PET

Mancha da lágrima em cachorros é o entupimento de um vaso; entenda

Publicados

em


source
Mancha da lágrima
Reprodução

Mancha da lágrima

A mancha da lágrima é uma preocupação muito comum entre os tutores de cães. A alteração, que consiste no escurecimento da pele e do pelo na região que fica logo abaixo dos olhos dos pets, é causada pelo entupimento de vasos responsáveis pela drenagem do líquido lacrimal e pode ser observada principalmente nas raças de focinho achatado, como  pug , buldog,  poodle , bichon frisé, maltês e lhasa apso.

Popularmente conhecida como “lágrima ácida” – o que não condiz com a realidade já que a lágrima não é ácida e nem corrói partes do pet – as manchas se formam nos casos em que o animal tem uma produção lacrimal muito grande, superando a capacidade de drenagem daquele líquido. Não sendo bem absorvida, a lágrima começa a se fixar e provocar manchas no canto interno do olho dos cachorros, onde geralmente se percebe o escurecimento com mais intensidade. Alguns sites especializados na internet apontam que a composição da lágrima possui substâncias chamadas lactoferrina e porfirina que, em contato com o pelo dos animais e da luz do dia, acabam oxidando, resultando na descoloração da pelagem. Essas substâncias também estariam presentes na saliva e na urina dos animais e, por isso, seria comum observar uma mudança na cor do pelo nas regiões em que os animais se lambem bastante, como nas patas, e próximo à vulva ou ao pênis. De acordo com o médico veterinário Raphael Clímaco, a mancha da lágrima não é uma doença. “Os olhos dos pets produzem lágrimas o tempo inteiro, durante toda a vida deles, pela glândula lacrimal. E o canal naso-lacrimal, que liga o olho ao nariz, é responsável por drenar as lágrimas dos pets. Quando existe algum tipo de entupimento desse canal, ao invés da lágrima entrar e descer pelo canal, ela escorre pela parte externa e acaba formando essa mancha da lágrima”, explica. Essa obstrução pode ser causada por vários fatores como o excesso de pelos na região ou de remela. Alguns animais, como os de raças braquicefálicas [com focinhos achatados], têm maior predisposição ao surgimento da mancha da lágrima porque neles o canal lacrimal é mais curto e mais fino. Além disso, o veterinário disserta que pode ser uma questão individual.

Leia Também:  Guia de Raças: Cavalier King Charles Spaniel, raça digna de realeza!

“Às vezes, o animal já nasce com um canal muito estreitinho. Outras nasce até sem o canal, como já vi no consultório”, relata. De acordo com Clímaco, o tratamento para o problema deve ser feito com a desobstrução do canal naso-lacrinal, que é um procedimento ambulatorial, mas ele não irá reverter a mancha. “Não é um procedimento cirúrgico, mas o animal precisa de anestesia porque é feita com uma sonda bem fina que passa por dentro do canal. O tutor não consegue fazer isso sozinho, então é preciso levar ao veterinário. Já a mancha, não é possível limpar porque não é sujeira no pelo do animal, ele fica apenas corado, colorido, mas corrigindo o problema, aos poucos, a mancha pode clarear”, diz. Clímaco comenta que uma alimentação caseira, com restos de alimentos e temperos consumidos pelas pessoas, também pode aumentar as chances de formação da mancha da lágrima. Limpando os olhos dos cachorros Há quem acredite que, limpando adequadamente os olhos dos cachorros, é possível evitar o surgimento da mancha da lágrima. Isso é um mito. De acordo com o especialista, a limpeza dos olhos dos pets nada vai influenciar na formação do problema, já que seria necessária uma frequência de limpeza excessiva e praticamente impossível. “A limpeza dos olhos dos animais pode ser feita com um papel toalha ou algodão umedecidos em água normal. Não é necessário nada específico para essa limpeza, mas ela não evita o aparecimento da mancha da lágrima. Uma vez que o animal tem a obstrução do canal lacrimal ou quando ele tem uma alimentação errada, o líquido vai ficar o tempo inteiro naquela região. Então, a limpeza teria que ser feita minuto a minuto, o que não é viável.” Para melhorar o aspecto da mancha, existem produtos à base de antibióticos no mercado, mas o uso indiscriminado pode ser prejudicial para o animal. Esses medicamentos devem sempre ser receitados por um veterinário qualificado para o atendimento de determinado pet, nesse caso da mancha da lágrima um veterinário oftalmologista.

Leia Também:  Cachorrinha faz buraco em persiana para poder olhar pela janela
Fonte: IG PET

Propaganda

PET

Guia de Raças: Cavalier King Charles Spaniel, raça digna de realeza!

Publicados

em


source
Cavalier king charles spaniel
Pixabay

Cavalier king charles spaniel


Conhecida por seu temperamento bastante sociável e carinhoso, a raça era muito querida pela realeza, especialmente pela rainha escocesa Maria I  e posteriormente entre aristocratas ingleses. Uma variação dos cães spaniel, sua origem vem do cruzamento com cães de menor porte vindos da China, como o pug.

Seu longo nome se deve aos reis Charles I e II, que amavam esses cãezinhos, e a uma homenagem feita ao criador da raça Charles B. Stuart. O amor da realeza pelos cães dessa raça era tanto que o rei Charles II chegou a assinar um decreto que permitia a presença desses cães em lugares públicos, até mesmo no parlamento.

Na mídia, a raça também ficou popular por sua participação no seriado “Sex and the City”, sendo pet da personagem Charlotte York, interpretada pela atriz Kristin Davis.

Comportamento

Os cavalier king charles spaniel (repita 10 vezes), são dóceis e bem ativos, são perfeitas companhias para pessoas de qualquer idade. Eles também são ativos o bastante para brincar com crianças e calmos o suficiente para ficar no colo da vovó por longas horas, sendo também ótimos cães para terapias. Além disso, também são bastante sociáveis com outros animais de estimação.

Algo que vale ressaltar é que esse comportamento dócil e apegado aos tutores faz deles também animais muito carentes, portanto vão querer estar sempre ao lado dos tutores. Deixá-los para fora não será uma boa ideia, pois podem ficar deprimidos.

Você viu?

Características físicas

Cavalier king charles spaniel
Pixabay

Cavalier king charles spaniel

Com porte pequeno, pode chegar a até 33 cm, pesando entre 5 e 8 kg. Eles podem viver confortavelmente em casas grandes ou apartamentos. É recomendado atividades físicas diárias, como passeios de, ao menos, 30 minutos, para gastar a energia do pet e evitar problemas com sobrepeso. Para isso, também vale se atentar a alimentação do pet, que desse ser adequada.

São quatro variações de cores reconhecidas para a raça, sendo: preto e dourado; rubi; blenheim (manchas marrons com fundo branco) e tricolor (preto, branco e marrom).

Leia Também:  Guia de Raças: Cavalier King Charles Spaniel, raça digna de realeza!

Seus pelos são lisos e sedosos, mais longos nas regiões das orelhas e da cauda que devem ser escovados ao menos três vezes por semana, com uma escova adequada. Também será necessário aparar a região próxima aos olhos com frequência e com alguma periodicidade no resto do corpo.

Banhos serão necessários apenas uma vez ao mês, ou quando achar necessário. Esteja atento a escolher shampoos adequados para raça. Tenha também bastante cuidado na região das orelhas, pois sua pelagem pode acumular umidade e devem ser limpas ao menos uma vez por semana, com bastante cuidado, para evitar possíveis infecções. O recomendável é sempre buscar orientação com um médico veterinário de confiança.

Saúde

Cavalier king charles spaniel
Pixabay

Cavalier king charles spaniel

O cavalier spaniel pode sofrer com problemas de displasia do quadril, algo que pode aparecer em vários cães da raça. Ao longo de sua vida pode sofrer com sopro no coração, apresentando cansaço, tosse e língua roxa. Por isso é indicado o uso de arnês em vez de coleiras.

Infelizmente a raça está propensa a diversas doenças hereditárias, como problemas na coluna. Destaque para a siringomielia, uma condição bastante grave e dolorosa para o pet e estima-se que 33% dos cavaliers sofram desse mal. Por isso, é altamente necessário que se tenha um acompanhamento veterinário para esses cãezinhos desde filhotes.

Fonte: IG PET

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA