Momento Tecnologia

PlayStation 5 será 100 vezes mais rápido que PS4, afirma Sony

Publicado


source
PlayStation
Reprodução

Controle DualSense do PlayStation 5


Em um documento, a Sony detalhou mais especificações do PlayStation 5 , e afirmou que o console será 100 vezes mais rápido que o atual PlayStation 4. O documento foi repassado para investidores e divulgado pelo site LadBible.

A rapidez do PS5 se deve, principalmente, à presença de um SSD de alta velocidade, utilizado para armazenamento. De acordo com o documento, a peça é customizada e utiliza o padrão NVMe. Com compressão, o PlayStation conseguirá ler até 9 GB de dados por segundo. 

Leia também: Motor gráfico do Playstation 5 impressiona com imagens realistas; assista

Como explica o relatório, o processamento rápido permite que os jogos não demorem para carregar, e os gamers não vão precisar esperar a famosa tela de “loading”. “O tempo de carregamento dos jogos deve ser muito menor, e os jogadores poderão explorar jogos de mundo aberto em quase um instante”, afirma a Sony.

Além de carregar rápido, os games também serão mostrados com mais pixels na tela, garantindo uma experiência de maior imersão. No documento, a Sony voltou a confirmar que o PlayStation 5 será lançado ainda este ano.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Tecnologia

Xiaomi apresenta Mi TV Stick, que transforma qualquer televisão em smart

Publicado


source

Olhar Digital

Xiaomi
Reprodução/Xiaomi

Gerente de relações públicas e de comunicação da Xiaomi na Alemanha, Christian Klaus, apresenta o Mi TV Stick


Representantes da Xiaomi na Alemanha apresentaram, nesta terça-feira (26), imagens do Mi TV Stick durante evento online de lançamento da linha dos celulares Redmi Note 9 no país. Esta é a primeira vez que a companhia chinesa divulga o “dongle” em plataformas oficiais.

O aparelho possibilita utilizar recursos de Smart TVs em televisores comuns. O dispositivo deve estabelecer concorrência direta com outros exemplares no mercado, como o Google ChromeCast  e o Amazon Fire TV Stick .

A conferência da Xiaomi, em si, não revelou muitos detalhes sobre o Mi TV Stick, além de elementos do controle do aparelho. O material confirma que o controle deve contar com botões dedicados para iniciar o  Netflix  e o  Amazon Prime Video , assim como os botões convencionais de “home”, “voltar”, “opções” e “volume”.

Leia também: Xiaomi descobre fábrica que falsificava seus fones de ouvido

Por outro lado, o botão para assistente virtual do Google ( Google Assistente ) sugere o suporte ao sistema operacional Android , que já vinha sendo especulado em vazamentos anteriores.

Há pouco menos de duas semanas, a loja virtual Gearbest adicionou o Mi TV Stick ao seu catálogo de produtos. Embora as especificações não tenham sido confirmadas pela Xiaomi, o anúncio afirma que o ”dongle” vai rodar um sistema Android 9

Segundo a plataforma, o dispositivo também oferece conector HDMI 2.0 e recursos de som Dolby Stereo e DTS-HD. Além disso, o aparelho apresenta um processador S905 Y2 com GPU Mali G31, 2GB de memória RAM (DDR4) e 8GB de capacidade. O site internacional da Gearbest chegou a anunciar o Mi TV Stick com o preço de US$ 80 (R$ 430 em conversão direta), no site brasileiro da loja o valor correspondia a R$ 503, mas aparentemente o preço foi ocultado do catálogo.

Na conferência, o gerente sênior de relações públicas e comunicações da Xiaomi  na Alemanha, Christian Klaus, disse ainda que a empresa deve compartilhar mais informações sobre o Mi TV Stick posteriormente. Ele também citou o lançamento de novos wearables e uma scooter.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Tecnologia

Pokémon Go criará mapa 3D do mundo real com a ajuda de jogadores; veja como

Publicado


source

Olhar Digital

Pokémon Go
Jay Janner/AP

Jogadores do Pokémon Go poderão ajudar na criação dos mapas


A Niantic, desenvolvedora de jogos de realidade aumentada como Pokémon Go , Ingress e Harry Potter: Wizards Unite, anunciou que irá usar tecnologias de realidade aumentada e dados coletados pelos jogadores de Pokémon Go para criar “ricos mapas tridimensionais” de locais reais designados dentro do jogo como PokéStops ou Ginásios.

O recurso, chamado pela empresa de “PokéStop Scanning” estará disponível a partir de junho para os treinadores de nível 40 ou superior, antes de chegar aos outros jogadores gradualmente, dependendo de seu nível no jogo .

Os jogadores irão gravar curtos vídeos das PokéStops , e a partir das imagens a Niantic será capaz de extrapolar um mapa tridimensional do local. Além do vídeo, serão coletados dados como data e hora, localização, modelo do smartphone , dados da câmera e como o aparelho se moveu durante a captura (dados de acelerômetro).

Leia também: Nintendo poderá monitorar saúde do jogador e usar resultados em pontuação

A Niantic afirma que quaisquer metadados que possam identificar os jogadores serão prontamente descartados, e itens como rostos e placas de carros serão “borrados” automaticamente.

“Um mapa tridimensional e legível por máquina de um local dá aos dispositivos (como telefones celulares atuais e futuros headsets) uma melhor compreensão da profundidade e complexidade do mundo real”, diz um post da Niantic sobre o anúncio.

Um recurso similar chamado Portal Scanning foi adicionado ao Ingress, outro jogo da Niantic, em fevereiro deste ano. Os portais em Ingress são equivalentes às PokéStops em Pokémon Go .

Os dados serão usados em um novo recurso do jogo chamado de “Reality Blending”, que permitirá que os Pokémons interajam de forma mais realista com o ambiente, se escondendo atrás de uma árvore ou subindo em um banco de parque, por exemplo.

Leia também: Razer lança fone de ouvido inspirado em Pokémon; confira

Os primeiros a receber o recurso, também em junho, serão os jogadores com aparelhos como o Samsung Galaxy S9, Samsung Galaxy S10, Google Pixel 3 e Google Pixel 4, também gradualmente e de acordo com seu nível de jogo.

“Usando imagens em 2D de pontos de interesse para criar um mapa 3D dinâmico do mundo podemos desencadear a evolução do mapeamento, de usos tradicionalmente orientados ao trânsito (ruas e calçadas) para informações de localização mais significativas e valiosas, baseadas nos interesses das pessoas. Quando os membros da comunidade escolhem os pontos de interesse que são importantes para eles, podemos usar essas informações para criar um novo mapa digital do mundo”, afirma a empresa.

Os novos recursos parecem ser fruto da aquisição da 6D.ai pela Niantic , dois meses atrás. A startup afirmava estar desenvolvendo tecnologia para criar, via crowdsourcing, um mapa 3D do mundo real.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana