênia Azul. Nesta sexta-feira, o ex-vereador Cristiano Girão foi preso em São Paulo numa operação da DHC. Lessa, detido pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, também foi alvo da ação.

Segundo as investigações da polícia, Girão teria contratado Lessa para executar Zóio e sua companheira, Juliana Sales de Oliveira, de 27 anos, em 14 de junho de 2014, devido a uma disputa pelo controle da Gardênia.

Leia Também:  Jovem de 18 anos sobrevive após ser mordida por crocodilo de 3 metros

O vínculo é considerado pela polícia e pelo Ministério Público do Rio de Janeiiro como um passo decisivo na elucidação do Caso Marielle. O ex-vereador foi denunciado pelo MP no último dia 9. Outros mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos por agentes da DHC no Rio e em São Paulo. Pouco depois das 10h, Girão foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito. O ex-vereador deve ser transferido ainda nesta sexta-feira para o Rio de Janeiro.

Você viu?

Girão foi preso numa rua da capital paulista, após um trabalho de monitoramento e vigilância. As investigações mostraram que, nos últimos dias, ele não estava dormindo em casa, mas sim em uma loja, de onde saía diariamente antes das 6h, o horário regular para início de operações policiais. O ex-vereador foi surpreendido quando dirigia seu carro, após ter saído, ainda na madrugada, da loja. Segundo as investigações, ele passou a adotar tal rotina depois da veiculação de notícia que apontava que havia um pedido de prisão contra ele.

“Causa estranheza uma prisão ser decretada por fato ocorrido há 7 anos, mas preciso ter acesso aos autos para me manifestar sobre o mérito da acusação”, afirmou Zoser Hardman, advogado do ex-vereador, completando que vai pedir habeas corpus./

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA