Internacional

OMS: tratamento da tuberculose não deve ser descuidado

Publicado


.

No Dia Mundial de Combate à Tuberculose, lembrado hoje (24), a Organização Mundial da Saúde (OMS) pede às autoridades que não descuidem do tratamento das vítimas dessa doença, que têm risco aumentado com a pandemia do novo coronavírus.

“As autoridades de saúde devem manter o apoio aos serviços essenciais para a tuberculose, incluindo cuidados durante emergências como o covid-19”, destaca a OMS.

A organização lembra que “pessoas doentes com tuberculose e covid-19 poderão ter resultados piores no tratamento, sobretudo se o tratamento da tuberculose for interrompido”.

“A pandemia de Covid-19 está mostrando como as pessoas com doenças pulmonares e imunidade enfraquecida são vulneráveis”, afirmou o diretor geral da OMS, Tedros Ghebreyesus.

Ele lembrou que “o mundo comprometeu-se a acabar com a tuberculose em 2030 e melhorar a prevenção é a chave para conseguir esse objetivo. Há milhões de pessoas que precisam ser tratadas preventivamente para evitar o aparecimento da doença, evitar o sofrimento e salvar vidas”.

Os doentes com tuberculose, que têm sintomas comuns com o covid-19, como tosse, febre e dificuldades respiratórias, devem “tomar precauções para se proteger do covid-19 e continuar o tratamento”.

A OMS defende que é preciso “limitar a transmissão de tuberculose e de Covid-19 em ambientes comuns e em instalações de saúde”.

Métodos e prevenção

Embora os métodos de transmissão das duas doenças sejam ligeiramente diferentes, aplicam-se a ambas medidas preventivas como “controle e prevenção de infecções, cuidados com a tosse e segregação de casos suspeitos”.

Para as duas doenças são essenciais “teste de diagnóstico confiáveis” e a garantia de tratamento antituberculose para todos os afetados, incluindo os que estejam de quarentena por suspeita de infecção pelo novo coronavírus.

A OMS lembra a importância de “prevenir toda e qualquer discriminação de pessoas afetadas por qualquer dessas doenças, respeitando a proteção dos direitos humanos”.

Números causam apreensão

Estima-se que cerca de um quarto da população mundial esteja infectada com a bactéria que causa a tuberculose. Embora possam não estar doentes nem contagiar ninguém, estão em risco acrescido de desenvolver a doença.

A tuberculose, segundo a OMS, ainda é a doença infecciosa que mais mata em todo o mundo: em 2018, morreram 1,5 milhão de pessoas, 251 mil com HIV, o que as torna especialmente vulneráveis.

Neste ano, foram registrados 10 milhões de novos casos, 500 mil resistentes aos tratamentos existentes, estimando-se que 3 milhões ficaram por diagnosticar

Em 2019, foram necessários US$ 10 mil milhões para tratar a doença, mas faltaram 3,3 mil milhões para atingir essa meta.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Comentários Facebook
publicidade

Internacional

Casa Branca prevê ao menos 100 mil mortos pela Covid-19 nos EUA

Publicado


source
Donald Trump%2C presidente dos Estados Unidos arrow-options
Shealah Craighead/Official White House

Trump pediu que população respeite isolamento social

A Casa Branca divulgou nesta terça-feira (31) o modelo estatístico usado pelo Estados Unidos para monitoramento do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no qual há a previsão de que o total de mortes por Covid-19 vai ficar entre 100 mil e 200 mil. A previsão foi divulgada no mesmo dia que país teve seu pior dia desde o início da pandemia , quando foram registrados mais de 700 óbitos.

A data também marca  o dia em que o país superou a China no número de mortos . O presidente americano, Donald Trump, e os especialistas que orientam o governo federal pediram que os americanos se respeitem as políticas de distanciamento social e disseram que as próximas duas semanas serão dramáticas.

“A pergunta é: o que aconteceria se não fizéssemos nada? O número subiria para entre 1,5 a 2,2 milhões de pessoas morrendo. Isso não seria possível, você veria pessoas morrendo nos lobbies de hotel, nos aeroportos. Isso não poderia continuar”, disse Trump.

Leia também: Questionado sobre Bolsonaro, Trump diz que estuda banir voos do Brasil

De acordo com o presidente, as próximas duas semanas serão “muito dolorosas” e é “absolutamente crítico” que todos os americanos sigam as restrições de circulação pelos próximos 30 dias. “É uma questão de vida ou morte, francamente”, completou Trump.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Médico que esteve com Putin testa positivo para o coronavírus

Publicado


source
Putin arrow-options
Reprodução/Twitter/KremlinRussia_E

Putin visitou o hospital pelo qual o médico Denis Protsenko é responsável.

O médico Denis Protsenko, responsável pelo principal hospital de Moscou , na Rússia, testou positivo para o novo coronavírus. Uma semana antes de receber o diagnóstico, o profissional esteve em contanto com o presidente russo Vladimir Putin. 

Leia também: São Paulo bate recorde de mortes por Covid-19 em um dia e possui 136 óbitos

Na semana passada, Putin visitou o hospital coordenado por Protsenko e chegou a dividir o elevador com o médico. O local é o principal centro de tratamento para os pacientes com coronavírus na capital russa.

A confirmação do diagnóstico foi confirmada nesta terça-feira (31) através de uma publicação feita pelo próprio médico . “Eu me auto-isolei no meu consultório, onde tenho tudo o que preciso para me comunicar.”, escreveu o profissional.

Até o momento, a Rússia registrou 2.337 casos de coronavírus. Desse total, 17 morreram e 121 foram curados. A capital Moscou é a cidade com maior número de casos, contabilizando 1.613 infeções.


Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana