PET

Descubra o signo do seu pet a partir do aniversário dele

Publicados

em


source

Animais de estimação estão presentes na maioria dos lares brasileiros. Para seus tutores é como se eles dossem membros da família, já que são capazes de dar amor, carinho e muita diversão. Porém, eles também exigem que os tutores se atentem a seus comportamentos e eles podem mudar de acordo com o signo de cada pet .

Isso mesmo. Assim como nós, os pets também podem ser compreendidos por meio da astrologia. A equipe do Astrocentro e o comportamentalista animal Wagner Brandão contam a seguir as características de cada signo dos bichinhos e como podemos lidar com cada um deles. Confira.

Cão com a língua de fora
Shuttersock

Você sabia que seu pet também tem signo? Confira


Áries (21 de março até 20 de abril)

Os pets de Áries são muito enérgicos, gostam de brincar, pular e correr livremente. Quando sentem que estão em perigo, os pets arianos rapidamente se comportam de forma agressiva, com intuito de se defender. Porém, por mais que tenham fama de brigão, a única coisa que querem é trazer proteção a aqueles que amam. Vale lembrar também que Áries é um signo bem rebelde, então pode-se dizer que é um pouco mais difícil adestrar os pets deste signo.

Para lidar com os pets arianos o comportamentalista animal, Wagner Brandão, sugere que os tutores os mantenham sempre ativos e invistam em enriquecimento ambiental, brincadeiras caminhadas. Se possível, colocá-los para praticar o esporte canino “agility”, em creches e espaços especializados.

Touro (21 de abril até 20 de maio)

Os pets do signo de Touro são bem preguiçosos. São aqueles que só querem levantar para comer e depois encontrar uma sombrinha para relaxar. São bem fofinhos, adoram um carinho, mas não gostam muito de brincadeiras e nem exercícios. O pet taurino demora um pouco mais para se apegar aos seus donos. Isso porque ele ainda precisa analisar se é seguro aquele ambiente. Só que depois que sente que aquele é seu lar, ele se entrega com muito amor.

Para lidar com os pets taurinos o comportamentalista animal reforça que os tutores precisarão ter bastante paciência até que eles se acostumem com a rotina da família. São pets que vão pedir muito carinho, mas é preciso ter cuidado para não excederem e tornar ele mimado. Atividades físicas são sempre importantes para os animais, mas não forcem uma caminhada mais longa, pois eles são preguiçosos e mais tranquilos. 

 Gêmeos (21 de maio até 20 de junho)

Brincalhões, inquietos e instáveis, assim são os pets do signo de Gêmeos. Eles são os primeiros a se animar quando são chamados para brincar (mas precisa ser algo rápido porque eles costumam enjoar fácil também). É fácil adestrá-lo, pois o pet geminiano sempre quer aprender mais. Deve-se tomar cuidado com sua curiosidade, pois ela pode fazer com que ele sempre tente dar uma escapadinha para explorar o mundo.

Como os pets geminianos são bem curiosos, Wagner Brandão pede atenção redobrada dos tutores quando eles estiverem sozinhos. O ambiente precisa ser seguro para que eles não consigam pular nenhum muro ou passar pelos portões, além de nunca deixar objetos pelo chão, já que eles vão adorar desbravar o seu chinelo e as tomadas. 

Leia Também:  Gatinho não desgruda de cão e cena fofíssima encanta a web; assista

Câncer (21 de junho até 21 de julho)

Os pets deste signo são muito sensitivos e sensíveis. Eles gostam muito de carinho, afeto. Eles são do tipo que pulam em cima das visitas para ganhar um chamego. Porém, ele não gosta de dividir seu espaço e muito menos sua comida. É um pet que vai dar importância para a harmonia do lar e por isso não é muito bagunceiro. Mas lembre-se: esse pet é guiado por afeto, se der gritos para exigir obediência ele ficará bem sentido.

Gritos e movimentos bruscos irão assustar os pets cancerianos, por isso o comportamentalista animal pede cuidado e atenção com a maneira de lidar com ele. Ser sempre delicado poderá fazer com que eles se tornem a liderança da sua casa e passem a fazer o que bem entenderem. A dica é manter sempre o equilíbrio e impor limites. Também se recomenda nunca mudar o local deles dormirem e comerem, pois eles são bem sistemáticos. 

Leão (22 de julho até 22 de agosto)

Os animais regidos por Leão costumam chamar bastante atenção. São charmosos e exuberantes, mas também bem ciumentos. Gostam de ser o centro das atenções da casa, podem ser um pouquinho folgados, daqueles que sobem na sua cama e deitam no seu rosto. São extremamente leais e obedientes.

Se você quer ter um pet para participar de concursos e exposições, invista no leonino, eles são ótimos para isso. Mas não esqueça de adestrá-lo desde pequeno, já que gostam de ser os donos do pedaço, adverte Brandão.

 Virgem (23 de agosto até 22 de setembro)

O pet virginiano costuma ser calmo, organizado e bem reservado. Muitas pessoas confundem esse jeitinho mais quieto com frieza, mas na verdade é que eles não são de demonstrar afeto com carinho, mas sim com lealdade. Para pessoas que trabalham muito, podem confiar que eles cuidarão do seu lar.

Os pets virginianos são leais aos seus tutores e precisam se sentir úteis. Fazer exercícios diariamente, para se manterem em forma e treinarem seus faros, ajudará nesse ponto. O comportamentalista animal também orienta que o tutor sempre fale antes de se aproximar deles, para reconhecerem que é você.

Libra (23 de setembro até 22 de outubro)

Carinhosos, apegados e graciosos são os pets de libra. Eles são daqueles que não tem só um dono, pois se dão bem com todos e apreciam a atenção deles. Esse signo gosta de bens materiais, por isso um brinquedinho para esse pet é tudo o que ele quer. Use isso a seu favor para estimulá-lo a brincar muito e não deixar a preguiça tomar conta.

Para os pets librianos, a dica do comportamentalista animal Wagner Brandão é mantê-los sempre em uma atividade, para que o tédio não se instale. Passear diariamente e levar eles para uma creche é uma ótima opção, já que são cães bastante sociáveis, praticar o esporte agility juntamente com os seus donos é uma ótima opção de lazer, assim como jogar freesby que é uma boa interação em grupo.

Escorpião (23 de outubro até 21 de novembro)

O nativo do signo de Escorpião possui uma personalidade muito forte e isso não é diferente no pet. Os animais desse signo precisam de um ambiente mais calmo e tranquilo para que consiga manter esse mesmo comportamento, porém se viver em um lar com brigas, gritos, pode ser que fique muito estressado e violento. Todas as atitudes desse animal serão pautadas no ambiente em que vive.

Leia Também:  Cãozinho com mancha no rosto encanta internautas pela fofura

Por isso, a dica do comportamentalista animal para lidar com os pets escorpianos é criá-los em ambientes calmos, de preferência em casas de campo aberto, com poucas crianças e longe de pessoas que tem o costume de falar alto. Para acalmá-los invista em música clássica.

Sagitário (22 de novembro até 21 de dezembro)

Os pets de Sagitário gostam de liberdade. Para ter um animalzinho sob a regência desse signo, é preciso ter disposição. Eles amam passear e brincar o tempo todo, senão o acúmulo de energia pode destruir sua casa. São pets que se dão muito bem com crianças, pois são muito brincalhões e amam a animação. Mas cuidado! Às vezes eles vão precisar de um tempo só dele e é preciso deixá-lo viver isso.

A indicação do comportamentalista para os lares com pets sagitarianos é que os tutores determinem regras e sigam uma rotina. Na hora de brincar e passear, Brandão aconselha que haja momentos de descanso. Permitir que eles relaxem é muito importante e gratificante para os mesmos.

 Capricórnio (22 de dezembro até 20 de janeiro)

O signo de Capricórnio possui uma característica muito difícil de lidar: a teimosia. Na vida dos pets isso acaba se tornando complicado, pois é muito difícil adestrá-los. Em compensação, o pet capricorniano é um dos mais brincalhões de todos. Eles são bem-humorados, leais e querem sempre estar nessa interação com o dono. Apesar de ser chatinho para obedecer, é uma delícia ter um deles em casa.

Wagner Brandão sugere que os tutores do pet capricorniano tenham muita noção sobre seu comportamento, para saber como lidar com a sua teimosia. Desta forma conseguirão criar uma relação harmônica e sem muito estresse. Procurar um profissional que trabalhe apenas com reforço positivo ajudará muito.

Aquário (21 de janeiro até 19 de fevereiro)

Os pets de Aquário prezam por liberdade. Não são animais que escolhem um dono único. Eles costumam fazer o que querem, quando querem e não gostam de receber ordens. Mas isso não é por conta de teimosia não, é porque eles são muito brincalhões, cheios de energia e querem atenção de todos o tempo todo.

Treinamento comportamental desde filhote é recomendado para os pets aquarianos, pois a partir do momento que os mesmos acharem que eles estão no comando, os tutores perderão o controle da situação e será necessário muita energia para tomar as rédeas.

 Peixes (20 de fevereiro até 20 de março)

O pet pisciano é muito sensível. Ele pode mudar de humor de acordo com a energia do dono e do ambiente. Por isso é necessário muito cuidado com o ânimo do lar para não deixar o animalzinho doente. Fora isso, ele é muito carinhoso, fofo, gosta de brincar e é bem animado.

Locais mais afastados dos grandes centros, onde não há barulhos diversos é ideal para um pet sob o signo de peixes. Tutores que gritam ou que gesticulam de forma brusca irá gerar um estresse muito alto, deixando-os assustados e inseguros ou até mesmo depressivos.

Nem sempre os tutores tem conhecimento sobre a data exata do nascimento do seu pet, mas independente disso, tanto os astrólogos do Astrocentro quanto o comportamentalista Wagner Brandão concordam: todos eles merecem muito carinho e atenção.

Fonte: IG PET

Propaganda

PET

Bola de pelos em gatos: o que são, como eliminar e como evitar

Publicados

em


source

Uma das várias famas dos gatos é a respeito da sua limpeza. Isso porque eles são extremamente limpos e os próprios se preocupam com a sua higiene, usando a língua para a limpar a pelagem. Essa característica é uma grande vantagem para os felinos, porém, ela também pode acarretar em um grande problema: a formação de bola de pelos .

De acordo com a médica veterinária Camila Conte, isso ocorre quando o animal se lambe, e muitos pelos ficam grudados na língua, por causa das “espículas”,  que são nada mais do que espinhos que a deixam áspera. Eles acabam engolindo os pelos e, se não são digeridos, os fios se acumulam no sistema digestivo formando pequenas bolas, conhecidas também pelo nome de tricobezoares.

undefined
Reprodução Pinterest

É do instinto do felino se lamber para manter a limpeza dos pelos

Esses tricobezoares são o resultado da mistura do pelo, saliva, suco gástrico e ocasionalmente restos de comida. Elas não são algo anormal, mas causam um incômodo ao gato, que pode acarretar em muitos problemas, podendo se tornar extremamente grave. É comum vermos um felino vomitando essas bolinhas de vez em quando, mas o real problema aparece quando ele não consegue eliminá-las e elas ficam presas no intestino.

Como saber se o seu gato está com bolas de pelo presas 

É preciso ficar atento a alguns sinais dado pelo gato que indicam que existe bola de pelos no intestino, são eles: 

  • Prisão de ventre
  • Diarreia
  • Falta de apetite
  • Ânsia frequente
  • Vômitos mais de uma vez ao dia
  • Regurgitações
  • Sinais de cansado e apatia
  • Desidratação
  • Dores abdominais
Leia Também:  Cãozinho é flagrado entrando em ambulância com o dono; veja vídeo

Camila Conte afirma que se esses problemas evoluírem no gato, doenças graves podem ser formadas, como a chamada “Lipidose hepática “, doença grave que acomete o fígado dos felinos.  Além disso, eles também podem acabar adquirindo anemia, pela alta falta de apetite. As bolas de pelo serão identificadas através de ultrassons, e exames de sangue que ditarão como anda a saúde do animal.

Métodos caseiros para eliminar as bolas de pelo


undefined
Reprodução/ Redes Sociais

Consulte o veterinário para saber quais procedimentos tomar na hora de eliminar a bola de pelos

Se você notar tais sintomas e perceber que o felino não está conseguindo eliminar as bolas sozinho, será preciso ajudá-lo nessa tarefa. Conheça alguns métodos caseiros que irão auxiliar na expulsão dos pelos: 

  • Fibra na alimentação – A fibra ajuda a melhorar a digestão do felino. Se aumentar a quantidade em sua comida, ele conseguirá eliminar as bolas mais facilmente. 
  • Grama para purgar – É um instinto natural do animal tomar grama para purgar. Pensando nisso, a planta valeriana é uma ótima opção. Em lojas especializadas é possível encontrar essa planta e gramas que ajudam na regurgitação das bolas de pelos. 
  • Manteiga – A manteiga funciona como laxante para o gato, por isso é uma boa alternativa. Para fazê-lo comer, passe um pouco do alimento na pata que ele rapidamente irá lamber para limpar a região. Atenção, a manteiga é muito oleosa, então não exagere na dose. Caso não tenha o produto, use vaselina.
  • Malta – A malta é um derivado da cevada que favorece o trânsito intestinal do gato. Assim como a manteiga, passe a pasta na pata ou focinho do animal para ele lamber. A quantidade e frequência de uso deve ser determinada pelo veterinário.  
Leia Também:  Bola de pelos em gatos: o que são, como eliminar e como evitar

Evitando o problema

undefined
Reprodução Pinterest

Escovações regulares ajudam a remover os pelos mortos

Para evitar chegar a um estado crítico, a veterinária afirma que há cuidados diários a serem feitos pelo tutor.  Se tudo for feito corretamente,  raramente será formado bola de pelos. 

  • Escovação escovar os pelos é uma tarefa que deve ser feita regularmente, principalmente na época de queda. Essa é uma forma fácil de evitar acúmulo de pelos mortos. Passe a escova no sentido contrário para retiradas dos fios e depois no outro sentido. O procedimento deve ser feito principalmente se o animal possui a pelagem média ou longa, geralmente os mais afetados por este problema
  • Alimentação – algumas comida são feitas especialmente para gatos com esse problema. Elas contém mais fibra, ajudando na regulagem do intestino, evitando assim a formação de bolas de pelo. 
  • Água – ela é indispensável na vida de qualquer ser vivo. Deixe sempre água fresca e limpa no recipiente do felino, pois ela ajudará o sistema a limpar os pelos ingeridos. 
  • Ambiente limpo – a limpeza da casa garante que o gato não coma nada estranho pelo chão. Isso pode piorar a situação.
  • Pulgas – essas pragas fazem o felino se lamber mais. Então, o tratamento contra as pulgas acaba ajudando na redução de pelos no intestino. 
  • Ativo e saudável – brincadeiras e brinquedos interativos encorajam o animal a se divertir e gastar energia. Um gato mais ativo melhora sua saúde mental e física, consequentemente irá tornar a pele e os pelos mais saudáveis. 

Antes de tomar qualquer decisão sobre a saúde do felino, consulte um veterinário para saber a melhor forma de proceder. Só um profissional conhece o melhor método de eliminar bola de pelos do intestino do gato. 

Fonte: IG PET

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA