NACIONAL

Feminicídios voltam a crescer durante a pandemia; número mais que dobrou

Publicados

em


source
Segundo a vítima%2C criminoso a ameaçava com arma de fogo durante os abusos
FreePick/Divulgação

Segundo a vítima, criminoso a ameaçava com arma de fogo durante os abusos

13 casos de feminicídio foram registrados no estado de São Paulo em julho deste ano, 160% a mais do que o mesmo mês de 2019, quando cinco mulheres foram assassinadas.

De acordo com um levantamento feito pela GloboNews , o número representa a retomada do aumento desse crime durante a pandemia  do novo coronavírus (Sars-cov-2) ao interromper duas quedas mensais seguidas registradas em maio e em junho, quando foram registrados nove e oito casos, respectivamente.

Em abril deste ano, primeiro mês completo sob vigência da quarentena  em São Paulo, o estado tinha registrado 21 feminicídios, 32% a mais do que os 16 contabilizados no mesmo período de 2019.

Entre janeiro e julho deste ano, os feminicídios atingiram a marca de 101 casos, 12% a mais do que os 90 registros feitos no mesmo período de 2019. É o maior número da história.

Leia Também:  Mulher é presa suspeita de atear fogo na namorada por ciúmes

Feminicídios registrados em 2020

  • Janeiro: 12 casos
  • Fevereiro: 18 casos
  • Março: 20 casos
  • Abril 21: casos
  • Maio 9: casos
  • Junho: 8 casos
  • Julho: 13 casos

Feminicídios registrados em 2019

  • Janeiro: 14 casos
  • Fevereiro: 12 casos
  • Março: 13 casos
  • Abril: 16 casos
  • Maio: 19 casos
  • Junho: 11 casos
  • Julho: 5 casos

Propaganda

NACIONAL

Sem máscaras, Eduardo e Flávio Bolsonaro visitam aldeia indígena no Amazonas

Publicados

em


source
bolsonaros
ESTADÃO CONTEÚDO

Flávio e Eduardo Bolsonaro posam sem máscaras ao lado de indígenas no Amazonas


Sem máscaras e sem respeitar o distanciamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus , o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) visitiram, recentemente, uma aldeia indígena no Amazonas. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (23) pela  Folha de S.Paulo.


Uma foto, publicada nas redes sociais do presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, mostra os filhos do presidente Jair Bolsonaro sem máscaras , ao lado dos índios e do secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior. 

Outras imagens compartilhadas pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, confirmam a visita à aldeia, apesar de, em outro momento, ambos os irmãos terem utilizado o equipamento de proteção individual.

Perigo para os indígenas

Leia Também:  Mulher é presa suspeita de atear fogo na namorada por ciúmes

Por não terem histórico de interação com os mesmos vírus e bactérias que a maioria da população urbana, os indígenas possuem um sistema imunológico mais sensível .

A exposição ao novo coronavírus implica em riscos mais graves a esses povos. Dados recentes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) indicam que 32,9 mil índios foram contaminados pela Covid-19 e 825 já morreram  por causa da doença. 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA