Polícia Civil MT

Polícia Civil cumpre prisões e buscas para apurar desvios de dinheiro público na antiga Cepromat

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (DECCOR), em conjunto com o Comitê Interestadual de Recuperação de Ativos (CIRA), Delegacia de Capturas e Polícia Interestadual (DCPI) de Brasília e Ministério Público Estadual (MPE), deflagrou na manhã desta terça-feira (22.10), a operação “Quadro Negro”.

A operação visa dar cumprimentos a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar com o objetivo de apurar desvios ocorridos no antigo Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat), atual Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI). 

As ordens judiciais foram decretadas pela juíza Ana Cristina Silva Mendes da 7ª Vara Criminal da Capital. Ao todo foram expedidos 06 mandados de prisão preventiva e 07 de busca e apreensão domiciliar, que serão cumpridos nas cidades de Cuiabá (MT), Brasília (DF) e Luziânia-GO.

Além dos mandados, foi decretado o sequestro de mais de R$10 milhões, em valores, imóveis e veículos de luxo. 

A operação é coordenada pelos delegados Anderson Veiga, Luiz Henrique Damasceno e Bruno Lima Barcellos e contou com apoio do delegado chefe da DCPI, Amarildo Fernandes e do delegado adjunto, Henry Galdino. Detalhes sobre os trabalhos serão passados em coletiva de imprensa, às 09h30, na Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz).

Leia mais:  Polícia Civil prende traficantes e fecha boca de fumo em Rondonópolis

Nome da operação

Operação Quadro Negro, remete ao quadro e giz que ainda funcionam nas escolas, já que as lousas digitais eram falsas, bem como à situação (quadro) estrutural crítica que a educação básica se encontra em razão dos prejuízos causados pelos desvios.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Civil MT

Polícia Civil recupera em Cuiabá veículo roubado no estado de São Paulo

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva) recuperaram um veículo modelo SUV na manhã desta quinta-feira (05.12), em um bairro da Capital.

Durante diligências no bairro Jardim Imperial, os investigadores encontraram o veículo modelo Jeep Compass, branco, estacionado em uma área verde em frente a um restaurante. Em checagem ao sistema, foi constatado o registro de roubo do veículo no estado de São Paulo.

O proprietário do restaurante se mostrou surpreso ao saber que o veículo era produto de furto. Ele disse à equipe da Derrfva que adquiriu o carro de um conhecido pelo valor de R$ 100 mil.

O rapaz foi conduzido à delegacia, onde foi interrogado e liberado. As investigações continuam para identificar e localizar o responsável pela comercialização do veículo.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil cumpre nove mandados de buscas e prende uma pessoa em flagrante por tráfico de drogas
Continue lendo

Polícia Civil MT

Ação conjunta das polícias de MT e São Paulo cumpre mandados contra suspeitos de golpes pela internet

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Em uma ação investigativa realizada em conjunto  pelas Polícias Civis de Mato Grosso e São Paulo, equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) cumpriram três mandados de prisão e dois mandados de busca e apreensão em Cuiabá dentro da “Operação Cerrado” deflagrada pela Delegacia de Polícia de Pirapozinho, no interior paulista.

As ordens judiciais deferidas pela 1ª Vara da Comarca de Pirapozinho foram cumpridas contra pessoas que faziam parte de uma organização criminosa voltada à prática de golpes efetuados pela internet, principalmente, por meio de sites de compra e venda de produtos e veículos.

Na investigação foram coletados indícios de autoria e materialidade dos crimes praticados e apurado que os investigados se associaram para praticarem variados crimes de estelionato por meio de fraude na aquisição dos produtos.

Diligências realizadas pelas equipes da Polinter de Mato Grosso e da polícia paulista levaram os profissionais aos bairros Florianópolis e Jardim Vitória, onde na tarde desta terça-feira (03.12) foram presos dois dos investigados.  De acordo com o delegado de São Paulo, Rafael Guerreiro Galvão, que coordenou a ação em Cuiabá, os autores dos crimes fazem parte de uma organização criminosa e somente na região de Regente Feijó, Andradina, Presidente Prudente e Pirapozinho, 18 vítimas identificadas caíram nos golpes aplicados pelo grupo.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre nove mandados de buscas e prende uma pessoa em flagrante por tráfico de drogas

As investigações contaram ainda com medidas cautelares como interceptação telefônica, afastamento de sigilo bancário e fiscal e de transmissão de dados telefônicos que foram, ao longo dos trabalhos de apuração, gradualmente deferidas pelo juízo competente. Os integrantes do grupo chegaram a movimentar mais de R$ 200 mil nos golpes somente nas últimas semanas.

Um dos últimos investigados preso em Cuiabá pelas equipes de Mato Grosso e São Paulo é P. A. G. B., 27 anos, funcionário de uma rede de supermercados. O investigado trabalhava como estoquista e foi preso no interior do estabelecimento e conduzido à sede da Polinter.  

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana