NACIONAL

Manifestação de indígenas na Funai termina em confronto com a PM; assista

Publicados

em


source
Indígenas protestando em frente ao predio da Funai, em Brasília
Reprodução Twitter

Indígenas protestando em frente ao predio da Funai, em Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes indígenas que protestavam em frente ao prédio da Funai , em Brasília, nesta quarta-feira (16).

Manifestantes estão desde a manhã fazendo atos na capital do país contra o Projeto de Lei 490, que dificulta a demarcação de terras indígenas e está tramitando na Câmara dos Deputados.

Confira vídeo divulgado pela líder indígena Sonia Guajajara:

A Polícia Militar em sua defesa alega que “índios partiram em confronto contra a linha de contenção, inclusive, atirando flechas contra os policiais, sendo necessário o uso de gás para retomada do terreno”.

Leia Também:  Adriano da Nóbrega utilizava plano de comunicação para fugir da polícia; entenda

Propaganda

NACIONAL

Colunista corrige informação e diz que Joice não recusou exame toxicológico

Publicados

em


source
Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP)
Reproducao / UOL

Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP)

A deputada federal Joice Hasselmann realizou exame toxicológico no Instituto Médico Legal (IML) do Distrito federal na noite de segunda-feira (27). A informação foi corrigida pelo colunista Caio Barbieri , do Metrópoles, que antes havia dito que a  parlamentar teria se recusado a fazer o exame com a justificativa de ter bebido na véspera do incidente.

Os investigadores analisarão, a partir da amostra sanguínea de Joice, a existência ou não de diversos tipos de substâncias consumidas nos 180 dias anteriores à coleta.

“Eu não tenho que querer ou não fazer o exame. Não sou eu quem peço. Aliás, a Depol [Departamento de Polícia Legislativa] já havia pedido o toxicológico antes mesmo da civil [Polícia Civil]. Foi o penúltimo exame, perto das 18h. Fiz uma bateria, e quem definiu a ordem foram os legistas”, disse Joice em resposta ao site.

Joice se recupera de  cinco fraturas no rosto e uma na costela, além de diversos machucados pelo corpo. Ela diz ter acordado em uma “poça de sangue”, mas teve um apagão e não se lembra do ocorrido. A hipótese defendida pela parlamentar é a de que ela tenha sofrido um atentado por questões políticas.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA