NACIONAL

Governadores tentam antecipar 4 milhões de doses de vacina via Covax Facility

Publicados

em


source
Wellington Dias, governador do Piauí e presidente do Fórum de Governadores
Reprodução

Wellington Dias, governador do Piauí e presidente do Fórum de Governadores

O governador do Piauí e presidente do Fórum dos Governadores, Wellington Dias (PT), disse que o Brasil pode conseguir a antecipação de 4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 via Covax Facility para o final de abril. O assunto foi tratado em reunião do fórum com membros da ONU (Organização das Nações Unidas) e da OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Foi acertado com a ONU e a OMS que haverá um esforço para que a entrega que estava prevista para o final de maio seja antecipada para o final de abril, cerca de 4 milhões de doses”, disse o governador em entrevista coletiva.

Wellington Dias disse também que o Fórum dos Governadores e o Congresso estão articulando com os Estados Unidos para que o país dê uma “ajuda humanitária” fornecendo doses da vacina de Oxford/AstraZeneca que não estão sendo utilizadas no país.

O Fórum também pediu às autoridades que solicitem que a China agilize a entrega do IFA ao Brasil para a continuidade da produção das doses da CoronaVac.

“Há um risco concreto de, nas duas primeiras semanas de abril, faltar vacina para a seugunda dose no Brasil. Solicitamos que seja acelerada a entrega do IFA ou que a China possa importar dois lotes de 5 milhões de doses prontas”, disse Dias.

Propaganda

NACIONAL

Aziz afirma que Bolsonaro afrontou a democracia ao encontrar deputada alemã

Publicados

em


source
Senador Omar Aziz durante sessão da CPI
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Senador Omar Aziz durante sessão da CPI



Mais de uma semana após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reunir com a deputada alemã Beatrix von Storch , do partido Alternativa para a Alemanha, sigla investigada por potencial defesa de ideias neonazistas, o senador Osmar Aziz (PSD-AM) fez um discurso veemente contra a reunião.

Exaltado, o parlamentar afirmou que Bolsonaro afrontou a democracia brasileira. “Às escondidas, o presidente recebe uma deputada nazista, afrontando a Constituição brasileira, afrontando a nossa democracia, afrontando o holocausto, afrontando o exército brasileiro que lutou contra o nazismo”, disse Aziz, durante uma sessão da CPI da Covid-19, nesta terça-feira (03). “Nós temos que respeitar o povo judeu”, continuou.



O senador, que preside a CPI da Covid-19, contestou a presença de várias bandeiras de Israel nas manifestações pró-presidente. “Ele, às escondidas, apunhala os judeus. Quando é para pedir ajuda, liga para o primeiro-ministro de Israel. Mas quando é para se reunir às escondidas, reúne-se com uma deputada nazista. Nazismo, não! Nazismo, não!”, completou o parlamentar.

Leia Também:  São Paulo libera eventos sem limite de público a partir do dia 17

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA