POLÍCIA FEDERAL

Jumbo: PF apreende R$ 350 mil em espécie e 101 veiculos com o bando de traficantes de cocaína liderado por donos de postos de combustíveis

Publicados

em

A Polícia Federal apreendeu R$ 350 mil em espécie na manhã desta segunda-feira (16) junto aos alvos da Operação Jumbo, deflagrada para combater tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Conforme noticiado pela imprensa, o grupo criminoso, que tinha como membro o empresário Tiago Gomes de Souza, popularmente conhecido como “Baleia”, dono do Auto Posto Jumbo, movimentou R$ 350 milhões ao longo de 4 anos.

Segundo a Polícia Federal, o grupo operava no tráfico de drogas e lavava o dinheiro do crime por meio de posto de combustível.

Ao todo, foram cumpridos 8 mandados de prisão preventiva e 29 de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Mirassol D’Oeste, Poconé e Pontes e Lacerda.

Investigação

Conforme a PF, foi apurado que a organização comprou uma grande quantia de cocaína na cidade de Porto Esperidião, guardava em Mirassol D’Oeste, para depois fazer a distribuição em Cuiabá.  

Grupo Especial de Fronteira e Inteligência da Polícia Militar conseguiram interceptar dois carregamentos de droga, que foram apreendidas. Eles totalizaram uma quantia de 210 kg de cocaína.  

Leia Também:  TRE MT reune representantes de partidos para orientar abertura de conta no decorrer da Campanha

Além do Jumbo, outro posto chamado Petrox, na avenida Miguel Sutil, também seria alvo do esquema.

A Polícia Federal continua na investigação, que deve tomar novos rumos com a prisão dos principais líderes do esquema.

Segundo informações dos investigadores, Baleia fazia uma troca constante e incomum desses veículos de luxo, a ostentação era visível na vida do ex-taxista, que já havia sido preso anteriormente.  

 

Otavio Ventureli(da redação com Ascom(

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal prende peruano procurado pela Interpol

Publicados

em

São Paulo/SP – A Polícia Federal localizou e prendeu nesta quarta-feira (29/06/22) um peruano procurado pela Interpol e foragido da Justiça do Peru em São Paulo/SP.

O homem, de nacionalidade peruana, foi acusado de participar de associação criminosa dedicada à exportação de dólares falsos do Peru para a Argentina. O crime ocorreu no ano de 2010. Segundo a legislação peruana a pena aplicada para esse crime é de até 10 anos.

O mesmo estrangeiro já havia sido preso em flagrante, por tentativa de furto qualificada em São Paulo, no ano de 2019.

A prisão se deu em cumprimento ao mandado de prisão preventiva, para fins de extradição, expedido pelo Supremo Tribunal Federal, a partir de representação do Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil.

Agora ele permanecerá à disposição da Justiça aguardando os trâmites relativos ao processo de extradição.

No Brasil, a Polícia Federal é a representante da Interpol, uma organização intergovernamental composta por 195 países membros, com o objetivo de cooperação técnica e operacional entre polícias e compartilhamento de dados sobre criminosos procurados em diversos países.

Leia Também:  Projeto visa a isenção de 100% nos preços das passagens de ônibus para estudantes de Lucas MT

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo
Fone: (11) 3538-5013
E-mail: [email protected]

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI