Política Nacional

Padrinho de casamento de Carla Zambelli, Moro elogia deputada: “guerreira”

Publicado

source
homem sorrindo e mulher vestida de noiva atrás dele arrow-options
Twitter/Reprodução

Moro falou no casamento de Carla Zambelli

A deputada federal Carla Zambelli (PSL) utilizou as redes sociais na madrugada deste sábado (15) para agradecer ao ministro Sergio Moro pelo discurso proferido como padrinho do casamento dela, realizado em Brasília na noite da sexta-feira (14).

Nas imagens com cortes, em pouco mais de um minuto Moro elogia a deputada Zambelli , que firmou relação com o Coronel Aguiar. Ele fala que poucas pessoas teriam a coragem de lutar pelo Brasil nas ruas como ela fez e diz que nem mesmo ele sabe se faria isso. “É uma guerreira, sem formação de policial militar, mas mereceria uma medalha de caveira honorária”, afirmou Moro.

Leia também: Com voto da oposição, Conselho de Ética arquiva denúncia contra Carla Zambelli

Visivelmente emocionada, a deputada ri e abraça o padrinho de casamento. Em poucas horas, o vídeo alcançou mais de 50 mil visualizações no Twitter, dividindo opiniões com críticas e elogios a Sergio Moro.

Segundo a jornalista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo , outros nomes do governo marcaram presença no casamento de Zambelli . Entre eles, a secretária da Cultura Regina Duarte e o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

“Paciente pode trocar de médico”, diz Bolsonaro em recado a Mandetta

Publicado


source
Luiz Henrique Mandetta e Jair Bolsonaro arrow-options
Brasil 247

Relação entre Bolsonaro e Mandetta ficou tensa durante toda a semana

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre a possibilidade de demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta , durante transmissão ao vivo nesta quinta-feira (9) e disse que o “paciente pode trocar de médico”. A declaração é uma resposta a um discurso que Mandetta fez na segunda (6), quando disse que permanceria no comando do Ministério da Saúde. Na ocasião, o chefe da pasta disse que “médico não abandona paciente”, sendo que o paciente, nesse caso, seria o Brasil.

Desde o início da semana, a incerteza tomou conta do governo federal em meio à possibilidade de demissão de Mandetta durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Na segunda, Bolsonaro teria decidido tirar o ministro de sua equipe, mas foi convencido do contrário pela ala militar do governo, principalmente pelos ministro Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Nesta quinta-feira, quando a situação a situação já parecia ter se acalmado, um aúdio de uma conversa entre o ministro Onyx Lorenzoni (Cidadania) com o deputado Osmar Terra gravada pela CNN Brasil mostrou os dos conversando sobre a possibilidade de demissão de Mandetta .

Em um trecho do diálogo, Onyx diz que “teria cortado a cabeça dele [Mandetta]”. “Ali para mim foi a pá de cal. Eu já não falo com ele [Mandetta] há dois meses. Aí acho que é xadrez. Se ele sai vai acabar indo para a secretaria do Doria”, afirmou o ministro.

Leia também: Bolsonaro passa em padaria após deixar o Planalto e volta a criticar isolamento

A esse comentário, Terra respondeu que ajudaria a tirar ministro da Saúde do comando da pasta. “E não precisa ser eu o ministro, tem mais gente que pode ser”, disse o deputado.

Ao colunista Gerson Camarotti, Mandetta evitou fazer comentários sobre esses acontecimentos, mas fez um desabafo. “Há uma crise de valores, há uma crise ética. Cada um faça o seu juízo, mas crise ética é o que mais se vê neste momento de epidemia”, lamentou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Ex-senador goiano Iram Saraiva morre em São Paulo

Publicado


.

Morreu hoje (9), aos 75 anos, o ex-senador Iram Saraiva. Ele teve um acidente vascular cerebral (AVC) e faleceu em um hospital em São Paulo. Saraiva estava se tratando de um câncer.

Saraiva representou Goiás no Congresso Nacional a partir de 1979, quando foi eleito deputado federal. Em 1987 foi eleito senador, cargo que ocupou até 1995. Posteriormente foi ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e chegou a presidir o órgão.

O governador de Goiás e ex-senador Ronaldo Caiado lamentou a morte de Saraiva em sua conta no Twitter. “É com profundo pesar que recebo a notícia da morte de Iram Saraiva. Foi vereador, deputado, senador por Goiás e ministro do Tribunal de Contas da União. Com grande conhecimento jurídico, sempre foi muito respeitado em Goiás. Que Deus conforte os corações de familiares e amigos”.

* Com informações da Agência Senado

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana