NACIONAL

EUA: Mulher é presa após manter corpo dos sobrinhos em porta-malas

Publicados

em


source
Polícia de Baltimore, Estados Unidos
Reprodução: Google/licenciáveis

Polícia de Baltimore, Estados Unidos

Nicole Johnson, norte-americana de 33 anos, foi presa após ser pêga com os corpos de dois sobrinhos dentro do porta-malas do carro. De acordo com a perícia, o crime aconteceu há mais de um ano, devido ao estado dos cadáveres encontrados. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (30) pela polícia de Baltimore, nos Estados Unidos. 

Segundo o jornal The Baltimore Sun, a mulher parou em uma blitz de rotina. A polícia confiscou o veículo quando se deparou com a irregularidade dos documentos.

“Não importa, não estarei aqui em cinco dias”, disse Nicole Johnson. “Todos me verão no noticiário fazendo minha grande estreia”, completou.

De acordo com a polícia de Baltimore, o corpo da sobrinha da mulher foi encontrado dentro de uma mala de viagem no porta-malas, juntamente com o corpo do sobrinho, também morto.

Leia Também:  Sol predomina nesta sexta-feira em São Paulo

Johnson, durante inquérito, admitiu ter agredido a sobrinha várias vezes até que ela batesse, o que fez com que a menina batesse a cabeça no chão. Entretanto, a mulher não explicou como o sobrinho morreu. 

Propaganda

NACIONAL

Ricardo Nunes sanciona projeto que torna igrejas serviços essenciais em SP

Publicados

em


source
Culto religioso em São Paulo
Patrícia Cruz

Culto religioso em São Paulo

O prefeito de São Paulo , Ricardo Nunes (MDB), sancionou ontem (24) o Projeto de Lei que incluem as atividades religiosas na lista dos serviços essenciais durante a pandemia de covid-19. O PL 410/2020 é de autoria do vereador Rinaldi Digilio (PSL), e já havia sido aprovado em uma primeira votação, realizada em dezembro.

“Ficam reconhecidas como serviços essenciais as atividades realizadas pelas igrejas ou templos de qualquer culto, inclusive em situação de emergência, perigo iminente, de calamidade pública ou decorrente de epidemias, ou pandemias”, diz o texto, publicado no Diário Oficial de hoje (25).

A publicação determina que as instituições devem “observar as determinações sanitárias destinadas à prevenção e mitigação da situação de risco, regulamentadas pelos órgãos competentes nos casos de situação de emergência, calamidade pública ou decorrente de epidemias ou pandemias”.

Leia Também:  Eduardo Bolsonaro nega que vacina seja ineficaz

As igrejas já são reconhecidas como atividades religiosas em todo o estado. Em março, o governador João Doria (PSDB) também assinou um decreto nos mesmos moldes. O Plano SP, que direciona a flexibilização dos estabelecimentos durante a pandemia, já permite a realização de cultos religiosos seguindo as regras sanitárias de distanciamento cultural e uso de máscaras.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA