NACIONAL

Na pandemia, 11 estados apresentam alta no número de feminicídios

Publicados

em


source
violência contra a mulher
Agência Brasil

País registra alta no número de feminicídios

O aumento no número de crimes violentos contra a mulher, entre os quais homicídios e o próprio feminicídio, é registrado desde o início da pandemia da Covid-19 no Brasil. De acordo com o monitor da violência do portal G1, desde janeiro 11 estados contabilizaram mais vítimas do feminicídio.

Além disso, 14 foram os estados que apresentaram alta nos registros de homicídio contra a mulher. A diferença entre os dois crimes está na motivação do assassino condenado: no caso do feminicídio, a vítima é morta exclusivamente por ser mulher. A tipificação de cada crime ainda gera debates e discordâncias no meio jurídico.

A média do aumento desses crimes no Brasil corresponde a 2% no número de homicídios e 1% no caso dos feminicídios. Em alguns estados, porém, a progressão é alarmante: no Acre, 2020 registrou um aumento de 167% nos feminicídios. Já em Rondônia, de acordo com o levantamento em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP, 255% mais homicídios dolosos contra mulheres foram notificados.

Leia Também:  Jardins verticais do Minhocão serão removidos pela Prefeitura

Além disso, o país apresentou uma queda nos registros de lesões corporais (11%) e estupros (20%), quando comparados aos do primeiro sempres de 2019. De acordo com estudiosos do assunto, porém, a queda não necessariamente representa um controle da violência, mas uma possível subnotificação durante a pandemia.

Propaganda

NACIONAL

Avó que é candidata à vice-prefeita não terá apoio do próprio neto

Publicados

em


source
Franco Cartafina e Terezinha Cartafina
Divulgação

O neto da candidata decidiu apoiar outra chapa.

O deputado federal Franco Cartafina (PP-MG) anunciou que não irá apoiar a própria avó, Terezinha Cartafina (PSDB), que irá concorrer como vice-prefeita de Uberaba, em Minas Gerais. O neto decidiu apoiar outro candidato à prefeitura: Heli Andrade (PSL). Terezinha concorre à prefeitura da cidade mineira ao lado de Tony Carlos (PTB).

Através de nota, Franco Cartafina, que coordena a campanha de Heli Andrade, disse que a escolha da avó é soberana e fruto de suas vontades, mas que irão seguir caminhos opostos. “Em respeito aos meus eleitores, familiares e amigos, e para não pairar dúvidas sobre a verdade dos fatos, venho me manifestar sobre a decisão de minha avó Teresinha Cartafina, em integrar a chapa como candidata a vice-prefeita pelo PSDB. Meu entendimento é de que suas vontades e suas escolhas são soberanas. Agora seguiremos caminhos opostos, mas permanecerei ao lado do que considero melhor para Uberaba e para e nossa população”, disse.

Leia Também:  Incêndio destrói cerca de 40 ônibus em pátio na zona leste de São Paulo

Ao jornal Estado de Minas, Tiago Tiveron, presidente do PSDB de Uberaba, disse que, por enquanto, Terezinha não irá se pronunciar sobre o caso. Ele ainda disse que o partido deverá divulgar uma nota no próximo sábado.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA