Polícia Federal

PF prende três pessoas pelo crime de moeda falsa no Ceará

Publicado

Fortaleza/CE – A Polícia Federal prendeu em flagrante, em duas ações distintas, na sexta-feira (6/12), três pessoas pelo crime de moeda falsa.

O primeiro flagrante ocorreu quando um homem, de 21 anos, e uma mulher, de 22 anos, irmãos, receberam encomendas postais na ECT de Trairi contendo cédulas falsas. No volume destinado à mulher, havia R$ 3.380, de R$ 20, e, ao homem, R$ 500, em cédulas de R$ 20 e R$ 100.

Na segunda ação policial, um homem, de 40 anos, também foi preso em flagrante ao pegar um pacote postal na ECT de Pedra Branca. No pacote havia 50 cédulas de R$ 100, totalizando R$ 5 mil.

Os presos foram autuados pelo crime de moeda falsa, com penas de reclusão de 3 a 12 anos e encaminhados à sede da Superintendência Regional no Ceará, onde permanecerão a disposição da Justiça Federal do Ceará.

Essas ações são resultados dos trabalhos desenvolvidos pela área de inteligência da PF no combate ao crime de moeda falsa. Na última segunda-feira (2/12), uma pessoa foi presa na capital cearense com cédulas falsas, no total de R$ 2 mil.

Leia mais:  PF desarticula esquema de extração ilegal de aroeira em reserva indígena no Mato Grosso

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará
Contato: (85) 9.8970-0624

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF cumpre mandados de busca e apreensão em SP e prende uma pessoa por contrabando de cigarros

Publicado

Jales/SP – A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (17/1), mandados de busca e apreensão para apurar o crime de contrabando de cigarros provenientes do Paraguai, Jales/SP.A PF recebeu informações que relatavam que um morador da cidade de Santa Fé do Sul/SP vendia em seu estabelecimento comercial grande quantidade de cigarros de procedência paraguaia.

Foi aberta uma investigação para apurar a veracidade destas informações e, depois de diversas diligências, a autoridade policial representou pela expedição de três mandados de busca e apreensão, um para o estabelecimento comercial e dois para endereços residenciais vinculados ao investigado, os quais foram expedidos pela Justiça Federal em Jales/SP.

 Ao darem cumprimento ao mandado no estabelecimento comercial, os policiais federais localizaram 56 maços do cigarro de procedência paraguaia, além de material para apostas do jogo do bicho.  Diligenciando na residência do investigado foram localizados mais 47) caixas de cigarro, 26 pacotes de cigarro de outra marca, também de procedência paraguaia, e mais material para a comercialização de apostas de jogo do bicho. Diante disso, o proprietário foi preso em flagrante pelo crime de contrabando.

Leia mais:  Polícia Federal deflagra 70ª fase da Operação Lava Jato

Todo o material foi apreendido e posteriormente os cigarros serão encaminhados para a Receita Federal. O preso foi indicado pelo crime de contrabando, cuja pena pode chegar a cinco anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Jales/SP

Contato: (17) 3122 – 6090

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

Jampa Verde 2 combate extração ilegal de minérios em município paraibano

Publicado

João Pessoa/PB – A Polícia Federal deflagrou hoje (17/1), em conjunto com a SUDEMA e o Ministério do Trabalho, a Operação Jampa Verde 2, com objetivo de combater extração de recursos minerais, sem a competente autorização da ANM e da SUDEMA, bem como condições degradantes de trabalho.

A Operação conjunta contou com a participação 20 servidores, entre policiais federais e funcionários públicos dos demais Órgãos.

ENTENDA O CASO

A investigação apura a exploração ilegal de recursos minerais em pedreira situada no bairro Mandacaru, mais precisamente em área sem autorização ambiental. Relembra-se que, na data de 31/7/2019, a Polícia Federal, em parceria com a SUDEMA, o Batalhão Ambiental e a Agência Nacional, deflagrou a Operação JAMPA VERDE 1, a qual teve também teve como escopo a repressão de extração de recursos minerais, sem a competente autorização, nos municípios de Santa Rita/PB e Conde/PB.

CRIMES INVESTIGADOS

Os investigados serão indiciados nos crimes do art. 55 da Lei 9.605/1998, combinado com o art. 2 da Lei 8.176/1991, cujas penas somadas poderão ultrapassar 5 anos de prisão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Paraíba

Leia mais:  PF combate atividade ilegal de garimpo em Rondônia

Telefone: (83) 3269-9422

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana