NACIONAL

Com a ajuda da filha, mulher põe fogo no carro do ex com ele dentro; assista

Publicados

em


source
Carro fogo
Divulgação/Polícia Civil

Homem teve 60% do corpo queimado pela ex-mulher

Nesta quarta-feira (28), uma mulher de 41 anos foi presa pela Polícia Civil de Minas Gerais na cidade de Ipanema, na região do Rio Doce, após atear fogo no carro do ex-marido com ele dentro. O plano, que seria motivado por ciúme e vingança, contou com a ajuda da filha da suspeita, de 17 anos, que também foi presa.

Segundo informações da corporação, o crime foi cometido na madrugada de quarta, quando a vítima estava dentro do veículo com uma mulher. As duas se aproximaram, jogaram gasolina no carro e atearam fogo. A testemunha, que relatou o caso após chamar a polícia , conseguiu escapar sem lesões, mas o homem teve 60% do corpo queimado e foi encaminhado a um hospital em estado grave.

“A mulher e a adolescente se dirigiram ao local onde estava estacionado o veículo, ocupado pela vítima e uma outra mulher. Elas derramaram combustível no veículo e atearam fogo “, informou o delegado responsável pelo caso, Alfredo Serrano dos Reis.

Leia Também:  Barroso responde ataques de Bolsonaro e chama live de "amadora"

Horas depois do crime , mãe e filha foram presas. A adolescente foi encontrada no centro da cidade, enquanto a mulher estava escondida em um sítio na zona rural. Ainda de acordo com a polícia, ela chegou a tentar fugir ao ver a aproximação das viaturas, mas foi contidas pelos agentes.

Propaganda

NACIONAL

Aziz afirma que Bolsonaro afrontou a democracia ao encontrar deputada alemã

Publicados

em


source
Senador Omar Aziz durante sessão da CPI
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Senador Omar Aziz durante sessão da CPI



Mais de uma semana após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reunir com a deputada alemã Beatrix von Storch , do partido Alternativa para a Alemanha, sigla investigada por potencial defesa de ideias neonazistas, o senador Osmar Aziz (PSD-AM) fez um discurso veemente contra a reunião.

Exaltado, o parlamentar afirmou que Bolsonaro afrontou a democracia brasileira. “Às escondidas, o presidente recebe uma deputada nazista, afrontando a Constituição brasileira, afrontando a nossa democracia, afrontando o holocausto, afrontando o exército brasileiro que lutou contra o nazismo”, disse Aziz, durante uma sessão da CPI da Covid-19, nesta terça-feira (03). “Nós temos que respeitar o povo judeu”, continuou.



O senador, que preside a CPI da Covid-19, contestou a presença de várias bandeiras de Israel nas manifestações pró-presidente. “Ele, às escondidas, apunhala os judeus. Quando é para pedir ajuda, liga para o primeiro-ministro de Israel. Mas quando é para se reunir às escondidas, reúne-se com uma deputada nazista. Nazismo, não! Nazismo, não!”, completou o parlamentar.

Leia Também:  Vinícius Lummertz estreia coluna semanal no IG

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA