Polícia Civil MT

Polícia Civil cumpre prisões contra autores de tráfico, roubos e organização criminosa em Sorriso

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Sorriso (442 km ao Norte da Capital) deflagrou na manhã desta sexta-feira (08.11), a Operação Parentela, com objetivo de dar cumprimento a 12 mandados de prisões relacionados a crimes de tráfico de drogas roubos, receptação e organização criminosa.

Segundo o delegado André Eduardo Ribeiro, grande parte dos alvos são pessoas que já estão detidas, porém, que continuavam a cometer crimes, enviando ordens de dentro da unidade prisional para comparsas do lado de fora.

No total, foram doze mandados de prisão expedidos pela Justiça com base nas investigações da Polícia Civil de Sorriso, sendo cumpridos 9 das ordens judiciais até o momento, sendo 8 delas dentro de presídios. Três dos suspeitos continuam foragidos e são procurados pela Polícia. 

Em muitos casos identificados nas investigações, os detentos, mesmo estando presos, mantinham contato com o mundo externo, dando ordens para cometimento de crime de roubo e tráfico de drogas. “Uma das situações que chama atenção é de um presidiário que instrui a mãe e os irmãos a atuarem com o comércio de entorpecentes”, disse o delegado.

Leia mais:  Diretoria do interior realiza correição em 13 Delegacias Regionais do estado

Outro caso identificado é o de uma detenta, que cobra valores que são repassados a uma facção criminosa e que também atua em julgamentos realizados por membros da organização criminosa. Nas investigações, foi identificado que a suspeita é uma das chefes da facção e faz com que todos os membros do grupo se reportem a ela.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Civil MT

Autor de estupro de vulnerável em Sinop é preso pela Polícia Civil em Marcelândia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O autor de um crime de estupro de vulnerável teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (18.11), em ação integrada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso (DEDMCAI) de Sinop (499 km ao Norte de Cuiabá) com apoio da Delegacia de Marcelândia (710 km ao Norte de Cuiabá).

O suspeito, F.M.Z., de 39 anos, teve o mandado de prisão expedido pela 2ª vara criminal de Sinop com base em investigações realizadas pela DEDMCAI que constataram o crime de estupro de vulnerável. Desde de que teve a ordem de prisão decretada, o acusado estava foragido.

Com informações de que o suspeito estava viajando em uma van em direção a cidade de Marcelândia, os policiais da DEDMCAI acionaram a equipe da Delegacia do município, comunicando sobre a ordem de prisão em aberto contra o investigado.

Os investigadores então pegaram a Rodovia e nas proximidades do Distrito de Atlântica conseguiram identificar e realizar a abordagem da van, em que o suspeito viajava. O procurado foi localizado no interior do veículo, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão.

Leia mais:  Diretoria do interior realiza correição em 13 Delegacias Regionais do estado

Após ter a ordem judicial cumprida, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Marcelândia para as providências de praxe.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Civil MT

Inquérito da morte de engenheira é concluído e suspeito indiciado por homicídio qualificado

Publicado

Raquel Teixeira/PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, por meio do trabalho investigativo da Delegacia Municipal de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), concluiu o inquérito da morte da engenheira agrônoma Júlia Barbosa de Souza, 28 anos, e indiciou Jackson Furlan, 29 anos, por homicídio qualificado, com emprego de meio que dificultou defesa da vítima e por motivo fútil. O delegado responsável, André Eduardo Ribeiro, encaminhou nesta terça-feira (19.11) o inquérito à Promotoria Criminal de Sorriso.

Júlia Barbosa morreu na madrugada do dia 09 de novembro, em um hospital da cidade, após ser atingida por um disparo de arma de fogo efetuado pelo indiciado contra o carro em que estavam a vítima e seu namorado.

Jackson teve a prisão preventiva cumprida no dia 10 de novembro quando se entregou na delegacia municipal acompanhado de advogados. Ele permanece recluso no Centro de Ressocialização de Sorriso, depois de passar por audiência de custódia na Justiça, que manteve a prisão preventiva.

De acordo com o delegado André Ribeiro, cinco testemunhas foram ouvidas durante as investigações para apurar o homicídio. “Foram juntados diversos vídeos de câmeras de monitoramento das vias públicas por onde passaram os veículos da vítima e do indiciado, além do laudo de local de crime e das oitivas, que foram remetidos ao Ministério Público Estadual”.

Leia mais:  Adolescente de 14 anos é flagrado vendendo entorpecentes no bairro Pedregal

O crime

Em diligências realizadas pela equipe da Delegacia Municipal foram coletadas informações de imagens de câmeras de seguranças que comprovaram o crime. De acordo com a apuração, a vítima e o namorado estavam na casa de amigos e após o jantar, a pedido de Júlia, o casal foi até a conveniência de um posto de combustível, situado na Avenida Natalino Brescancin, região central de Sorriso, onde o namorado  comprou chocolate. Após a compra, o casal seguiu na camionete Hillux  para dar um último passeio, antes de retornar para casa.

No percurso, um veículo Gol preto passou a andar devagar pela via, fazendo com que o veículo em que estava o casal também reduzisse a velocidade. Neste momento, o indiciado, também conduzindo uma camionete Hillux, se aproximou do veículo do casal, passando a buzinar e a forçar passagem pela via estreita e que possui fluxo lento. 

O veículo onde estava a vítima seguiu em velocidade reduzida, pois era a compatível com aquele momento, o que provavelmente enfureceu o suspeito, que estava embriagado. 

Jackson passou a seguir o veículo do casal, tentando fazê-lo parar, contudo, o namorado da vítima ao notar a atitude passou a fugir pelas ruas da cidade, sendo continuamente seguido. Em determinado momento, o namorado de Júlia Barbosa conseguiu despistar o outro veículo, porém, quando estava na Avenida Brasil, tornou a ser seguido e próximo ao Hospital 13 de Maio, Furlan disparou contra o veículo do casal. 

Leia mais:  Em Cáceres, policiais civis arrecadam brinquedos e doces e fazem alegria de crianças carentes

O projétil transfixou o vidro traseiro do veículo e atingiu a vítima, que foi socorrida pelo namorado até o hospital próximo. Entretanto, mesmo com atendimento imediato da equipe médica, a engenheira não resistiu ao ferimento. Júlia estava na cidade visitando o namorando e morava no interior do Paraná.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana