NACIONAL

Motorista bêbado bate Ferrari no poste e é preso

Publicados

em


source
ferrari
Reprodução Twitter

Carro avaliado em R$ 600 mil bateu no poste


Um homem de 56 anos foi preso, na noite da última terça-feira (28), depois de bater uma Ferrari avaliada em R$ 600 mil em um poste  do aglomerado Morro das Pedras, na região Oeste de Belo Horizonte. O motorista estava bêbado e destruiu o carro modelo 2005.


Os policiais militares foram acionados pelo 190 logo após a colizão. Os PMs fizeram contanto com o homem que apresentava fala desconexa e hálito de alcóol. 

O motorista se recusou a realizar o teste do bafômetro e foi conduzido para a delegacia. O homem não explicou aos policiais de onde vinha e para onde ia.  

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  TRF-2 nega habeas corpus e mantém Alexandre Baldy na prisão
Propaganda

NACIONAL

Três PMs morrem em abordagem a falso policial civil em São Paulo

Publicados

em


source
pm
Reprodução

3 PMs foram mortos na ação nesta madrugada

Três policiais militares (PMs) morreram após serem atingidos por tiros disparados por um homem que fingiu ser um policial civil na madrugada deste sábado (8) em São Paulo. O suspeito também foi atingido e morreu.

Segundo relatos, um grupo com três homens abordou uma moto de maneira suspeita na Avenida Politécnica, no Butantã, Zona Oeste de São Paulo. Os PMs, que estavam passando pelo local, viram a cena e foram conferir a situação. Um dos três suspeitos, identificado como Cauê Doretto de Assis, de 24 anos, afirmou ser policial civil.

Os PMs então pediram a arma e um documento de identificação e, quando foram verificar a veracidade da informação, o suspeito Cauê sacou outra arma que estava escondida e começou a atirar.

Leia Também:  Tempo aberto nesta quinta em São Paulo

Ele baleou um PM na cabeça, baleou o segundo e correu atirando para fugir. O terceiro PM que também foi atingido enquanto Cauê corria, consegui revidar e também o acertou. Tanto o PM atingido quanto Cauê foram socorridos e levados para o hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

O acompanhante de Cauê que também estava no carro e único sobrevivente do tiroteio, Vitor Mendonça, foi levado para a delegacia para prestar depoimento.

Vitor disse que não se lembra porque eles abordaram a moto. Eles saíram de uma balada na madrugada e ingeriram bebiba alcoólica, o que pode explicar as ações inconsequentes. Sobre o amigo Cauê, que atirou nos PMs, ele afirmou: “Ele (Cauê) surtou, eu não entendi nada do que aconteceu, juro por Deus”.

A Polícia Militar divulgou uma nota de pesar, lamentando a morte dos três policiais militares.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA