Momento Tecnologia

PlayStation 5 deve chegar ao mercado em novembro do ano que vem

Publicado

source

Olhar Digital

PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital

PlayStation 5 deve chegar em novembro do ano que vem


Um dos consoles mais aguardados pelo mercado, o PlayStation 5 teve sua data de lançamento e preço vazados na internet. Um relatório sugere que o videogame pode ser “apresentado oficialmente” em 20 de novembro de 2020 na América do Norte. Além disso, foi revelado também que o preço sugerido será de US$ 499, pouco mais de R$ 2 mil em conversão direta.

As informações foram compartilhadas pelo PSErebus no Twitter . A mensagem dizia que “a Sony Interactive Entertainment lançará o PlayStation 5 em vários países na temporada de férias de 2020 e disponibilizará o PS5 na América do Norte em 20 de novembro de 2020 a um preço sugerido de US$ 499″.

Leia também: Vídeo revela design completamente novo do PlayStation 5; assista

Embora os jogadores precisem esperar um ano para ter o console em mãos, é provável que a Sony compartilhe mais informações durante uma conferência em junho.

Durante os últimos meses, diversos rumores sobre o console passaram a circular na internet, principalmente depois que a Sony confirmou o nome oficial como PlayStation 5 e que deverá lançá-lo em 2020. Junto com essas informações foram divulgados o novo sistema “Haptic Feedback”, que substitui o atual modelo de vibração, e o “Adaptive Triggers”, que permite aos programadores controlar a resistência dos gatilhos L2 e R2.

Leia mais:  O dia em que Jennifer Lopez transformou o Google: conheça a história

Nos últimos dias, uma patente da Sony registrou um cartucho, que pode servir para expandir a capacidade de armazenamento do console. Outro rumor, dado pelo jornalista japonês Zenji Nishikawa, diz que a desenvolvedora planeja lançar uma versão Pro juntamente com a versão principal, custando cerca de R$ 600 mais caro.

Leia também: PlayStation 5 pode ser mais barato do que você esperava

O controle do videogame também deve passar por mudanças. Novas patentes apontam que os botões de gatilho serão maiores, os analógicos um pouco menores, terão porta USB , nenhuma barra de luz, e uma tela sensível ao toque.

Porém, tirando as informações que foram divulgadas oficialmente, todas as demais devem ser tratadas como rumores até que a Sony se pronuncie.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Tecnologia

Novo Mac Pro pode custar quase meio milhão de reais no Brasil

Publicado

source

Olhar Digital

Mac Pro arrow-options
Divulgação

O novo Mac Pro pode ultrapassar os R$420 mil reais


O novo Mac Pro , “carinhosamente” apelidado de “ralador de queijo”, entrou na última terça-feira (10) à venda nos EUA , onde custa desde US$ 5.999 e pode chegar a mais de US$ 50 mil, configurado com todos os opcionais e upgrades disponíveis.

A máquina ainda não está à venda no Brasil , mas o site Tecnoblog descobriu os preços locais acessando links ocultos no site. E eles são, digamos… estratosféricos. Sim, sabemos que o Mac Pro é uma máquina profissional, e não doméstica, e que quem vai “pagar a conta” provavelmente é uma empresa cuja produtividade e lucros depende da máquina. Mas ainda assim, é difícil não ficar impressionado.

Leia também: Será que o novo Mac Pro seria um bom ralador de queijos? Youtuber faz o teste

O modelo mais “barato” tem processador Intel Xeon W com 8 núcleos a 3,5 GHz, 32 GB de RAM, placa de vídeo AMD Radeon Pro 580X com 8 GB de memória GDDR5, SSD de 256 GB e base com pé fixo. O total? R$ 55.999,00.

Leia mais:  Youtubers famosos têm suas contas roubadas; veja com se proteger

Já o modelo mais caro, com todos os upgrades possíveis, tem um processador Intel Xeon W de 28 núcleos a 2,5 GHz, 1,5 TB (sim, Terabytes ) de RAM, duas GPUs Radeon Pro Vega II Duo com 64 GB (2x 32 GB) de memória HBM2 cada, SSD de 4 TB e gabinete com rodinhas, sai por “apenas” R$ 428.799,00.

Felizmente, a compra pode ser parcelada em até 12x sem juros, e quem tem mais dinheiro disponível poderá aproveitar um desconto de 10% no pagamento à vista. O valor do frete não foi informado, mas com esse valor dá para fazer frete grátis, né Apple ?

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Tecnologia

Aplicativo de traição mostra que usuários são fiéis… aos seus empregos

Publicado

source
aplicativo Ashley Madison arrow-options
Reprodução

Ashley Madison é uma rede social de relacionamentos para pessoas comprometidas


Uma pesquisa realizada com membros do aplicativo Ashley Madison revelou que quem gosta de trair o parceiro pode ter uma postura bastante diferente quando o assunto é carreira. 74% dos usuários da rede social de namoro voltada para pessoas comprometidas passaram mais de 10 anos no mesmo emprego. 

Esse comprometimento com a vida profissional não se reflete na vida conjugal. Pesquisas anteriores da plataforma mostraram que a maioria dos membros de Ashley Madison levam apenas alguns meses para iniciar um caso extraconjugal. E, ao contrário do casamento, a carreira dos usuários do site vai muito bem, obrigado: 91% deles afirmaram gostar dos seus trabalhos atuais. 

Leia também: Fala de políticos com o crush? Tinder revela nomes mais citados no app nos EUA

Sobre a fidelidade às carreiras por parte dos infiéis nos relacionamentos, Isabella Mise, diretora de comunicações da Ashley Madison, brinca: “realmente, quando seu cônjuge diz que vai ficar até tarde no escritório hoje à noite e você acha que ele está em um caso, ele pode estar apenas dizendo a verdade”.

Leia mais:  Conheça a nova geração do OnStar, que agora intervém no carro em caso de roubo

Tinder dos casados

Mais um dado paradoxal é que 55% dos membros da rede social nunca deixaram seus empregos para um concorrente. Concorrência é o que não falta, porém, no Ashley Madison. Hoje, a rede social já tem mais de 54 milhões de membros em todo o mundo, todos atrás de encontros extraconjugais. 

Leia também: Tinder do emprego: conheça a plataforma que vai dar seu match com a sonhada vaga

Lançada em 2001 nos Estados Unidos, a rede social faz sucesso também no Brasil. Em 2018, os brasileiros já eram o segundo maior público da plataforma, perdendo apenas para os norte-americanos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana