NACIONAL

Ministro da Saúde, Pazuello é internado com piora em quadro de Covid-19

Publicados

em


source
Bolsonaro e Pazuello gravaram um vídeo juntos na última semana. Ministro teve piora em seu quadro de saúde e foi internado na noite de hoje (30)
Reprodução

Bolsonaro e Pazuello gravaram um vídeo juntos na última semana. Ministro teve piora em seu quadro de saúde e foi internado na noite de hoje (30)

O ministro Eduardo Pazuello , que há uma semana testou positivo e estava em se recuperando em casa, foi internado num hospital particular de Brasília na noite desta sexta, 30, com comprometimento em parte do pulmão.

Um dia depois de anunciar o diagnóstico, o Pazuello se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro em uma transmissão nas redes sociais.

Ele afirmou que estava sendo medicado com hidroxicloroquina, nitazoxanida e azitromicina e havia acordado “zero bala”.

Matéria em atualização

Leia Também:  Kalil: Se não tivesse negado a pandemia, Bolsonaro teria gasto a metade
Propaganda

NACIONAL

Pandemia faz número de denúncias de estupro de vulneráveis cair quase 40% em SP

Publicados

em


source
Violência sexual
Elza Fiuza/Agência Brasil

Estudo apontou que maioria dos abusadores é parente ou algum conhecido das vítimas

Entre os diversos problemas causados pela pandemia, que já tirou mais de 173 mil vidas só no Brasil , acabou com empregos e fechou empresas, as crianças e adolescentes também se tornaram um grupo bastante afetado pela doença. Além das dificuldades em dar continuidade aos estudos, muitos têm enfrentado outra grave questão: a maior vulnerabilidade aos casos de violência sexual .

Segundo estudo realizado pela UNICEF , em parceria com o Instituto Sou da Paz e o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) , que tinha por objetivo identificar os possíveis impactos do isolamento social forçado na ocorrência e notificação da violência sexual contra crianças e adolescentes, o número de denúncias deste tipo de crime caiu consideravelmente em todo o estado, chegando a atingir quase 40% de queda no comparativo com 2019.

Leia Também:  PF apreende 2,5 toneladas de cocaína e prende um PM suspeito na operação

De acordo com as informações divulgadas, foram analisados os dados sobre as ocorrências de estupro de vulnerável – aqueles cometidos contra menores de 14 anos, pessoas com deficiência ou que não podem oferecer resistência por outra causa ou condição – registradas pela Polícia Civil do Estado de São Paulo entre janeiro de 2016 e junho de 2020.

Assim, foi possível constatar que os números sofreram forte retração no primeiro semestre de 2020, principalmente após o “início” da pandemia no mÊs de março. Os meses de abril (-36,5%) e maio (-39,3%) representaram as maiores quedas no comparativo com o mesmo período do ano passado.

“Nossa hipótese – de que os estupros não diminuíram, mas as denúncias sim – leva à triste constatação de que há um grande número de meninas e meninos que foram ou estão sendo vítimas de violência sexual , ocultos pela ausência das denúncias”, sustenta o relatório.

Os resultados mostraram também o perfil das vítimas que sofrem com este tipo de crime. A maioria das vítimas é de crianças do sexo feminino, com até 13 anos de idade, 60% são brancas e 38% negras, com o “pico” dos abusos ocorrendo mais cedo entre meninos, que sofrem mais entre os 4 e 5 anos. Além disso,  7% das vítimas possuem algum tipo de deficiência ou outra vulnerabilidade.

Leia Também:  SP: Homem é assassinado por motoqueiro nos Jardins

Por fim, outra informação relevante diz respeito aos abusadores. Apesar de as informações sobre os vínculos entre autor e vítima estarem disponíveis em apenas 8% dos casos analisados, há algum grau de parentesco em 75% das ocorrências registradas em 2020. Considerando-se que há indicação de autoria em 79% dos casos, fica claro que a maioria trata-se de parentes ou pessoas conhecidas das vítimas de estupro .

*Com informações da assessoria de imprensa da Unicef

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA