POLÍCIA FEDERAL

PF combate fraude em licitações de lousas eletrônicas em Minas Gerais

Publicados

em


Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou hoje (27/10) a segunda fase da Operação Quadro Negro. O inquérito investiga uma organização que se especializou em fraudar licitações envolvendo o fornecimento de material de informática para aulas online com o fornecimento de lousas eletrônicas.

Foram expedidos 15 mandados de busca e apreensão os quais estão sendo cumpridos em quatro estados da federação (3 em MG, 5 em SP, 3 no RJ e 04 no ES). Além dessas medidas, foram expedidas ordens que proibiram os alvos de se comunicarem entre si, além de determinar a entrega de passaporte de nove investigados.

Após a deflagração da 1ª fase foram identificadas empresas que agem em conluio com as já investigadas, além de pessoas que, apesar de não constarem em nenhum registro relativo às empresas, são os verdadeiros donos delas e beneficiários dos valores obtidos com as fraudes.

As fraudes envolvendo as empresas investigadas movimentaram aproximadamente 7,5 milhões de reais só no Estado de Minas Gerais, sendo que a organização tinha outros contratos em outros Estados da Federação. A movimentação bancária das empresas entre 2011 e 2019 superou os 50 milhões de reais.

Leia Também:  Polícia Federal prende homem com notas falsas em São Carlos do Ivaí/PR

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

(31) 3330-5270

 

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal combate pornografia infantil no Amapá

Publicados

em


Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (4/12) a segunda fase da Operação Kori, que investigam a produção, o armazenamento e a divulgação na internet de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes no Amapá.

Policiais federais dão cumprimento a um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão na cidade de Santana/AP.

A operação de hoje é desdobramento da Operação Kori, deflagrada em maio desse ano, iniciada a partir de relatórios produzidos por unidade especializada da Polícia Federal, quando foram identificados usuários de aplicativo de mensagens, que compartilhavam arquivos com material pornográfico.

Na primeira fase foram presos em flagrante dois homens por armazenar conteúdo pornográfico envolvendo criança e adolescente. Hoje, um dos homens foi alvo do mandado de prisão preventiva.

O investigado poderá responder, na medida de sua responsabilidade, pelo crime de armazenar conteúdo pornográfico envolvendo criança e adolescente, e, se condenado, poderá cumprir pena de até 10 anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Leia Também:  Polícia Federal combate pornografia infantil no Amapá

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (96) 3213-7500

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA