Polícia Federal

Polícia Federal faz segunda incineração de Drogas na semana, em Guaíra/PR

Publicado


.

Guaíra/PR – A Polícia Federal promoveu nesta sexta-feira (26/6) a quinta incineração de drogas do ano, segunda só nesta semana, tida como especial por conta dos eventos promovidos relacionado à Política Nacional sobre Drogas. Os trabalhos ocorreram numa indústria na cidade de Mundo Novo/MS, onde foram queimadas aproximadamente sete toneladas de maconha. Com a ação de hoje, já se somam mais de 35 toneladas de drogas retiradas de circulação.

Importante mencionar que a atividade se desenvolve como resultado das intensas ações de combate ao tráfico de drogas e, da mesma forma como que se deram as apreensões nos últimos meses, a destruição do entorpecente também conta com a presença de representantes de várias forças policiais e de órgãos oficiais, que participam ativamente do combate ao tráfico.

Estas drogas são oriundas do trabalho de apreensões ocorridas em toda a região da circunscrição de Guaíra, nas rodovias, portos, zona rural, nos patrulhamentos do Rio Paraná e em decorrência de operações policiais que foram deflagradas recentemente, visando combate ao tráfico de entorpecentes.

O tráfico de drogas é uma triste realidade em nossa região, por conta da proximidade com a fronteira, mas a Polícia Federal, juntamente com as demais forças policiais, está engajada no combate ao tráfico de drogas, a fim de mudar essa realidade.

A denominada Semana Nacional de Políticas Sobre Drogas, prevista em lei, tem como intuito, entre outras ações, dar oportunidade de chamar a atenção do debate público para as questões relacionadas às políticas sobre drogas. São realizadas diversas atividades por todo o Brasil voltadas à temática das drogas.

Essas incinerações são divulgadas como uma prestação de contas à população sobre o trabalho que é desenvolvido pelos policiais neste combate e nesta missão de mudar a realidade da região.

 

Comunicação Social PF/Guaíra/PR
Disque denúncia: (44) 3642-9131

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF prende suspeito de atuar na logística do garimpo em terra indígena ianomâmi

Publicado


.

Boa Vista/RR – A Polícia Federal prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (3/7), um suspeito de atuar na logística aérea para apoio a atividades de mineração ilegal em reserva indígena ianomâmi e de ser proprietário de garimpo na região.

O homem foi preso em Boa Vista/RR com mais de dois quilos de ouro, durante o cumprimento de um mandado de busca, expedido pela 2ª Vara da Justiça Federal em Roraima.

O inquérito policial apura a abertura de pistas clandestinas localizadas no município de Alto Alegre/RR, das quais dependeriam as atividades ilícitas relacionadas ao garimpo que ocorreria na reserva indígena, bem como as atividades clandestinas de radiofonia e transporte irregular de combustível e dos próprios garimpos. As investigações seguem em andamento.

O suspeito, que já foi alvo de outras quatro ações da Polícia Federal, possui uma condenação pelo crime de genocídio e poderá responder, em razão da prisão de hoje, pelo crime de usurpação de patrimônio da União, com pena de até 5 anos.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

 

Comunicação da Polícia Federal em Roraima.
Contato: (95) 3621-1500
[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

PF prende suspeito de participar de diversos assaltos a agências dos Correios no ES

Publicado


.

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 3/7, após dez meses de investigação, a Operação Aplicativo Francês, com o objetivo de cumprir mandado de prisão, expedido pela Justiça Federal de Vitória, em face de assaltante dos Correios. A operação contou com a participação de dez policiais federais.

A ordem judicial foi cumprida na residência do envolvido, localizada no bairro das Laranjeiras, no município da Serra. O investigado também responde por crime de homicídio.

ENTENDA O CASO

O cidadão, de 20 anos, participou de roubos a agências dos Correios do Espírito Santo, entre setembro de 2019 e abril de 2020. Até o momento, foi comprovada sua participação em quatro roubos neste período, quais sejam, Serra Sede (26/09/2019), Mimoso do Sul (22/10/2019), Marataízes (07/11/2019) e Alegre (11/11/2019). Ele também é suspeito de coordenar a ação criminosa, providenciando veículos e armas de fogo, sem entrar na agência em três outros roubos: Aracruz (09/01/2020 e 17/03/2020) e João Neiva (14/04/2020).

Boa parte dos participantes destes crimes já se encontram presos e as diligências continuam para identificar os últimos assaltantes envolvidos nos casos.

CRIMES INVESTIGADOS

O investigado responderá pelo crime de roubado qualificado, previsto no art. 157, § 2º, incisos II e V, e §2º-A, inciso I do Código Penal, cujas penas somadas poderão chegar a 16 anos de reclusão por cada roubo.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana