NACIONAL

Câmara proíbe deputados de usar dinheiro público para lucrar com YouTube

Publicados

em


source
Câmara
Reprodução

Câmara aprova proibição do uso de dinheiro público para canais pessoais na internet

A Câmara dos Deputados proibiu que membros da casa usem dinheiro público, por meio da cota parlamentar que eles ganham, para contratar serviços que geram lucros na internet, como a monetização de vídeos no YouTube ou a contratação de ferramentas de impulsionamento.

A medida foi tomada após alguns deputados usarem a verba de gabinete para divulgar seus vídeos de cunho privado no YouTube, com o propósito de gerar renda para seus canais por meio da monetização que a ferramenta permite. A denúncia foi feita pelo jornal ‘O Estado de São Paulo’.

Segundo a reportagem, ao menos 7 deputados estavam usando o dinheiro público para beneficiar seus canais. Um ato da Mesa Diretora da Câmara com a nova regra foi publicado nesta terça-feira (28).

Leia Também:  Moro é contratado para dar aulas sobre corrupção em universidade de Brasília

Na lista de deputados que fizeram a manobra, agora proibida, estão Carla Zambelli (PSL-SP), Bia Kicis (PSL-DF), Flordelis (PSD-RJ) e Joice Hasselmann (PSL-SP).

“Não será objeto de reembolso despesa com a aquisição ou a contratação de serviços utilizados em benefício de contas em sites, redes sociais ou plataformas digitais que resultem em monetização, lucro, rendimento, patrocínio ou receita de qualquer espécie em favor do respectivo parlamentar ou de terceiros”, determina o ato da Câmara.

O Ministério Público pediu junto ao Tribunal de Contas da União a abertura de investigações para apurar o uso de dinheiro público para gerenciar canais no YouTube dos parlamentares.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

Duas crianças morrem durante incêndio em casa no Paraná

Publicados

em


source
incêndio e carro do corpo de bombeiros
PRE/Reprodução

Parte da casa desabou com o incêndio

O Corpo de  Bombeiros do Paraná foi acionado para apagar um incêndio em uma casa na cidade de Turvo, no interior do estado, na tarde desta sexta-feira (14). Duas crianças que estavam na residência no começo das chamas morreram carbonizadas.

Os dois meninos, de dois e quatro anos, estavam dormindo no momento do incidente. Dono da casa não estava no local e mãe dos garotos tinha saído para pegar um bolo na vizinhança, mas não conseguiu voltar a tempo. As chamas se espalharam rapidamente porque parte da residência era de madeira.

O foco do incêndio não foi detectado até o momento, já que parte da casa tinha desabado quando o socorro chegou. Uma perícia deve ser feita para detectar a causa do incidente e a polícia civil investiga o caso.

Leia Também:  Qualidade do ar cai ainda mais em São Paulo em quinta-feira quente e ensolarada

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA