NACIONAL

Vaquinha arrecada dinheiro para ajudar animais vítimas de incêndio no Pantanal

Publicados

em


source
pantanal
Divulgação/PrevFogo MS

Incêndios no Pantanal registram o pior mês de julho da história.

campanha para ajudar os animais silvestres do grande incêndio que consome parte do  pantanal já arrecadou mais de R$ 175 mil. A região sofre há cerca de dois meses com os incêndios que, segundo perícias feitas pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT), foi de ação humana.

O incêndio já consumiu 820 mil hectares e o cenário que hoje se apresenta é o pior registrado nos últimos 22 anos. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), no comparativo entre os meses de agosto de 2019 e 2020, o aumento no número de focos de incêndio aumentou em mais de 1800% na região.

As queimadas já dizimaram mais de 10% do bioma da área, incluindo 32% da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal, a maior do país. Diversos animais nativos da região já foram encontrados carbonizados pelo fogo, já que a área atingida é cada vez maior.

Leia Também:  Acidente deixa pelo menos três mortos e 17 feridos em Santa Catarina

Sobre a campanha

“Na tentativa de minimizar o sofrimento dos animais resgatados por grupos que estão atuando incansavelmente na região, uma força tarefa coordenada pelo Comitê do Fogo (órgão colegiado que reúne diversas instituições de governo, terceiro setor e iniciativa privada) construiu um Posto de Atendimento Emergencial a Animais Silvestres – PAEAS Pantanal”, diz a página em que as doações podem ser feitas. 

O objetivo do grupo é arrecadar dinheiro para financiar ações que visam ajudar a cuidar dos animais que perderam seu habitat pelo fogo. Até o moment da publicação desta reportagem, a vaquinha virtual já arrecadou mais de R$ 175 mil. O objetivo final é arrecadar R$ 300 mil.

Para doar:  Clique aqui

site
Reprodução

site pantanal


Propaganda

NACIONAL

PGR se diz contra ação sobre venda de refinarias da Petrobras

Publicados

em


source
pe
ESTADÃO CONTEÚDO

PGR se coloca contra ação sobre venda de refinarias da Petrobras


Procuradoria-Geral da República (PGR), favorável aos planos de desinvestimentos da Petrobras , pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (30) para  não julgar a ação que tenta barrar o plano de venda das refinarias da estatal.


O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques, afirmou que o Ministério Público não identificou  – nos processos tocados pela estatal – uma contradição com o que foi decidido no ano passado pela Corte. À época, o STF decidiu que a venda de subsidiárias não precisa passar pelo Legislativo, diferente da alienação da empresa-mãe.

Após as sustentações orais, o julgamento sobre as refinarias foi suspenso na Corte e será retomado nesta quinta-feira (01), às 14h, com o voto do relator, ministro Edson Fachin.

Leia Também:  Perfis de redes sociais que atacaram Michelle Bolsonaro estão sob investigação

Jacques argumentou também que o processo de venda dessas unidades de refino acontece em “estrita obediência” ao artigo da Constituição, segundo o qual as estatais devem se sujeitar ao regime jurídico de empresas privadas. “Se uma grande empresa pode desinvestir, também pode a Petrobras desinvestir de acordo com o que a Corte já sinalizou”, disse Jacques.

Na manifestação, o representante da PGR também disse não ver no caso da Petrobras a denúncia feita na ação apresentada pelo Congresso, de que a estatal estaria sendo repartida em várias pequenas subsidiárias para burlar a decisão do STF . “É excelente pergunta, mas para ser formulada precisa estar demonstrada nesse caso. Se o STF pudesse dar essa resposta, seria pedagógico, mas não cabe nesse caso estreito da reclamação”.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA