NACIONAL

Ministério de Desenvolvimento Regional reconhece estado de calamidade no Amapá

Publicados

em


source

Agência Brasil

apagão no amapá
Reprodução / Twitter @Diogotapuio

Apagão no Amapá segue pelo 20º dia consecutivo, após um incêndio que ocorreu em uma subestação de energia

O Ministério do Desenvolvimento Regional publicou portaria em que reconhece o estado de calamidade pública no Amapá. No dia 3 de novembro, um incêndio no transformador de uma subestação de energia deixou 14 das 16 cidades do estado sem luz.

Foram mais de 80 horas sem energia elétrica e atualmente a população continua com o fornecimento limitado, em sistema de rodízio.

Em portaria publicada ontem (21) no Diário Oficial da União, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, reconhece “por procedimento sumário, o estado de calamidade pública na área do território do estado do Amapá, afetada pelo desastre”.

Leia Também:  Candidato de Flávio para comandar MP ofende ministros e mulheres: 'vagabunda'

O Amapá já estava em estado de emergência quando foram. repassados R$ 21,5 milhões ao estado para o aluguel de geradores e a compra de combustível.

Na prática, não há diferença entre estado de emergência ou calamidade. Mas o estado de calamidade dá mais segurança jurídica e permite ao governo federal antecipar pagamentos de aposentadorias e benefícios assistenciais como Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Bolsa Família .

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque , a carga completa poderá voltar ao normal até 26 de novembro.

Propaganda

NACIONAL

São Paulo: Covas tem 57%, e Boulos, 43% dos votos válidos

Publicados

em


source
Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB)
Divulgação

Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB)

De acordo com o levantamento do IBOPE, o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) aparece com 57% das intenções de votos válidos, excluindo brancos, nulos e indecisos, neste sábado, 28, véspera do segundo turno da eleição municipal . O candidato Guilherme Boulos (PSOL) aparece com 43%.

De acordo com a Folha de S. Paulo, os índices são os mesmos do levantamento anterior, divulgado na última quarta-feira, 25. Considerando os votos totais, o tucano aparece com 48% das intenções de voto, que também é o mesmo índice do levantamento anterior, Boulos registra 36%, oscilando negativamente um ponto. 14% dos entrevistados disseram que vão votar branco ou nulo. 3% não souberam responder, um ponto abaixo da pesquisa anterior.

A pesquisa do Ibope ouviu 1.204 eleitores nos dias 27 e 28 de novembro e foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, e está registrada na Justiça Eleitoral sob o número SP-02990/2020.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA