PET

Fofo! Câmera flagra gatos invadindo berço de bebê e usando brinquedos dele

Publicados

em


source
Gatos em berço brincando com brinquedos de bebê
Reprodução/ Facebook

Câmera flagra gatos invadindo berço de bebê e usando brinquedos dele

Emily Casey é mãe de Atti, um bebêzinho de poucos meses de idade. Ela nunca teve problemas com o bebê durante a noite, até seus gatos entrarem em cena. Acontece que, em uma bela noite, a moça acordou com barulhos da babá eletrônica indicando movimentos no berço onde seu filho não estava dormindo, e ao checar o local, ficou surpresa com o que descobriu.

Um dos seus gatos estava lá brincando com os acessórios que ficam no bercinho do bebê usados para distraí-lo. Emily ficou surpresa com o ocorrido e publicou as imagens do momento que encontrou na câmera de segurança em seu perfil no Facebook.

Porém, a história não acabou por aí. O gato, não se dando por satisfeito em invadir o berço de Atti e brincar com seus brinquedos, chamou o outro felino da famíia para se juntar a ele nessa aventura. Emily então, compartilhou o registro pego pela câmera em que os dois bichanos se divertem enquanto o resto da casa dorme.

Leia Também:  6 motivos para você não ter um hamster na sua casa


Fonte: IG PET

Propaganda

PET

Este cão ganhou um melhor amigo e conseguiu superar a ansiedade

Publicados

em


source
Arnold está deitado em um sofá e Frank está ao seu lado
Instagram/arnoldandfrank

Frank (esq.) foi adotado para ajudar Arnold (dir.) a superar a ansiedade


Arnold é um  cachorro de porte grande que vive na Austrália. Apesar do tamanho, ele teve uma infância difícil. Enquanto lidava com a separação da ninhada quando filhote, Arnold foi agredido por um pastor alemão. A situação fez com que ele carregasse um trauma e, consequentemente, sofresse de ansiedade .


A ansiedade é agravada quando ele está próximo de outros cachorros, principalmente os que são muito maiores do que ele. A saída que sua dona, Carolyn Manalis, encontrou foi adotar um cachorro menor do que ele que pudesse lhe fazer companhia.

Para muitos donos, pensar na possibilidade de colocar sob o mesmo teto dois pets de tamanhos diferentes pode causar arrepios. Mas para Carolyn, era um risco a se correr. E o resultado não poderia ser melhor.

Leia Também:  Cão ou urso? Vídeo de confusão hilária com cachorro gigante viraliza

Assim chegou Frank, que é cerca de 30 kg menos pesado que Arnold e foi adotado para passar apoio emocional e ser uma companhia para o cão.

Devido ao seu tamanho, sua presença não foi intimidadora para Arnold. Logo eles se tornaram melhores amigos e passaram a fazer tudo juntos. Tanto que Carolyn criou um Instagram para registrar o dia a dia dessa amizade.


“Frank ajudou Arnold a ganhar confiança para brincar, sem que isso signifique que ele será atacado ou que vai se machucar”, disse Carolyn para o jornal britânico Metro. De acordo com a dona, ter conquistado um amigo foi a melhor maneira de amenizar sua ansiedade.

Ao passo em que Frank ajuda Arnold com a ansiedade, Arnold ensina Frank a viver a vida domesticado. Carolyn diz que Frank acha que Arnold é seu pai. “Tudo que ele aprendeu, ele aprendeu com Arnold. Frank copia tudo que ele faz a ponto de repetir os sons que ele faz como se fosse um papagaio”, explica.

O laço forte que ambos criaram é divulgado para quase 6 mil seguidores na conta do Instagram, em que Carolyn posta fotos dos dois dormindo lado a lado e brincando juntos.


“Meu dia se torna muito melhor quando abro meu Instagram e a primeira coisa que vejo é Arnold e Frank”, diz um internauta em uma das fotos. “Que foto relaxante!”, diz outra em uma foto em que os dois estão dormindo

“Eles são muito conectados, se amam e se apoiam. O laço que esses dois cães criaram é muito bonito”, diz a dona.

Fonte: IG PET

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA