NACIONAL

PM bolsonarista Gabriel Monteiro é acusado de transfobia em gravação; veja

Publicados

em


source
monteiro
Reprodução/Instagram

PM Gabriel Monteiro se envolveu em polêmica após entrevista com assalto falso

O Polícial Militar e youtuber bolsonarista Grabriel Monteiro, que ficou conhecido depois de associar seu coronel, filiado ao PSOL, de estar envolvido com o tráfico no Rio, foi acusado, nesta sexta-feira (31), de forjar um assalto falso durante uma gravação e ser transfóbico com um entrevistado.

O caso foi denunciado pelo perfil @bixadolimbo. Segundo ela, a situação aconteceu no bairro da Lapa. O PM Gabriel Monteiro a teria chamado para fazer uma entrevista e ela não teria o reconhecido, pois ele estava de máscara. O objetivo da entrevista era falar sobre o fim da Polícia Militar, porém, no meio da conversa, o PM teria finjido um assalto com a ajuda de colegas e pediu para que a entrevistada chamá-se a polícia.

“Era um grupo de pessoas pedindo uma entrevista sobre o fim da Polícia Militar, perguntou minha identidade de gênero, falei que era feminina e depois que rolou a “simulação” de assalto ele começou a me chamar de homem e falando que me *** porque fiquei defendendo o fim da polícia”, disse em seu Twitter.

O objetivo era provar que as pessoas que defendem o fim da polícia sempre acabam recorrente à força de segurança quando precisam, demonstrando assim uma incoerência de posicionamento.

Leia Também:  Prefeito de Duas Barras (RJ) morre vítima da Covid-19

Após o assalto fake, a entrevistada se sentiu ofendida e enganada pela situação e pediu para que o PM apagasse o vídeo, mas ele não o fez, e ainda começou a tratar de maneira desrespeitosa a entrevista, que é mulher trans.

“Comecei a gravar e falei que aquilo era crime e ele começou a me chamar de senhor e ser transfóbico”, afirma.

Polêmico

O PM bolsonarista Gabriel Monteiro já se envolveu em outras polêmicas antes. Ele ficou cinhecido por fazer vídeos no YouTube e, principalmente, após gravar escondido uma conversa com seu superior,  o coronel Ibis Pereira, afirmando que, por ter relações com o partido de esquerda PSOL, ele teria ligações com o tráfico de drogas e com membros de organizações criminosas do Rio.

Após o ocorrido, o PM chegou a ser afastado da corporação e sofreu processo disciplinar. Após o ocorrido,  ele chegou a receber apoio de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente.

Veja, na sequência, as publicações e o vídeo da polêmica com o PM:



Leia Também:  Três PMs morrem em abordagem a falso policial civil em São Paulo












COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

Primeiro ônibus adaptado ao novo coronavírus passa a circular no RS

Publicados

em


source
Ônibus adaptado para prevenir o contágio pelo novo coronavírus
Divulgação/Ouro e Prata

Ônibus adaptado para prevenir o contágio pelo novo coronavírus

O ônibus de viagem Biosafe, adaptado para prevenir a propagação do novo coronavírus (Sars-Cov-2) , passará a rodar hoje (11) no Rio Grande do Sul. O veículo foi criado pela empresa Marcopolo, e a viagem será operada pela viação Ouro e prata. O trajeto será de Porto Alegre até Santa Rosa.

O veículo partirá às 18:30 e deve passar por Cruz Alta, Ijuí e Santo ângelo, até chegar ao destino final. O preço da passagem é R$165, o mesmo valor da tarifa dos ônibus comuns de viagem.

O ônibus é adaptado para garantir o distanciamento entre os passageiros. São três fileiras com apenas uma poltrona, totalizando 33 assentos de semileito e com serviço executivo. Foi instalada uma cortina de material antimicrobiano entre as fileiras.

Leia Também:  Antes de acidente, ciclista falou sobre aproveitar o dia como se fosse o último

O veiculo conta também com um sistema de radiação  UV-C, que desinfecta o ar e as superfícies do ar-condicionado, visando eliminar as partículas virais que estão em circulação.

Os banheiros também recebem radiação ultravioleta para higienização. A luz é automática e acende após o uso, não sendo necessário encostar em botões para o acionamento.

“Em razão da pandemia, buscamos parceria com a Marcopolo para apresentar um ônibus que se diferencie em relação ao conforto, distanciamento dos passageiros e, especialmente, itens que contribuam para a redução ao máximo os riscos de contaminação pelo coronavírus”, disse o diretor de operações da Ouro e Prata, Carlos Bernaud, ao G1 .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA