Carros e Motos

Nissan vai apresentar novo SUV elétrico Ariya no mês que vem

Publicado


source
Nissan Ayria
Divulgação

Nissan Ayria entra na era dos SUVs elétricos, primeiramente no Japão, primeiro país a recebê-lo no mercado global

A Nissan confirmou para 15 de julho a apresentação da versão de produção do SUV elétrico Ariya, modelo que foi revelado como conceito em outubro do ano passado, no Salão de Tóquio (Japão). O anúncio nesta segunda-feira (29), durante uma reunião de acionistas da empresa.

LEIA MAIS: Mercedes-Benz EQC mostra que a revolução elétrica não assusta

Se seguir as medidas do conceito, o Nissan Ariya de produção terá 4,60 m de comprimento, 1,920 m de largura e 1,630 m de altura. Medidas que posicionam o SUV elétrico bem acima do Kicks (são 30 cm mais só no comprimento) e quase na mesma faixa de modelos médios como o Chevrolet Equinox .

Durante o evento, a Nissan adiantou ainda que o modelo será comercializado inicialmente no Japão, chegando posteriormente a outros mercados. Além do conjunto motriz elétrico, o SUV vai se destacar pela presença do sistema de direção semiautônomo ProPilot 2.0.

LEIA MAIS: SUVs elétricos: Veja a nova safra que vem por aí

Pelo o que se sabe até agora esse novo recurso da Nissan estreou no ano passado e utiliza mapas 3D de alta definição para permitir ultrapassagens, mudanças de faixa e saídas de rodovia sem a intervenção do condutor.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Pandemia não vai matar o carro compartilhado, avalia Ford

Publicado


source
compatilhado
Divulgação

Aplicativo de carros compartilhados devem continuar sendo usados, mesmo com a pandemia, mas outras soluções de mobilidade também virão

A importância da capacidade de inovação e adaptação na pandemia do novo coronavírus foi um dos temas tratados nesta sexta-feira (10), em uma das palestras da Campus Party, evento de tecnologia que este ano acontece de forma virtual e gratuita. Quem falou sobre o tema foi Luciano Driemeier, gerente de Mobilidade e Novos Negócios da Ford. “A pandemia gerou novas tendências que não estavam no mapa das montadoras”, destacou.

LEIA MAIS: Ainda vale a pena ter carro no Brasil?

Driemeier citou uma solução técnica criada pela Ford nos Estados Unidos, que permitiu a esterilização do interior das viaturas policiais da marca apenas com uma atualização de software , como um exemplo da importância do pensamento ágil e da capacidade de adaptação das montadoras para se preparar para o mundo pós coronavírus.

O gerente de mobilidade da montadora não acredita que o novo coronavírus vá enterrar o desenvolvimento de carros compartilhados . Mas avalia também que os fabricantes vão precisar estar abertos para outras soluções de mobilidade , que podem não necessariamente envolver automóveis.

LEIA MAIS: Preços dos carros usados ficarão mais distantes dos novos

“Neste conceito de mobilidade mutável e de produtos adaptáveis, a Ford e outras montadoras passam a ser empresas de mobilidade. Desenvolvendo soluções voltadas para o consumidor e que não necessariamente envolvam carros”, finalizou.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Enchente deixa Ferrari FF debaixo da água em Londres

Publicado


source
Ferrari
Reprodução/Youtube

Ferrari FF ficou presa em alagamento e o conserto não será nada em conta para o dono do superesportivo com tração integral

Uma Ferrari FF foi um dos carros que ficaram presos em um alagamento provocado pelo rompimento de uma tubulação de água em uma rodovia de Londres (Inglaterra).

LEIA MAIS: 13 Ferrari são achadas ao relento após 10 anos. Veja a história por trás disso

De acordo com uma reportagem da BBC, o incidente com a Ferrari FF aconteceu na tarde última segunda-feira (6) mas acabou viralizando alguns dias depois por conta da cena inusitada. Oito motoristas ficaram presos no alagamento e foram resgatados com a ajuda dos bombeiros .

Com pouco mais de 2,2 mil unidades produzidas entre os anos de 2011 e 2016, a Ferrari FF foi o primeiro modelo de tração integral da marca italian a. Estava equipada com um motor central-dianteiro 6.3 V12 de 660 cv, combinado a um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem.

LEIA MAIS: Polícia sueca autua Ibrahimovic e sua rara Ferrari de R$ 12 milhões

Antes da enchente, o esportivo de quatro lugares acelerava de 0-100 km/h em 3,5 segundos e atingia 335 km/h de velocidade máxima. Independente do nível de danos, o reparo de uma Ferrari FF nunca é barato… Veja abaixo o vídeo publicado no twitter.




Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana