POLÍCIA FEDERAL

PF combate contrabando de cigarros em Minas Gerais

Publicados

em


.

Varginha/MG – A Polícia Federal deflagrou, de 12 a 15 de setembro de 2020, a Operação Policial IMPÉRIO GUARANI, para desarticular organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros de origem paraguaia.

Durante as investigações, identificou-se que o grupo realizava a importação clandestina de cigarros de origem paraguaia para distribuição no interior dos estados de Minas Gerais e São Paulo, além da fabricação e distribuição clandestina de cigarros de palha.

 A Polícia Federal representou por 12 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão temporária, todos expedidos pela Justiça Federal em Pouso Alegre e cumpridos nas cidades mineiras de Pouso Alegre (6 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão), São Gonçalo do Sapucaí (2 mandados de busca) e Muzambinho (1 mandado de busca e um de prisão) e em Socorro/SP (3 mandados de busca e um de prisão). No curso das investigações, houve a lavratura de duas prisões em flagrante pelo crime de contrabando.

Os envolvidos são investigados pelos crimes de associação criminosa, contrabando e crime contra as relações de consumo, podendo cumprir até 13 anos de prisão, caso sejam condenados.

Leia Também:  PF incinera quase 33 toneladas de entorpecentes em usinas de Dourados/MS

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

 

  

Comunicação Social da Polícia Federal em Varginha/MG

[email protected] | www.pf.gov.br

Fone: (35) 3229-4101

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF combate o tráfico de drogas, no âmbito da Operação FICCO, em Roraima

Publicados

em


.

Boa Vista/RR – A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima – FICCO/RR, coordenada pela Polícia Federal e integrada pelas polícias Civil e Militar e pelas secretarias da/ Justiça e Cidadania e da Segurança Pública de Roraima, prendeu nos últimos dias 16 e 17, em duas ações distintas, três pessoas por tráfico de drogas e uma por calúnia e dano qualificado em boa Vista/RR.

Na primeira das ações, no dia 16/9, investigadores da Força Integrada identificaram um endereço onde suspeitos abasteceriam outros traficantes com drogas para posterior distribuição. No local, duas pessoas foram presas e quase seis quilos de skunk foram apreendidos.

Já na prisão do dia 17/9, a FICCO/RR recebeu denúncias acerca da ocorrência do tráfico de drogas no bairro Santa Luzia. Após diligências, os policiais identificaram o suspeito em atuação característica dos “serviços” de entregas de drogas, quando realizaram a abordagem e flagantearam o homem com uma pequena quantidade de cocaína.

Em sua residência foi encontrada outra porção de droga, durante as buscas, momento em que a irmã do preso chegou no local desrespeitando os policiais, acusando-os de terem forjado a ação e implantado drogas junto ao suspeito, além de estarem atuando em condutas tipificadas na lei de Abuso de Autoridade, momento em que lhe foi dada voz de prisão pelo crime de calúnia. Ao ser conduzida à viatura policial, a presa também chutou e danificou o veículo, conduta de dano qualificado. As penas para os crimes podem chegar a cinco anos, além de multa.

Leia Também:  PF incinera quase 33 toneladas de entorpecentes em usinas de Dourados/MS

O suspeito confirmou que era o proprietário das drogas.

Todos os presos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permaneceram à disposição da Justiça.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Roraima

Fone: (95) 3621-1522
E-mail: [email protected]

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA