NACIONAL

Em anúncio de vice, Covas diz que aliança entre PSDB e MDB é “momento histórico”

Publicados

em


source
Covas
Andre Bueno / Camara de São Paulo

Covas discursou durante convenção que oficializou Ricardo Nunes como seu vice.

Nesta sexta-feira (11), aconteceu a convenção do MDB, na qual o vereador Ricardo Nunes foi oficializado como companheiro de chapa de  Bruno Covas (PSDB) nas eleições 2020 . O atual prefeito de São Paulo ressaltou que nunca antes existiu uma aliança entre PSDB e MDB para uma campanha eleitoral na prefeitura: “momento histórico”.

No evento, Bruno Covas  agradeceu pelo apoio durante um ano de “muitas adversidades” e disse que a prefeitura “tem feito a sua parte”, com a entrega de hospitais de campanha e novos hospitais municipais.

Covas destacou que Ricardo Nunes participou de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou bancos e grandes devedores da prefeitura de São Paulo

Leia Também:  Pedagoga leva soco em abordagem policial: "fui chamada de preta, de vagabunda"

“Quem não tem medo de enfrentar os grandes para ajudar os pequenos precisa ser reconhecido como um grande político “, declarou Covas.

O prefeito disse, ainda, que Ricardo Nunes possui um histórico empreendedor. “Uma história que representa o empreendedorismo que é a cara da cidade de São Paulo”, observou.

Propaganda

NACIONAL

‘Assange é herói da liberdade de expressão’, diz Lula em carta

Publicados

em


source
assange
Wikimedia Commons

Assange é herói da liberdade de expressão, diz Lula em carta no The Guardian

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou, nesta segunda-feira (21), uma carta no jornal britânico The Guardian, em que defende a não extradição de Julian Assange, fundador do  WikiLeaks, para os Estados Unidos.

Segundo Lula, “todos sabem de onde vem a sede de vingança do governo dos Estados Unidos contra Assange”. Na carta, o ex-presidente também afirma também que o Brasil tem uma dívida com Assange, devido ao seu trabalho no Wikileaks.

“Foi lendo os documentos secretos divulgados por Assange que os brasileiros souberam das relações promíscuas entre o então ministro das Relações Exteriores de Temer, José Serra, e altos dirigentes das gigantes petroleiras norte-americanas Exxon Mobil e Chevron – entre eles Rex Tillerson, CEO da Exxon, nomeado secretário de Estado por Donald Trump.”

Leia Também:  Bancada da bíblia se profissionaliza para acabar com o aborto legal no Brasil

Lula ainda afirmou que a justiça americana está processando pela primeira um jornalista, o acusando de espionagem.

“O mundo sabe, porém, que Julian Assange jamais espionou os Estados Unidos. O que ele fez foi tornar públicos documentos que recebeu da soldado Chelsea Manning, analista de inteligência do Exército, função que exercera no Iraque e no Afeganistão. Chelsea foi julgada, condenada a sete anos de prisão e já está em liberdade”, diz.

E completou: “É falsa e perigosa a afirmação inventada pela administração Trump para justificar o processo – a de que Assange tentou ajudar Manning a hackear os computadores do governo”.

O ex-presidente também comparou o caso ao que aconteceu no Brasil, quando Bolsonaro tentou processar o jornalista Gleen Grennwald. Ele disse que o jornalista do site “The intercept” expôs os escândalos que levaram à sua prisão injusta.

“Quando Bolsonaro tentou processar o jornalista americano Glenn Greenwald, no início deste ano, por expor a corrupção que levou à minha prisão injusta e ilegal, o governo brasileiro copiou esta nova e perigosa teoria usada pelo governo dos EUA contra Assange”.

Leia Também:  Tempo quente neste sábado em São Paulo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA