PET

Peludos e fofinhos: conheça algumas curiosidades sobre os furões

Publicados

em


source

Os ferrets, popularmente conhecidos como furões, são mamíferos domesticados em vários países. São animais muito curiosos e cheios de energia. No Brasil todo furão doméstico é um pet importado, pois para serem vendidos no país, cada um deles precisa vir de um criador autorizado nos Estados Unidos. Caso você tenha interesse em ter um bichinho como este em casa, seguem aqui algumas dicas e curiosidades da bióloga Maria Gabriela Delphino.


furão
Pixabay/Reprodução

Para quem quer ter esse simpático animal em casa, saiba mais sobre suas personalidade e necessidades


Eles não são roedores

Ao contrário do que muitos pensam, eles pertencem a familia dos Mustelídeos, mamíferos de alimentação carnívora.

Eles possuem alto custo de manutenção

Por se alimentarem de rações específicas e necessitarem de vacinas e cuidados veterinários especiais. Portanto, se você quer ter um veja antes de tem condições que arcar com esses gastos.

Leia Também:  Homem que dorme com duas cobras todas as noites busca um novo amor

Eles precisam de bastante interação

Pelo menos uma hora por dia é extremamente importante retirá-lo da gaiola e interagir, com carinhos e brincadeiras. Caso contrário ele poderá ficar triste e pouco sociável.

furão
Pixabay/Reprodução

São animais muito carentes e brincalhões


Precisam de passeios

Como estes animais são cheios de energia, é necessário que utilizem coleiras específicas e saiam para passear sempre. 

Eles têm predisposição a doenças genéticas

Por conta de apresentarem reproduções através de seleção artificial, possuem maiores chances de desenvolverem doenças hereditárias, como o câncer. Por isso, são necessárias consultas regulares com veterinários de animais silvestres.

Devem ser retirados da gaiola apenas com supervisão

Os furões são bichinhos muito curiosos, então recomenda-se só retira-los da gaiola com supervisão. Caso contrário eles podem acabar entrando em lugares perigosos.

Eles requerem ambiente sempre higienizado

Como qualquer animal, eles podem ficar fedidos. Para evitar o mal cheiro, mantenha sempre seu local limpo e higienizado. Os banhos devem ser dados apenas uma vez por mês, para não afetar a camada protetora da pele. A castração também é uma ótima alternativa, já que o odor deles também é liberado para atração sexual.

Leia Também:  Pug morre aos 7 anos e ganha um velório com direito a caixão e coroa de flores

Eles são carnívoros

Na natureza esses pequenos animais alimentam-se de pequenos vertebrados e invertebrados, além de ovos e frutos. Porém, os animais domésticos devem ser alimentados apenas com ração apropriada.

Eles adoram água

Os furões costumam lavar seu focinho e orelhas com frequência e se divertem bastante com potes cheios de água. Portanto, dar o banho mensal não será problema.

Fonte: IG PET

Propaganda

PET

Dia das mães: histórias para lembrar que o amor não tem espécie

Publicados

em


source
Pusha adotou quatro esquilinhos abandonados
Reprodução

Pusha adotou quatro esquilinhos abandonados

Não há amor como o amor de mãe, não importa a espécie, elas simplesmente amam os seus filhos – ou filhotes – independente de qualquer situação, mesmo quando não são de seu próprio sangue. Para mostrar um pouco disso, separamos uma lista com mães que, pelo simples ato de acolher, adotaram filhotes e os amaram como se fossem seus.

Histórias como essas não são raras, mas sempre dão um acalento ao coração quando as vemos.

Cadela que perdeu filhotes adota gatinho órfão

A cadela Amira adotou o gatinho Junior após passar pela tristeza de dar a luz a filhotes natimortos
Reprodução Facebook

A cadela Amira adotou o gatinho Junior após passar pela tristeza de dar a luz a filhotes natimortos

A cadela Amira , que foi acolhida em um abrigo de resgate de animais na Síria, perdeu todos os seus filhotes ainda no parto. Com muito amor de mãe para dar, ela reconfortou suas tristezas ao encontrar o gatinho órfão chamado Junior. Os dois, que haviam perdido sua família, se uniram e formaram uma nova.

Cachorra em luto adota gatinhos órfãos

Mais um caso fofo e triste, aconteceu nos Estados Unidos. Uma cadela foi encontrada grávida em um posto de gasolina e levada para um abrigo de animais. Infelizmente ela perdeu todos os filhotes no parto. A dona do abrigo relatou em suas redes que a cadela ficava a procura de seus filhotes, o que foi bem triste de se observar. A dor da cadelinha se amenizou apenas quando encontraram três gatinhos órfãos, que foram acolhidos pela nova mamãe, que os amamentou como se fossem seus.

Você viu?

Gata adota quatro filhotes de esquilos abandonados

A relação de amor entre Pusha e os filhotes de esquilo viralizou em vídeo na internet
Reprodução

A relação de amor entre Pusha e os filhotes de esquilo viralizou em vídeo na internet

Pusha, uma gatinha que havia acabado de dar à luz acolheu quatro esquilos que foram abandonados em um parque . A cuidadora do local encontrou os filhotinhos e os levou até sua gata, que os acolheu e os amamentou como se fossem seus. De início os pequenos sentiram medo da felina, mas logo passaram a confiar na nova mamãe.

Gata emocionou ao acolher filhote de gambá

Gata amamentando gambá filhote
Reprodução/Facebook

Gata amamentando gambá filhote

Um filhotinho de gambá havia perdido sua mãe, mas encontrou o amor materno com Luna, uma gatinha que o acolheu junto aos seus filhotes, como se o gambazinho fosse um deles.

Cadela adota cabra bebê

A cadela está cuidando muito bem da cabra bebê
Reprodução

A cadela está cuidando muito bem da cabra bebê

A cadela Blizzie  adotou uma cabrinha que havia acabado de nascer, em uma ninhada na qual três irmãos nasceram mortos e ela, única sobrevivente, acabou sendo rejeitada. A cadela, que também havia acabado de dar à luz, adotou a cabra bebê como um de seus filhotes.

Galinha cuida de gatinhos 


Uma galinha aninhou três filhotinhos de gato. O dono da galinha ouviu os miados vindo do galinheiro e correu para olhar, temendo que suas aves estivessem em perigo, foi então que ele se deparou com a cena tão adorável. A mãe felina também cuida dos bebês, mas amor de mãe nunca é demais!

Cadela corgi adota labradores órfãos

Filhotes de corgi e de labrador foram criados junto como uma mesma ninhada
Reprodução

Filhotes de corgi e de labrador foram criados junto como uma mesma ninhada

Uma cadela da raça labrador foi resgatada de um criadouro enquanto estava grávida, contudo a mamãe acabou falecendo, deixando seus filhotes sozinhos. Foi então que a cadelinha da raça corgi, chamada Jen,  acolheu os bebês como seus próprios filhos.

Coruja acolhe ovo de pato

Foto tirada de coruja e pato juntos tirada por Laurie Wolf
Facebook/ Laurie Wolf

Foto tirada de coruja e pato juntos tirada por Laurie Wolf

Uma pata estava transferindo seus ovos para um novo local, e um deles acabou indo parar na casa de uma coruja . A ave então acolheu o ovo da pata e cuidou dele até que o patinho nascesse. Contudo, a mamãe pata não o abandonou e, após o nascimento do bebê, a ave foi ao encontro de seus pais biológicos. Um patinho de sorte que, além de ter seus pais, ainda arrumou uma “mãe coruja” para chamar de sua.

Fonte: IG PET

Leia Também:  Pug morre aos 7 anos e ganha um velório com direito a caixão e coroa de flores
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA