NACIONAL

Caso Henry: “Quem ama, aceita e tolera”, diz mãe do menino para avó materna

Publicados

em


source
Monique Medeiros, com seu filho Henry no colo e Jairinho no elevador
Reprodução

Monique Medeiros, com seu filho Henry no colo e Jairinho no elevador

Duas semanas após saber das agressões sofridas pelo seu filho, Henry Borel , de quatro anos, contadas pela babá, Monique Medeiros enviou a sua mãe, Rosângela Medeiros, avó do menino, uma foto em que ele estava dormindo no chão do quarto em que ela dividia com seu namorado, Jairo Souza Santos Júnior, conhecido como Dr. Jairinho. As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

Durante diálogo, Rosângela respondeu à filha com a seguinte mensagem: “Toda criança é desse jeito. Seu irmão foi assim. O problema é que pai tolera e aceita. E tio?”. Monique então disse: “Quem ama, aceita e tolera também…”.

Conversa aconteceu 11 dias após a manifestação da babá, Thayna de Oliveira Ferreira, em contar para Monique sobre as agressões que o menino Henry vinha sofrendo. No dia, Thayna contou no mesmo momento em que viu Henry sendo agredido para a mãe do menino, porém ela só retornou para casa três horas depois.

Leia Também:  Autor do ataque a creche em Saudades deixa a UTI

De acordo c om o depoimento prestado na 16ª DP (Barra da Tijuca) , a babá conta que estava na brinquedoteca do prédio quando Monique a abordou dizendo para “darem uma volta” de carro. Ainda conforme disse a babá no depoimento , Monique falou: “Nossa, eu vim rápido, ainda borrei minha unha. Me conta, Thayna, o que aconteceu?”. 

Com isso, Thayna conta mais uma vez sobre a conversa que teve com o Henry, em que o menino contou as agressões de Jairinho . Henry ainda confirmou com a cabeça que havia sofrido agressão.

Propaganda

NACIONAL

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

Publicados

em


source
 'Queiroga com certeza será reconvocado à CPI', diz Omar Aziz
Reprodução

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

O senador e presidente da CPI da Covid , Omar Aziz (PSD-AM), se posicionou sobre o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como a “grande decepção” da comissão até o momento. Em relação as falas pouco objetivas, Aziz reiterou que Queiroga “com certeza” será reconvocado. As falas foram reproduzidas em uma entrevista no YouTube para o canal do historiador Marco Antônio Villa.

O motivo que levou o presidente da comissão em buscar uma nova audiência para ouvir Queiroga é a constante contradição entre as diretrizes do Ministério da Saúde e as políticas públicas do governo Bolsonaro .

Queiroga declarou inúmeras vezes que não se pronunciaria em seu depoimento pois não havia um protocolo de tratamento para a covid-19 elaborado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).

Renan Calheiros declarou no último sábado (08) que a estratégia adotada pelo cardiologista comandante do Ministério da Saúde de não responder objetivamente as perguntas é uma outra maneira de “não falar a verdade”.

Leia Também:  Autor do ataque a creche em Saudades deixa a UTI

Aziz ratificou o posicionamento de Calheiros ao declarar que “a gente perguntava se ele era a favor da cloroquina – e ele não citava a palavra cloroquina, falava em ‘fármacos’ -, ele jogava para a Conitec”.


O presidente da CPI argumentou que o posicionamento de Queiroga visa “não magoar o chefe” e que as contradições existentes dão base para que o ministro seja reconcado”.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA