Momento Destaque

Podemos filia Jorge Yanai e lança sua pré-candidatura a prefeito de Sinop

Publicado

Com o objetivo de fortalecer o Podemos em Mato Grosso, o deputado federal José Medeiros, presidente regional do partido, amplia o quadro de lideranças com foco nas eleições municipais do próximo ano. Depois de lançar a pré-candidatura de Niuan Ribeiro a prefeito de Cuiabá, Medeiros filia o primeiro suplente de senador, Jorge Yanai, no Podemos e articula sua pré-candidatura a prefeito de Sinop.  O ato de filiação e lançamento da pré-candidatura de Yanai acontece nesta sexta-feira (8), às 19h, em Sinop.

“O Podemos vem crescendo com muita qualidade em Mato Grosso e no país. A filiação da senadora Selma Arruda, do vice-prefeito Niuan Ribeiro e agora do senador Jorge Yanai demonstra o fortalecimento do nosso partido em várias cidades do estado. Com apoio do Podemos de Sinop, vamos construir um amplo arco de aliança para disputar a prefeitura. Além de ser suplente do senador Wellington Fagundes, Yanai é médico e têm serviços prestados em Sinop e no estado todo. É uma liderança forte que agrega vários setores da sociedade. Eu e senadora Selma trabalhamos juntos para trazê-lo para o nosso partido”, frisa José Medeiros.

Além de Cuiabá e Sinop, o Podemos pretende lançar candidato a prefeito em Várzea Grande, Tangará da Serra, Nova Mutum, Sorriso, Lucas do Rio Verde,Colniza, Nova Xavantina, Brasnorte, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Santo Antônio do Leverger, Luciara, Rondonópolis, Vila Rica, Pedra Preta, Juína, Acorizal, entre outras. Além de focar nas eleições de 2020, os dirigentes da sigla estão  estruturando a representatividade de vários segmentos da sociedade dentro do Podemos. O Podemos Mulher e Jovem já estão organizados e atuando em vários municípios.

Medeiros destaca também a força nacional da legenda, que atualmente é segunda maior bancada no Senado Federal. “Estamos caminhando para ser a maior bancada do Senado e temos uma bancada representativa na Câmara Federal que atua incansavelmente em defesa dos interesses da população brasileira. O crescimento do Podemos em Mato Grosso tem o respaldo das nossas lideranças nacionais, que já manifestaram apoio a pré-candidatura de Niuan Ribeiro e Jorge Yanai”.

Além de articular as pré-candidaturas do Podemos, Medeiros vem conversando com vários partidos no sentindo de apresentar uma alternativa política em várias cidades sendo cabeça de chapa ou disputando com candidato a vice-prefeito. Em recente encontro do partido em Cuiabá, as lideranças do Podemos lançaram a pré-candidatura de Niuan e sinalizaram a intenção de criar uma frente suprapartidária para discutir um projeto alternativo para a Capital do Estado.

“Nossa prioridade em propor uma frente de partidos em alguns municípios é para discutir políticas públicas que possam de fato contribuir para o desenvolvimento social e econômico da população. Em Rondonópolis, por exemplo, já reunimos um grupo de partidos com o este propósito. Vamos sim discutir uma candidatura a prefeito do grupo, mas antes soluções para os principais problemas da cidade”, ressalta o dirigente partidário.

O primeiro encontro das lideranças políticas de Rondonópolis ocorreu no último dia 23 de outubro. Representantes do Podemos, PSDB, PSB, PSL, PSD, PROS, PRB e MDB participaram da reunião.

Novos quadros

José Medeiros também convidou os deputados estaduais Ulysses Moraes (DC), Delegado Claudinei (PSL) e Silvio Favero (PSL) para filiarem ao Podemos. A convite da senadora Selma Arruda, o vereador Kero Kero já anunciou que vai aderir ao Podemos em marco de 2020.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Mulher do Presidente da OAB MT disse em depoimento à Polícia que sempre sofreu agressões físicas e psicológicas do marido

Publicado

A advogada Luciana Póvoas, mulher do presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, acusado por ela de violência doméstica na madrugada desta quinta (28), afirmou que sempre sofreu agressões físicas e psicológicas, razão pela qual ambos estavam divorciados.

No entanto, ela disse aos policiais que dependia financeiramente do suspeito e moravam na mesma casa.

Luciana ainda declarou que precisava usar vestidos e roupas longas para esconder as marcas das agressões. Ela contou que, assim que ele chegou em casa, perguntou o motivo de ter demorado e ele revidou com um “empurrão”.

Após ser agredida, a advogada disse que se sentiu “cansada” dos episódios de violência e deu um tapa nas costas de Leonardo. Com isso, o presidente da OAB-MT, segundo Luciana, pegou o celular e começou a filmar a situação, dizendo que a mulher era “louca, descompensada e desequilibrada”.

As afirmação consta no termo de declarações prestado por Luciana à delegada Jannira Laranjeira(foto), na madrugada desta quinta (28).

Além disso, ela citou a vontade de manter o padrão de vida do filho do casal, um adolescente de 17 anos de idade. “Apesar de ser sócia do suspeito no escritório de advocacia, não possui acesso à entrada e saída dos valores percebidos na sociedade”, diz trecho do depoimento.

Ela ainda afirmou ter a impressão de que por muito tempo foi “escrava, submissa e dependente” do marido. Luciana também disse que acredita que a separação não cessará apenas com as agressões físicas. À delegada, ela contou que, assim que Leornado chegou em casa aparentando embriaguez, ela pediu que ele se retirasse, já que ele possui uma arma de fogo.

 

Otavio Ventureli(com rdnews.)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Publicado no DOU a sansão do Projeto que liberou ajuda emergencial para os Estados e municipios do País no valor de 125 bilhões

Publicado

Já está publicado no Diário Oficial da União, a sanção do projeto de lei liberando ajuda emergencial para estados e municípios, como forma de compensar as perdas no ICMS e no ISS e também para auxiliar no combate a pandemia do novo coronavírus.

Dos R$ 125 bilhões a serem distribuídos pela União entre recursos diretos e suspensão de dívidas, Mato Grosso receberá R$ 2,4 bilhões, dos quais, R$ 960 milhões serão entregues aos municípios.

O Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus prevê para que o Governo de Mato Grosso deve utilizar R$ 1,3 bilhão de forma livre e R$ 93 milhões em ações de saúde e assistência social.

Já a parte dos municípios ficará dividida da seguinte forma: R$ 912 milhões para livre aplicação e R$ 50 milhões em saúde pública, incluindo pagamento de profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) e no Sistema Único de Assistência Social (Suas).

“Foi uma grande vitória do nosso movimento municipalista”, disse o senador Wellington Fagundes (PL-MT), vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Municípios Brasileiros. De acordo com a lei, os valores serão disponibilizados em quatro parcelas e espera-se que, até 10 de junho, seja liberada a primeira.

Também ficou definido na publicação do DOU que produtos e serviços adquiridos com o dinheiro do Programa de Enfrentamento ao Coronavírus devem ser contratados preferencialmente junto a microempresas e empresas de pequeno porte.

Para ele, além de evitar a quebradeira de empresas, a medida é uma forma de garantir os empregos”, que tem sido a maior preocupação da população.

Outras conquistas do movimento municipalista, na sanção presidencial, são: extensão do decreto de calamidade pública federal a todos os Entes da Federação; securitização de contratos de dívida; e dispensa dos limites e condições do Sistema Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc) enquanto durar a pandemia.

Acerca do último ponto, os gestores municipais comemoram que terão garantido o recebimento de transferências voluntárias e o acesso a operações de crédito ainda que o Município esteja inscrito em cadastro de inadimplência ou não atenda a algum critério da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

Otavio Ventureli(de Brasília)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana