NACIONAL

Entra em vigor suspensão da venda de 11 planos de saúde; saiba quais são

Publicados

em


source
estetoscópio em um gráfico com números
Divulgação/Dino

Os planos listados serão monitorados por três meses, para que demonstrem melhora nos resultados

Nesta quinta-feira (10), entrou em vigor a suspensão da comercialização de 11 planos de saúde anunciada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no dia 3 de setembro. Essa medida foi tomada devido a reclamações relacionadas à cobertura assistencial.

Os 11 planos suspensos são de duas operadoras, sendo que oito pertencem à operadora Unimed Norte-Nordeste e os outros três são da Unimed de Manaus.

Os planos listados não poderão ser comercializados para novos clientes e terão três meses para demonstrar melhora nos resultados. Porém, segundo a ANS, os 25.722 usuários atuais desses planos ficam protegidos e não serão afetados com as mudanças.

Em relação ao impedimento de receber novos beneficiários, as únicas exceções são para novo cônjuge ou filho de beneficiário e ex-empregados demitidos ou aposentados.  

Leia Também:  Acusado de matar candidato a vereador em MG diz que agiu em legítima defesa

Reclamações

As reclamações que foram consideradas no monitoramento da ANS são referentes ao descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias ou da negativa de cobertura assistencial.

Propaganda

NACIONAL

Perfis de redes sociais que atacaram Michelle Bolsonaro estão sob investigação

Publicados

em


source
Michelle usando máscara de proteção
Marcos Corrêa/PR

Primeira-dama Michelle Bolsonaro

A Polícia Civil de São Paulo está investigando cerca de 250 perfis do Twitter e do Instagram que tiveram participação em uma série de ataques contra a primeira-dama, Michelle Bolsonaro , neste ano.

Os boatos sobre um possível relacionamento amoroso entre ela e o ex-ministro Osmar Terra fizeram com que Michelle sofresse uma série de xingamentos nas redes sociais.

Na última quinta-feira (24), a primeira-dama solicitou ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), em São Paulo, o  prosseguimento das investigações – abertas em abril – que têm o objetivo de identificar os donos desses perfis.

A ida de Michelle ao departamento provocou algumas informações desencontradas, como sobre um suposto pedido de censura à música da banda Detonautas .

De acordo com a Folha de S. Paulo, em seu depoimento à polícia, Michelle negou envolvimento amoroso com o deputado federal pelo MDB do Rio Grande do Sul e disse se tratar de uma mentira que a ofende “como esposa, mulher e mãe”.

Leia Também:  Eleições: Dois em cada cinco candidatos dizem não ter bens

Ainda segundo o jornal, ela completou dizendo ter ficado extremamente abalada com a série de ataques, que tiveram inclusive repercussão negativa no âmbito familiar.

Segundo Michelle, o estopim das insinuações foi uma publicação na revista IstoÉ, que falava sobre o “esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto”, o que, conforme a primeira-dama, levava o leitor a crer em um possível romance com o ex-ministro.

“A falaciosa notícia propalada […] ganhou espaço na internet, ocasionando um sem número de ofensas e piadas infames em redes sociais envolvendo a declarante, colocando em xeque sua fidelidade, integridade, correção e decoro”, diz trecho do depoimento de Michelle.

Defesa

O advogado da vítima afirmou que ela irá decidir quais medidas tomar somente quando ter em mãos a lista dos suspeitos: “A primeira-dama vai ser optar por processar essas pessoas ou, quem se desculpar e retificar o que disse, ou tirar o post ofensivo, ela pode deixar de processar”, afirmou.

Ainda conforme as informações do jornal, o advogado concluiu dizendo que a primeira-dama também apresentou uma notícia-crime contra o jornalista responsável pela reportagem mencionada, e ainda move ação por danos morais.

Leia Também:  TJPR absolve juíza acusada de racismo por condenar um negro com base na sua raça

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA