NACIONAL

Garoto de oito anos encontra cobra sucuri em piscina de resort; veja

Publicados

em


source
Garoto que encontrou a cobra
Repordução

Garoto que encontrou a cobra

Um garoto de apenas oito anos de idade encontrou, na tarde de sábado, uma cobra sucuri em uma das piscinas do  Parque das Fontes , no Rio Quente Resorts , maior complexo de águas termais da América do Sul, localizado a 30 km de Caldas Novas , em Goiás.

De acordo com a mãe do garoto, a economista Dayse Alves de Souza, o filho estava nadando quando viu a cobra ao seu lado. Assustado, saiu rapidamente da água com medo.

“Estava no Parque das Fontes, e meu filho sabe nadar muito bem, a gente fica de olho. Ele chegou na parte onde sai uma água quentinha. Quando ele sentou, a sucuri estava do lado dele. Ele assustou demais e saiu correndo”, declarou a mãe em entrevista ao portal G1.

Em nota oficial, a assessoria do resort justificou que o parque fica em meio à natureza e informou que a sucuri estava em uma das nascentes do Parque das Fontes, onde “não é permitida a entrada de hóspedes”.

Leia Também:  RJ: mulher é roubada em R$ 200 mil logo após vender imóvel

Os responsáveis alegaram que, assim que a equipe do resort teve ciência, “a piscina foi evacuada para tentar fazer a captura da cobra e a soltura em outra área da natureza”. No entanto, segundo o resort, a cobra estava em uma área restrita e acabou voltando para a mata.

A mãe da criança, porém, contesta essa versão. Segundo ela, a criança estava na piscina e não havia sinalização de que seria proibida a entrada de banhistas. Ela informou também que não foi procurada por nenhum funcionário do local para qualquer apoio ou esclarecimento.

Propaganda

NACIONAL

Militares do exército são presos por fraudar documentos de armas no DF

Publicados

em


source
Armas apreendidas pela Polícia Civil do Distrito Federal. Elas pertenciam a uma quadrilha do exército que teria fraudado  o Certificado de Registro de Arma de Fogo a Caçadores (Cacs).
Polícia Civil/Divulgação

Armas apreendidas pela Polícia Civil do Distrito Federal. Elas pertenciam a uma quadrilha do exército que teria fraudado o Certificado de Registro de Arma de Fogo a Caçadores (Cacs).

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Exército Brasileiro prenderam nesta terça-feira (26) pelo menos nove integrantes de uma quadrilha composta por militares da ativa que teriam fraudado o Certificado de Registro de Arma de Fogo a Caçadores (Cacs), a fim de facilitar a compra de armamento para beneficiados pelo esquema.

A polícia cumpriu 26 mandados de busca e apreensão e prisões nas cidades satélites de Samambaia, Ceilândia, Riacho Fundo, Planaltina, Cidade Estrutural, Núcleo Bandeirantes e Gama, todas no Distrito Federal, e em Luziânia, em Goiás. 

Durante a operação,  diversas armas com elevado poder de fogo, como fuzis e pistolas de grosso calibre foram apreendidas. Além da Polícia Civil, viaturas da Polícia do Exército foram até endereços ligados aos militares e demais integrantes do grupo criminoso. 

Leia Também:  Operação na Favela Kelson's mira traficante suspeito de matar ex-namorada

De acordo com as investigações, foram identificadas, até o momento, 18 pessoas que integram o grupo que facilita o documento de posse, porte e comercialização clandestina de armas.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA