NACIONAL

Com “traços de psicopatia”, homem mata menino de cinco anos no Piauí

Publicados

em


source
menino sorrindo
Redes sociais

Ronysandro foi encontrado morto

Polícia Civil do Piauí afirmou nesta terça-feira (15) que o homem preso por suspeita de matar um menino de cinco anos na cidade de Colônia do Gurguéia, no interior do estado, teria “traços de psicopatia”.

O crime que abalou a cidade de pouco mais de seis mil habitantes foi cometido no domingo (14). O suspeito, que não teve identidade revelada, teria encontrado o menino, identificado como Ronysandro Messias, brincando sozinho perto da casa onde morava e desferido golpes de faca no pescoço dele. A criança morreu na hora.

Segundo a polícia, o pai do menino, dono de uma venda na cidade, teria discutido com o suspeito do crime no dia anterior. O homem teria seguido para a casa dele, mas como não encontrou o dono da venda resolveu matar a criança.

Leia Também:  Homem agride bebê de 45 dias e mulher em Santa Catarina

Em entrevista à TV Clube, o delegado responsável pelo caso, Marcelo Leal, afirmou que o preso é um “indivíduo frio” que “apresenta traços até de psicopatia”. Ele foi preso em flagrante pelo assassinato e também por um mandado de prisão por roubo.

Propaganda

NACIONAL

Perfis de redes sociais que atacaram Michelle Bolsonaro estão sob investigação

Publicados

em


source
Michelle usando máscara de proteção
Marcos Corrêa/PR

Primeira-dama Michelle Bolsonaro

A Polícia Civil de São Paulo está investigando cerca de 250 perfis do Twitter e do Instagram que tiveram participação em uma série de ataques contra a primeira-dama, Michelle Bolsonaro , neste ano.

Os boatos sobre um possível relacionamento amoroso entre ela e o ex-ministro Osmar Terra fizeram com que Michelle sofresse uma série de xingamentos nas redes sociais.

Na última quinta-feira (24), a primeira-dama solicitou ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), em São Paulo, o  prosseguimento das investigações – abertas em abril – que têm o objetivo de identificar os donos desses perfis.

A ida de Michelle ao departamento provocou algumas informações desencontradas, como sobre um suposto pedido de censura à música da banda Detonautas .

De acordo com a Folha de S. Paulo, em seu depoimento à polícia, Michelle negou envolvimento amoroso com o deputado federal pelo MDB do Rio Grande do Sul e disse se tratar de uma mentira que a ofende “como esposa, mulher e mãe”.

Leia Também:  Polícia resgata 62 aves em rinha de galo no interior de SP

Ainda segundo o jornal, ela completou dizendo ter ficado extremamente abalada com a série de ataques, que tiveram inclusive repercussão negativa no âmbito familiar.

Segundo Michelle, o estopim das insinuações foi uma publicação na revista IstoÉ, que falava sobre o “esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto”, o que, conforme a primeira-dama, levava o leitor a crer em um possível romance com o ex-ministro.

“A falaciosa notícia propalada […] ganhou espaço na internet, ocasionando um sem número de ofensas e piadas infames em redes sociais envolvendo a declarante, colocando em xeque sua fidelidade, integridade, correção e decoro”, diz trecho do depoimento de Michelle.

Defesa

O advogado da vítima afirmou que ela irá decidir quais medidas tomar somente quando ter em mãos a lista dos suspeitos: “A primeira-dama vai ser optar por processar essas pessoas ou, quem se desculpar e retificar o que disse, ou tirar o post ofensivo, ela pode deixar de processar”, afirmou.

Ainda conforme as informações do jornal, o advogado concluiu dizendo que a primeira-dama também apresentou uma notícia-crime contra o jornalista responsável pela reportagem mencionada, e ainda move ação por danos morais.

Leia Também:  Homem agride bebê de 45 dias e mulher em Santa Catarina

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA