Momento Destaque

Neri Geller é acusado de fraude nas eleições 2018; contas do filho podem ter sigilo bancário quebrado

Publicado

O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso (PRE/MT), apresentou à Corregedoria Regional Eleitoral do estado novos documentos relativos à investigação contra o deputado federal Neri Geller (PP/MT) por abuso de poder econômico nas eleições de 2018. O MP Eleitoral também insistiu no afastamento do sigilo bancário do filho do parlamentar, Marcelo Piccini Geller.

As novas provas foram obtidas no âmbito da ação ajuizada pelo MP Eleitoral contra Neri Geller, que, além de promover gastos eleitorais no limite de sua candidatura, doou o total de R$ 1,3 milhão a doze candidatos a deputado estadual, majoritariamente a outras coligações em polos regionais.

A Corregedoria inicialmente afastou o sigilo bancário das contas do deputado. Porém, no decorrer do processo, informações oriundas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) – atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF) – e de instituições bancárias indicaram que o filho do então candidato seria a verdadeira fonte das doações eleitorais.

Verificou-se uma intensa movimentação financeira na conta bancária de Marcelo Geller, cujo somatório entre receita bruta e rendimentos declarados em seu Imposto de Renda está muito abaixo da movimentação financeira apurada pelo Coaf.

Diante disso, o MP Eleitoral destaca a necessidade de zelar pela transparência e lisura no financiamento de campanhas eleitorais. Por isso, faz-se necessário o aprofundamento da investigação financeira relativa a Marcelo Piccini Geller, pois, só assim, poderá ser descartada a hipótese que os recursos tenham origem em fonte vedada, como, por exemplo, por pessoas jurídicas.

O MP Eleitoral aguarda agora a decisão da Corregedoria Regional Eleitoral de Mato Grosso na Ação de Investigação Judicial Eleitoral. Ao final, se julgada procedente pelo Pleno do TRE/MT, além da cassação do mandato, Neri Geller pode ter seus direitos políticos suspensos por até oito anos.

Assessoria/Ministério Público Federal 

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Balanço Geral: Gelsner Zortéa ganha mais fôlego com o adiamento das eleições municipais e retorna ao Balanço Geral nesta segunda-feira(06)

Publicado

Com o adiamento das eleições municipais de outubro para 15 de novembro, servidores públicos e comunicadores que almejam disputar o pleito, ganharam mais fôlego.

As referidas categorias já haviam  deixado suas funções no último dia 29 de junho em virtude da Lei eleitoral No caso dos comunicadores de rádio e TV, os profissionais retornam aos estúdios nesta segunda-feira(06).

Em Lucas do Rio Verde MT, o  apresentador do Balanço Geral da afiliada da record no municipio, TV Conquista, Gelsner Zortéa, estará no comando do programa a partir do meio dia, ele  que é pré-candidato à vereador. Do último dia 30 até hoje 06, Gelsner foi substitutivo no programa pelo também apresentador, Zico Zortéa.

Nesta segunda(06), a população de Lucas do Rio Verde MT, voltará a assistir até 10 de agosto, data definitiva para o afastamento dos comunicadores que desejam disputar as eleições,  o carisma de Gelsner Zortéa na telinha, informando com seriedade o que acontece, não só em Lucas, mas em toda região. Balanço Geral, comandado pelo Gelsner Zortéa é noticia em cima da hora, no momento em que  o fato acontece.

 

Otavio Ventureli(redação momentomt.)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Matança: Em função da roubalheira nefasta começam a morrer a míngua os primeiros brasileiros de Mato Grosso por falta de UTIs no Estado

Publicado

Ao que parece, o Brasil chegou ao fundo do poço com a degeneração das Instituições.

A vida, efetivamente, perdeu a importância para as autoridades que dirigem a Nação. Tanto faz morrer como viver, não importa. O importante para alguns é o poder material , o resto que se  “exploda”.

Num momento de doença devastadora que atinge o mundo e deixa a população em pânico, muitos politicos por este Brasil afora trabalham no combate e prevenção ao vírus, pensando apenas nas  eleições municipais de 15 de novembro. Cada um puxando sardinha para o seu saco e o povo brasileiro, aqueles que não tem condiçoes financeiras, morrendo a míngua, agora por falta de UTIs. E, Mato Grosso não foge ao descaso. Pelo contrário. Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro  se desentendo, disputando palmo a palmo quem é o “pai da criança”, já em busca de votos.

O mais grave de tudo isso é a roubalheira que cotinua em rítimo de coronavírus, ou seja, umna roubalheira devastadora, sem que ninguem interceda para punir os ladrões cujo número aumenta a cada dia no País. Um grande sinal de que em todas as Instituições existem uma rede de proteção ao crime contra o povo brasileiro.

Sem levar em consideração as vultuosas quantias em dinheiro existentes nos cofres de Mato Grosso e de Cuiabá, o Governo Federal, vem enviando grandes somas para Mato Grosso que deveriam ser aplicadas corretamente no combate ao coronavírus e que, se fosse, nós não estaríamos assistindo as primeiras mortes no Estado por falta de UTI. Uma lástima, um descaso que, ninguem no mundo com dignidade, poderá combater esses criminosos que matam seu próproi povo.

Em resumo, aos que parece, essas autoridades de Mato Grosso surgiram do nada, ou seja, não tem Pai, mãe, fihos, netos, sobrinhos, irmãos, idosos na família, enfim,  não têm nenhuma sentimento de amor em relação ao seu próximo.

A pergunta que fica aos ladrões dos cofres públicos é: Cadê o dinheiro do povo que deveria ser empregado em beficio desse próprio povo?

 

Otavio Ventureli(da redação momentomt.)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana