NACIONAL

Operação na Favela Kelson’s mira traficante suspeito de matar ex-namorada

Publicados

em


source
Operação na favela Kelson's
Divulgação/ Polícia Civil

Operação na favela Kelson’s

O traficante Dalton Vieira Santana, de 31 anos, suspeito de comandar o trágico de drogas na comunidade Kelson’s , na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro , é alvo de uma operação da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal na manhã desta terça-feira (26).

O criminoso é investigado e acusado de ter assassinado a ex-namorada, a estudante Bianca Lourenço da Silva , de 24 anos, no começo do ano. Os restos mortais da jovem foram encontrados mutilados num tonel que boiava numa praia da Ilha do Fundão , na mesma região onde fica a comunidade. Dois homens foram baleados na ação desta terça — a polícia não informou se eles são ou não suspeitos. Houve apreensão de duas pistolas.

Além da prisão de Dalton, outro objetivo dos agentes é encontrar possíveis testemunhas que tenham visto Bianca ser retirada de casa e levada à força por Dalton. Segundo moradores, o clima na Kelson’s é tenso. Há relatos de intenso confronto.

De acordo com as investigações, Dalton não aceitava o fim do relacionamento com a vítima. Por isso, decidiu matar a jovem . Por dias, a família de Bianca peregrinou por favelas da Zona Norte em busca dos restos mortais da estudante. O corpo só foi encontrado duas semanas depois, no dia 12 de janeiro.

A Justiça expediu mandados de prisão contra dois suspeitos da morte : Dalton e Edgar Alves de Andrade, o Doca. Além dos mandados de prisão, os agentes fazem buscas e apreensões em diversas residências. Pelo menos dois veículos blindados estão sendo empregados na ação.

Propaganda

NACIONAL

“O Brasil é muito maior que Lula e Bolsonaro”, diz Doria

Publicados

em


source
Doria criticou
Reprodução: ACidade ON

Doria criticou “extremos” Lula e Bolsonaro

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB) , se pronunciou sobre a anulação das condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato após despacho do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) . O tucano criticou a possível polarização do cenário.

“Bolsonaristas radicais propagam a ideia de que ser contrário ao presidente é ser favorável a Lula, e vice-versa. A polarização favorece os extremistas, que destroem o país. O Brasil é muito maior do que Lula e Bolsonaro”, disse, no Twitter.

Doria deve ser um dos candidatos à presidência em 2022. Além dele, diversos potenciais presidenciáveis, como Ciro Gomes e Guilherme Boulos, repercutiram a elegibilidade de Lula.

O presidente Jair também se manifestou. Segundo ele,  o ministro Edson Fachin “tem ligação com o PT”.

Leia Também:  Investigada por racismo, mulher teria comparado negros a urubus: "Tenho nojo"

“Fachin sempre teve ligação com o PT. [É uma decisão que] Não me estranha, mas todo mundo foi surpreendido”, disse Bolsonaro em entrevista à CNN Brasil em frente Palácio da Alvorada.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA