Internacional

Para conter coronavírus, Boris Johnson coloca Reino Unido em quarentena

Publicado


source
Boris Johnson arrow-options
Reprodução/Facebook Boris Johnson

Premiê deu início ao processo de quarentena no Reino Unido na noite desta segunda-feira

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, colocou nesta segunda-feira (23) o país em quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Leia também: De gripezinha a “não é tudo isso”: vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

De acordo com o premier, os britânicos só poderão deixar suas casas para tarefas essenciais, como comprar alimentos e remédios.

Com medidas semelhantes às tomadas há duas semanas na Itália , Johnson também determinou o fechamento de comércios não essenciais e a suspensão de qualquer tipo de culto ou cerimônia religiosa, menos funerais.

O premier britânico também deu autorização para a polícia do país multar as pessoas que desrespeitarem as novas medidas.

“A partir desta noite, preciso dar ao povo britânico uma instrução muito simples: você precisa ficar em casa. Se você não seguir as regras, a polícia terá poderes para aplicá-las, inclusive através de multas e dispersão de reuniões”, disse Johnson em um pronunciamento.

Leia também: Após realizar exame, governador João Doria testa negativo para novo coronavírus

Já os parques do país seguirão abertos, mas as pessoas só poderão fazer “um tipo de exercício físico por dia”.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o Reino Unido possui 6.726 casos confirmados de coronavírus e 335 mortes.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Internacional

Casa Branca prevê ao menos 100 mil mortos pela Covid-19 nos EUA

Publicado


source
Donald Trump%2C presidente dos Estados Unidos arrow-options
Shealah Craighead/Official White House

Trump pediu que população respeite isolamento social

A Casa Branca divulgou nesta terça-feira (31) o modelo estatístico usado pelo Estados Unidos para monitoramento do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no qual há a previsão de que o total de mortes por Covid-19 vai ficar entre 100 mil e 200 mil. A previsão foi divulgada no mesmo dia que país teve seu pior dia desde o início da pandemia , quando foram registrados mais de 700 óbitos.

A data também marca  o dia em que o país superou a China no número de mortos . O presidente americano, Donald Trump, e os especialistas que orientam o governo federal pediram que os americanos se respeitem as políticas de distanciamento social e disseram que as próximas duas semanas serão dramáticas.

“A pergunta é: o que aconteceria se não fizéssemos nada? O número subiria para entre 1,5 a 2,2 milhões de pessoas morrendo. Isso não seria possível, você veria pessoas morrendo nos lobbies de hotel, nos aeroportos. Isso não poderia continuar”, disse Trump.

Leia também: Questionado sobre Bolsonaro, Trump diz que estuda banir voos do Brasil

De acordo com o presidente, as próximas duas semanas serão “muito dolorosas” e é “absolutamente crítico” que todos os americanos sigam as restrições de circulação pelos próximos 30 dias. “É uma questão de vida ou morte, francamente”, completou Trump.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Médico que esteve com Putin testa positivo para o coronavírus

Publicado


source
Putin arrow-options
Reprodução/Twitter/KremlinRussia_E

Putin visitou o hospital pelo qual o médico Denis Protsenko é responsável.

O médico Denis Protsenko, responsável pelo principal hospital de Moscou , na Rússia, testou positivo para o novo coronavírus. Uma semana antes de receber o diagnóstico, o profissional esteve em contanto com o presidente russo Vladimir Putin. 

Leia também: São Paulo bate recorde de mortes por Covid-19 em um dia e possui 136 óbitos

Na semana passada, Putin visitou o hospital coordenado por Protsenko e chegou a dividir o elevador com o médico. O local é o principal centro de tratamento para os pacientes com coronavírus na capital russa.

A confirmação do diagnóstico foi confirmada nesta terça-feira (31) através de uma publicação feita pelo próprio médico . “Eu me auto-isolei no meu consultório, onde tenho tudo o que preciso para me comunicar.”, escreveu o profissional.

Até o momento, a Rússia registrou 2.337 casos de coronavírus. Desse total, 17 morreram e 121 foram curados. A capital Moscou é a cidade com maior número de casos, contabilizando 1.613 infeções.


Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana