PET

Cãozinho invade reportagem de televisão nos Estados Unidos, assista

Publicados

em


source
Cãozinho invade reportagem de televisão
Reprodução/Fox 5

Cãozinho invade reportagem de televisão

Durante o isolamento social, foram várias as vezes que os pets invadiram as transmissões ao vivo, como esse cãozinho fez enquanto o dono dele apresentava o jornal . Nos Estados Unidos, rolou outra situação dessas. O repórter Bob Barnard estava ao vivo no canal Fox 5 Washington DC falando sobre as tempestades de neve, quando um cachorro roubou a cena.

Barnard dizia para os telespectadores terem cuidado ao andar e dirigir, pois as ruas estavam escorregadias com o gelo. Foi bem quando o cinegrafista mostrava o asfalto que apareceu um filhote todo feliz e abando o rabo. O repórter não perdeu tempo e logo pegou o cãozinho no colo.

“Um cachorro. Eu acho que não perceberam que esse cachorro está aqui. Eu não vejo um dono. Eu tomo conta dela”, o jornalista brincou e explicou que não queria soltar o cão, pois poderia passar um carro por lá e machucar o animal.

Leia Também:  Plantas podem oferecer risco de vida aos pets

“Esqueça as pessoas de quem nós estávamos falando, eu quero conhecer esse cachorro. Tem muita coisa acontecendo, eu estou tomando conta de um cachorro”, Barnard falou enquanto dava risada. Logo em seguida, a dona do cãozinho apareceu correndo e explicou que ele escapou pelo portão. “Queria nos conhecer”, o repórter brincou.

Fonte: IG PET

Propaganda

PET

Mancha da lágrima em cachorros é o entupimento de um vaso; entenda

Publicados

em


source
Mancha da lágrima
Reprodução

Mancha da lágrima

A mancha da lágrima é uma preocupação muito comum entre os tutores de cães. A alteração, que consiste no escurecimento da pele e do pelo na região que fica logo abaixo dos olhos dos pets, é causada pelo entupimento de vasos responsáveis pela drenagem do líquido lacrimal e pode ser observada principalmente nas raças de focinho achatado, como  pug , buldog,  poodle , bichon frisé, maltês e lhasa apso.

Popularmente conhecida como “lágrima ácida” – o que não condiz com a realidade já que a lágrima não é ácida e nem corrói partes do pet – as manchas se formam nos casos em que o animal tem uma produção lacrimal muito grande, superando a capacidade de drenagem daquele líquido. Não sendo bem absorvida, a lágrima começa a se fixar e provocar manchas no canto interno do olho dos cachorros, onde geralmente se percebe o escurecimento com mais intensidade. Alguns sites especializados na internet apontam que a composição da lágrima possui substâncias chamadas lactoferrina e porfirina que, em contato com o pelo dos animais e da luz do dia, acabam oxidando, resultando na descoloração da pelagem. Essas substâncias também estariam presentes na saliva e na urina dos animais e, por isso, seria comum observar uma mudança na cor do pelo nas regiões em que os animais se lambem bastante, como nas patas, e próximo à vulva ou ao pênis. De acordo com o médico veterinário Raphael Clímaco, a mancha da lágrima não é uma doença. “Os olhos dos pets produzem lágrimas o tempo inteiro, durante toda a vida deles, pela glândula lacrimal. E o canal naso-lacrimal, que liga o olho ao nariz, é responsável por drenar as lágrimas dos pets. Quando existe algum tipo de entupimento desse canal, ao invés da lágrima entrar e descer pelo canal, ela escorre pela parte externa e acaba formando essa mancha da lágrima”, explica. Essa obstrução pode ser causada por vários fatores como o excesso de pelos na região ou de remela. Alguns animais, como os de raças braquicefálicas [com focinhos achatados], têm maior predisposição ao surgimento da mancha da lágrima porque neles o canal lacrimal é mais curto e mais fino. Além disso, o veterinário disserta que pode ser uma questão individual.

Leia Também:  Mancha da lágrima em cachorros é o entupimento de um vaso; entenda

“Às vezes, o animal já nasce com um canal muito estreitinho. Outras nasce até sem o canal, como já vi no consultório”, relata. De acordo com Clímaco, o tratamento para o problema deve ser feito com a desobstrução do canal naso-lacrinal, que é um procedimento ambulatorial, mas ele não irá reverter a mancha. “Não é um procedimento cirúrgico, mas o animal precisa de anestesia porque é feita com uma sonda bem fina que passa por dentro do canal. O tutor não consegue fazer isso sozinho, então é preciso levar ao veterinário. Já a mancha, não é possível limpar porque não é sujeira no pelo do animal, ele fica apenas corado, colorido, mas corrigindo o problema, aos poucos, a mancha pode clarear”, diz. Clímaco comenta que uma alimentação caseira, com restos de alimentos e temperos consumidos pelas pessoas, também pode aumentar as chances de formação da mancha da lágrima. Limpando os olhos dos cachorros Há quem acredite que, limpando adequadamente os olhos dos cachorros, é possível evitar o surgimento da mancha da lágrima. Isso é um mito. De acordo com o especialista, a limpeza dos olhos dos pets nada vai influenciar na formação do problema, já que seria necessária uma frequência de limpeza excessiva e praticamente impossível. “A limpeza dos olhos dos animais pode ser feita com um papel toalha ou algodão umedecidos em água normal. Não é necessário nada específico para essa limpeza, mas ela não evita o aparecimento da mancha da lágrima. Uma vez que o animal tem a obstrução do canal lacrimal ou quando ele tem uma alimentação errada, o líquido vai ficar o tempo inteiro naquela região. Então, a limpeza teria que ser feita minuto a minuto, o que não é viável.” Para melhorar o aspecto da mancha, existem produtos à base de antibióticos no mercado, mas o uso indiscriminado pode ser prejudicial para o animal. Esses medicamentos devem sempre ser receitados por um veterinário qualificado para o atendimento de determinado pet, nesse caso da mancha da lágrima um veterinário oftalmologista.

Leia Também:  Gatos precisam de atenção especial ao mudar para uma casa nova; entenda
Fonte: IG PET

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA