NACIONAL

João de Deus é transferido em hospital no DF, mas não tem previsão de alta

Publicados

em


source
João de Deus
TV Brasil/Reprodução

João de Deus tem 63 anos de prisão acumulados por diversos crimes.

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus , foi transferido para um quarto comum após apresentar uma melhora clínica. Ele está internado no Hospital Sírio Libanês em Brasília. As informações foram divulgadas em um boletim médico. Até o momento, não há previsão de alta.

“O paciente João Teixeira de Faria foi admitido no hospital Sírio-Libanês em Brasília para avaliação de dor torácica. Realizados os procedimentos necessários, apresentou melhora clínica, foi transferido de unidade crítica para quarto comum, onde continua em tratamento, sem previsão de alta hospitalar”, afirma o comunicado.

O médium foi internado no hospital na madrugada de sábado (24). Ele sentiu mal estar e incômodos na região do peito. A hipótese de Covid-19 foi descartada pela equipe médica. Anteriormente, João de Deus foi internado na sexta-feira (23) em um hospital da cidade de Anápolis, em Goiás, onde está cumprindo prisão domiciliar, sendo transferido para o Sírio Libanês após uma piora no quadro.

Leia Também:  Kalil: Se não tivesse negado a pandemia, Bolsonaro teria gasto a metade

João de Deus tem 63 anos e quatro meses de prisão acumulados por conta de três condenações:

  • estupro contra cinco mulheres, pelos quais foi condenado a 40 anos em regime fechado;
  • estupro de vulnerável contra duas mulheres violação sexual mediante fraude contra outras duas, pelos quais foi condenado a 19 anos e quatro meses em regime fechado;
  • porte ilegal de armas, pelo qual foi condenado a quatro anos em regime aberto.

Propaganda

NACIONAL

Filha de Elias Maluco é presa por tráfico de drogas no Rio

Publicados

em


source
Drogas encontradas com filha de Elias Maluco
Reprodução

Filha de Elias Maluco e mais um homem foram presos no Rio por tráfico de drogas. Os nomes não foram revelados

A Polícia Civil do Rio prendeu duas pessoas por tráfico de drogas nesta terça-feira (1º) na estrada do Capenha, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio. Entre elas, a filha de 21 anos do traficante Elias Maluco –  morto em setembro na prisão.

De acordo com policiais da 56ªDP (Comendador Soares), os suspeitos foram localizados em um laboratório caseiro de produção da droga skank .

De acordo com o delegado Mário Omena, os dois detidos não têm emprego e se sustentam sem renda declarada. Os nomes não foram revelados.

“O material entorpecente tem preço alto, o que justificaria o investimento feito pelos criminosos nos equipamentos e o sustento sem trabalho legal”, disse o delegado.

Leia Também:  Kalil não descarta lockdown: "Se acham que a doença acabou, fecho tudo de novo"

Elias Maluco foi preso em setembro e, em 2005, condenado a mais de 28 anos de prisão pela morte do jornalista Tim Lopes.

Oito anos depois, Maluco foi sentenciado a cumprir mais 10 anos, sete meses e 15 dias por lavagem de dinheiro. Mês passado, foi encontrado morto na Penitenciária Federal de Catanduvas, na região oeste do Paraná, segundo informações do Departamento Penitenciário (Depen).

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA